quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Meus Históricos e as Escritoras Queridas

Todo mundo tem seus escritores favoritos. Dependendo de gênero literário, tem aqueles que você fica acompanhando a cada novo lançamento e torcendo que as editoras brasileiras não demorem um século para lançar por aqui.
Eu, por exemplo, adoro Dan Brown, mais especificamente os livros com o personagem Robert Langdon, interpretado nos filmes por Tom Hanks, outro ator que amoooooo.

No quesito romance histórico geralmente são as mulheres que reinam.
Tenho várias preferidas.
Comecei com a rainha Barbara Cartland quando ainda era bem nova. Hoje em dia seus romances são considerados para lá de água com açúcar, mas toda garota que hoje lê os romances mais apimentados já passou pela fase Barbara.
Depois disso fiquei anos sem ler nada do gênero, até que um dia, na livraria, me deparei com uma capa linda, gostei da sinopse e meu amor pelos históricos retornou com carga total. Este livro foi "Muito Mais que uma Princesa", de  Laura Lee Guhrke, editora Essência. Na sequência veio "A Rosa do Inverno", de Patricia Cabot, também da Essência, e por aí não parei mais.

Resolvi então colocar aqui em fotos alguns dos meus tesouros. Tenho certeza que você, leitor (a) ávido (a) como eu, também tem os seus.


1 - Stephanie Laurens:
Adoro essa escritora. Os livros dela são grandes e seus enredos não se prendem somente no romance do casal de protagonistas, mas sempre tem uma trama interessante, como por exemplo "O Preço do Amor" traz como pano de fundo as armações para se obter um campeão nas corridas de cavalos.
A editora Sedna começou a lançar a série de trás para frente. Estes livros fazem parte da saga Bar Cynster, ou Família Cynster. Os 6 primeiros livros são de irmãos e primos com esse sobrenome. A partir daí, as histórias de desenrolam com os outros parentes. 
Os lançamentos estavam na ordem errada, mas ainda havia algum. Só que a editora parou. Fiquei orfã da saga sem mais nem menos. Revolta total!!!! E eles sequer respondem qualquer email. Uma lástima. 
Agora é esperar que alguma outra editora compre os direitos e lance a saga, de preferência na ordem correta.



2 - Julie Garwood:
Outra baita escritora. Seus livros geralmente são da época medieval e suas histórias são lindas e comoventes.
Meu preferido, ainda não lançado no Brasil, é "Ransom" (O Resgate). Ele faz parte de uma trilogia chamada "As Noivas dos Lords", que é composta pelos livros "O Segredo", "O Resgate" e "Música das Sombras". São histórias dos Lords  guerreiros escoceses (highlanders).
Lançados pela editora Landscape, costumam ser caros. Mas o acabamento é de primeira e para quem é fã, acaba indo atrás de qualquer maneira.



3 - Judith McNaught:
Esta então, é ma-ra-vi-lho-sa!!! Ela tem livros históricos e contemporâneos. Vergonha das vergonhas: ainda não tive coragem de ler um contemporâneo dela. Isso porque o primeiro dela que li, "Alguém para Amar" é tão bom, mas tão bom, que fiquei com medo de ler um contemporâneo e ter a magia acabada (isso já me aconteceu em relação a outra escritora). Mas um dia tomo coragem.
Mas voltando aos históricos, sabe o que é uma delícia? Apesar de seus romances serem independentes, os personagens são da mesma época e amigos. No caso de Clayton e Stephen Westmoreland, de "Whitney, meu amor" e "Até você chegar" respectivamente, eles são irmãos. Isso quer dizer que no livro de um aparece o outro. O maior barato!!!!
Dos 4 acima amo todos. O "Agora e Sempre" acabou de ser relançado pela editora Best Bolso. Esperando que a editora lance os inéditos (no Brail) "Um Reino de Sonhos" e "Um Amor Inesquecível".
Há relatos de que a escritora já tem um quinto romance da saga Westmoreland pronto, que deveria ter sido lançado. Não se sabe porquê o lançamento foi mais uma vez postergado, desta vez para final de 2013. Espero que desta vez ele saia. Nada como um legítimo Westmoreland para alegrar nossas tardes.



4 - Candace Camp:
Essa vovó é um sarro!!! Os livros dela são super divertidos e para lá de hot. Se eu tivesse uma avó dessa.....
Ela tem algumas séries muito boas como os casos da trilogia Aircourt (à esquerda) e a série Os Cupidos (ou As Casamenteiras, como é conhecida entre as tradutoras - à direita). Este último ainda está no livro 3, sendo o quarto a ser lançado em breve pela Harlequin. Qualquer um que você leia primeiro, seja de uma série ou um independente, você vai amar.




5 - Patricia Cabot:
A mesma Meg Cabot de "Diário de uma Princesa" e "Tamanho 40 não é Gorda", ela assina como Patricia apenas os seus livros históricos.
O meu preferido ainda é o primeiro dela que li, "A Rosa do Inverno". Os outros também são ótimos, mas algo em "A Rosa..." ainda me cativa mais. Mesmo a sua continuação, "Retrato do meu Coração", belíssimo, ficaria em segundo lugar.
Os livros são divertidos, sensuais e dão um gostinho de quero mais ao término.



6 - Outras:
E por último, mas não menos importante, outras escritoras que, por algum motivo, não tiveram outros lançamentos por aqui, mas que fazem parte de minha área vip.
Laura Lee Guhrke, como disse, foi a responsável pelo meu retorno aos históricos, e este seu livro "Muito mais que uma Princesa" faz parte do meu Top 10 de históricos. Elizabeth Gaskell é uma escritora do século retrasado e seu livro "Norte e Sul" ficou mais conhecido graças ao lançamento da minissérie do mesmo nome, trazendo Richard Armitage como John Thorton, um personagem forte e apaixonado, que fez a mulherada suspirar com sua frase "olhe pra mim". Aff!!!! De matar mesmo!!!
Julia Quinn e Johanna Lindsey serão lançadas em breve por um novo selo editorial, após fazerem parte de uma pesquisa na qual as leitoras apontavam que escritoras deveriam ser lançadas na terra brasilis. Que sejam bem vindas. Julia Quinn principalmente tem séries enormes e maravilhosas de se acompanhar.
Nicole Jordan também é maravilhosa e seus livros são de um hot de precisar de chá gelado e ar condicionado no máximo. Kathryn Smith conheci há pouco tempo e também me apaixonei pelo seu estilo

Muitas outras também fazem parte de minha lista de preferidas: Hannah Howell, Terri Brisbin, Deborah Simmons, Georgette Heyer, Lisa Kleypas, Mary Belogh, Suzanne Enoch, Teresa Medeiros.... mas nem todas tem seus livros disponíveis em livros de papel por aqui. Ou, muitas já tiveram suas edições esgotadas e as editoras fecharam as portas.
O Brasil ainda tem muito para conhecer das escritoras desse gênero. Nós leitoras, só temos a ganhar.

Preciso de uma nova estante.....

2 comentários:

  1. Ameiiii seu post sobre as escritoras de romances históricos, conheço todas e sou fã de todas. Será que vão lançar aqui no Brasil o livro "A Paixão" da autora Nicole Jordan??? sou doida para ler esse livro e estou quase comprando em e-book..rsrsr
    Bjos.

    Ariane Palmas.

    ResponderExcluir
  2. Olha, Ariane, vc e muitas outras estão aguardando qqr outro lançamento de Nicole Jordan.
    Os livros dela são fantásticos, não? E tão hots... OMG!!
    Seria uma boa mesmo, até pq este livro, "Paixão", e o já lançado "Sedução", fazem parte de uma série com esses nomes sugestivos.
    Bjão.

    ResponderExcluir