sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Laura James - O Lobo Mau no Divã


Ficha técnica: O Lobo Mau no Divã (Tigger on the couch)
Autora: Laura James
Editora Best Seller
Lançamento original: 2007
Lançamento BR: 2008
254 páginas

O conto de fadas faz parte da nossa vida. Tudo começa quando ainda somos pequenos; ganhamos de nossos pais ou pessoas amigas, livros sobre eles, ou a própria decoração do quarto infantil remete-nos a um dos famosos personagens.
Crescemos lendo ou assistindo a filmes e desenhos sobre Branca de Neve e os Sete Anões, Cinderela, A Bela e a Fera, Pinóquio, Peter Pan e tantos outros. Quando ficamos adultos os contos de fadas já não têm mais o mesmo apelo emocional, mas eis que a indústria do cinema passa a fazer novas versões de velhas histórias. Tudo muito mais tecnológico e sexy, fazendo-nos voltar à velha infância.
A literatura também pega o filão e passa a tentar explicar o comportamento por detrás de cada personagem, seja usando a psicologia, seja a psicanálise. Com isso fomos apresentados a livros como "A Psicanálise dos contos de fadas" e "A Linguagem Esquecida", ambos grande sucesso em época de seus lançamentos.
Anos mais tarde fomos brindados com livros sobre  O Dilema de Wendy ou Complexo de Peter Pan.
Ou seja, já foi tempo em que contos de fadas era coisa de criança.

O livro O Lobo Mau no Divã (na verdade seria "Tigrão no Divã", o famoso tigre saltitante, personagem da história do Ursinho Puff), é uma espécie de dicionário, mini enciclópedia dos transtornos de alguns personagens infantis bem conhecidos, como todos os personagens da Floresta de Cem Acres (Ursinho Puff), Peter Pan e amigos, a Bela e a Fera, Pollyanna (de um clássico infanto-juvenil), Alice e personagens do País das Maravilhas, entre outros.

As explicações são interessantes, mas às vezes um pouco monótonas por fazer parecer ser  mais um livro direcionado aos da área de saúde do que ao público em geral. De qualquer forma acho interessante a leitura não só para os da área de saúde, como para quem trabalha com crianças (educadores).
Se formos fazer "os nove fora", nenhum personagem se salva! Assim como nós, seres humanos, os personagens têm as neuroses e psicoses mais estranhas, mas conseguem conviver perfeitamente em "suas" sociedades.
Salve a maluquice disfarçada!!!!



PS: Um outro livro muito bom sobre o mesmo assunto, mas que considero uma delícia de ler é "Fadas no Divã - Psicanálise nas Histórias Infantis", de Diana L. Corso e Mário Corso (Artmed, 2006). Explanações, curiosodades e capítulos direcionados aos brasileiros, trazendo a psicanálise da Turma da Mônica, além de outros cartoons como Calvin, Mafalda e Snoopy.

#leituranossadecadadia: 

  • Bruno Bettelheim - A Psicanálise dos Contos de Fadas (Paz e Terra)
  • Erich Fromm - A Linguagem Esquecida (Zahar Editores)
  • Robert Darnton - O Grande Massacre dos Gatos (Graal Editora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário