quarta-feira, 1 de agosto de 2012

50 Tons... Ame-o ou Deixe-o | Link Lilith



E o mês de agosto chegou e com ele o lançamento do tão comentado livro Cinquenta Tons de Qualquer Coisa. 
Tenho visto n comentários sobre ele. Muitos demonstrando o quão curiosas as leitoras brasileiras estão com tanta divulgação sobre esta trilogia. Será ela tudo isso que andam dizendo? Por outro lado, também tenho lido as pessoas dizendo como estão detestando isso.
Normal. Ninguém, nem nada é unanimidade. As pessoas gostam de estilos literários diferentes. Se você não está acostumada a ler romances hots, ou se está acostumada a ler romances mais hots que este, é claro que vai reclamar.

Outro boato que tenho ouvido é sobre a escritora. As antigas fãs dela, que acompanharam sua trajetória quando ainda escrevia em sites de fanfics (já mencionei que a história de Fifty Shades foi originalmente escrita como um fanfics de Crepúsculo), estão indignadas com a mesma porque parece que agora ela - a escritora - andou renegando suas raízes e dizendo que nunca suportou a saga Crepúsculo.
Verdade ou mentira, quer saber?: tô nem aí.
Gostei da história, gostei da dinâmica dos personagens, achei divertido, hot nas horas certas e considerei que o livro cumpriu o seu objetivo: me fez viajar.

Não cabe a mim julgar se aquilo tudo é certo ou errado. Entre quatro paredes e sendo consensual, cada um faz o que dá na telha.
O que acho um pouquinho demais são pessoas demonizando o livro. Leu e não gostou? Pare de ler. Você tem o direito de dizer que não gostou, mas precisa xingar aos quatro cantos da terra como se toda pessoa que tenha gostado do livro tivesse passagem direta pro fogo do inferno? Aí sim é querer impor o seu gosto (ou mau gosto) literário aos outros.

Mas voltando ao objetivo desta postagem, em junho, após ler a trilogia, eu fiz as minhas resenhas. E até comentei sobre as semelhanças entre este livro e a saga Crepúsculo:


Mas eis que um dos blogs que sigo fez uma postagem mostrando 50 Tons de Semelhanças (fazendo uma brincadeira com toda essa questão de 50 tons de tudo!) que ficou maravilhosa!!!
Tomo a liberdade de postar parte do texto e você pode lê-lo na íntegra clicando no link abaixo.
Parabéns às Divagações da Martinha que sempre nos brindam com questões pertinentes sobre os nossos mocinhos.



"50 tons de semelhanças
Certo, lá estava eu na febre do momento. Tudo o que é novidade acaba chamando a minha atenção. E minha mente acaba divagando loucamente. Isso não é novidade. Porque eu divago sempre...e percebo que muita gente divaga, ou acabou aprendendo a divagar.
Catei o 50 tons de cinza para ler. Pensei: vamos lá averiguar essa bagaça e descobrir a febre que tomou e assolou o mundo... Porque essa é a impressão que o livro causou. Motivo pelo qual eu já havia divagado anteriormente para vocês. Quando daquela matéria infame da revista Veja que nos chamava de "mamães taradas" (...)

Vejam as similaridades que encontrei ao longo do livro...e me chamem de louca se quiserem...fiz questão de não ler nenhuma resenha de blog para não me dispersar.
Qualquer semelhança pode ser mera coincidência, mas que elas existem, existem...
1) Mocinha virginal, atrapalhada com dois pés esquerdos, deslocada, constrangida e retraída. Super comum fisicamente, mas com uma aura de mistério que ronda seu semblante.
2) Atrai vários pretendentes sem fazer a menor noção desse efeito que exerce sobre eles.
3) Tem uma mãe super atrapalhada, desorganizada, mais menina que mulher, que se casa loucamente e segue a vida ao vento.
4) O pai, que na verdade é padrasto do segundo casamento da mãe, é um cara retraído e pacato, que curte pescaria.
5) Atrai a atenção de um homem lindo, fabuloso, sensacional, rico a dar de pau e super controlador.
6) O bofe lindo diz a ela que não é boa companhia para ela e ela deveria se manter afastada...hummmm...
7) O mesmo bofe lindo diz que não consegue se manter afastado dela e ela diz: "então não fique"...onde li isso mesmo?
8) O livro traz inúmeras citações de outros grandes livros de literatura e uma certa obsessão pela Tess D'Uberville...só muda o título...no Crepúsculo a fama fica pra Brönte.
9) O cara é assustador em seu mundo fechado e guarda segredos obscuros no fundo da alma. Tem um mundo próprio e a parte.
10) O cara enche a mocinha de perguntas, querendo saber da vida dela e ela não entende o interesse e até se irrita com isso.
11) Ela é uma questionadora nata. Pergunta mais do que o homem da cobra. (...)"

Acompanhe o resto no link original. ;)




Nenhum comentário:

Postar um comentário