domingo, 19 de agosto de 2012

Suzanne Collins - A Esperança (Jogos Vorazes #3)


Ficha técnica: A Esperança (Mockingjay  - The Hunger Games - book #3)
Autora: Suzanne Collins
Editora Rocco
Lançamento original: 2010
Lançamento BR: 2011
421 páginas

Eis que o Tordo volta à cena.

**CONTÉM SPOILER**

Após mais um Jogos Vorazes, mais sofrimento para todos os ex-campeões, muita coisa começa a entrar nos eixos. Exceto a cabeça de Katniss.
Os Jogos não tiveram o final esperado por todos, ou seja, apenas um vencedor saindo da arena. Após uma tremenda explosão e perder os sentidos, Katniss acorda numa cama de hospital e descobre que Peeta não havia sido resgatado com ela.
Sua obrigação agora? Aceitar o seu papel de representante dos rebeldes, ser o Tordo, levar os Distritos a rebelarem-se contra a Capital, vencer aos desmandos do Presidente Snow, restaurar a paz e a democracia.
Isso tudo até seria fácil se ela aceitasse. Mas sua mente relutava. E de certa forma, ela tinha razão. Não pelos motivos apresentados. É claro que o reino de terror do Presidente Snow tinha que ser combatido, mas ela não era exatamente a pessoa certa para representar o papel de líder.

Num certo momento do livro você já fica em dúvida, junto com a protagonista, quem está usando quem.
Após resgatarem Peeta, que teve uma tremenda lavagem cerebral, era o tudo ou nada.
Muitas vidas são ceifadas. Inclusive de alguns personagens centrais (o que é uma pena).

O triângulo amoroso que você torce no segundo livro, fica tão quebradiço, que você nem sabe mais para quem torcer.

Quer saber mesmo? Para um livro de encerramento achei muito baixo astral. Não pelas mortes em si, afinal, eles estavam no meio de uma guerra. É compreensível que um ou outro personagem morra, mas achei o quadro todo muito pesado. Os personagens principais terminam meio que perdidos, cheios de medos e tendo pesadelos para o resto da vida. Caramba! Se isso é um livro YA, tô fora nos próximos. Até Harry Potter terminou com uma mensagem mais otimista.

"A Esperança"?  Eles tinham Katniss como um símbolo de que dias melhores estavam por vir.
Em inglês o nome é o do pássaro que imitava a voz humana quando cantava, o gaio tagarela. O pássaro ouvia uma vez a canção e começava a imitar, um após o outro, formando depois uma linda sinfonia. Da mesma forma, as ações de Katniss de desafiar a Capital durante o seu primeiro Jogos Vorazes, mesmo que sem intenção, foram reverberando ao longo dos outros Distritos, até que todos estavam em uníssono lutando contra a Capital. Em inglês o título funcionava, obviamente em português, não.

Esse é um dos casos que pode ser que o filme salve o livro. Os livros 1 e 2 foram brilhantes, apaixonantes. O terceiro me deixou com um gosto amargo em seu término.
Se a história é boa? É. Mas eu teria pintado as páginas com um pouco mais de verde, ao invés de ter exagerado no cinza.

a autora

Nenhum comentário:

Postar um comentário