segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Oscar Wilde - O Retrato de Dorian Gray

#clássiconãotemidade




Ficha técnica: O Retrato de Dorian Gray (The Picture of Dorian Gray)
Autor: Oscar Wilde
Editora várias
Lançamento original: 1890 (fazendo parte do Lippincott Monthly Magazine) e 1891 (versão extendida e definitiva)


Desde o século dezenove esta história vem encantando as pessoas.
Símbolo da juventude decadente da época e de suas críticas à cultura vitoriana, o livro traz a história de Dorian, um jovem que torna-se modelo para uma pintura de um famoso artista. Pintura esta que transmite tanta vivacidade e realismo que é considerada pelo próprio autor como seu melhor trabalho.
Depois de inúmeros elogios por parte de admiradores, Dorian cai em sí que a pintura será sempre bela, enquanto ele ficará feio e velho. A partir daí surge seu desejo de trocar de lugar com a pintura.
Os anos passam. Amigos envelhecem e morrem. E Dorian prossegue em sua juventude e beleza. E temendo encarar aquilo no que havia se tornado, ele evita olhar o seu verdadeiro eu na pintura.

O livro gerou polêmica e o próprio Wilde escreveu que "não existe livro moral ou amoral. Existem livros bem ou mal escritos."
E por isso ele sobreviveu ao tempo e tornou-se um clássico.

São várias as editoras que o publicam. Há até os em formato pocket, mais baratos. Abaixo uma das muitas edições existentes no mercado.



#leituranossadecadadia:

  • India Knight - Uma Vida de Bandeja (Record)
  • Kasey Michaels - Perfeita para Amar (Nova Cultural)
  • Lauren Weisberger - O Diabo Veste Prada (Record)
  • Hannah Howell - Um Toque Mágico (Nova Cultural)

Nenhum comentário:

Postar um comentário