quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sherrilyn Kenyon - Prazeres da Noite (Dark Hunters #2)



Ficha técnica: Prazeres da Noite (Night Pleasures - Dark Hunters #2)
Autora: Sherrilyn Kenyon
Editora Novo Século
Lançamento original: 2002
Lançamento BR: 2012
336 (com páginas extras do início do livro seguinte)

Dessa vez farei os comentários antes da sinopse.
Quem me conhece sabe que eu amo de paixão essa saga. São mais de 20 livros de puro romance, aventura, fantasia, tudo regado a muita mitologia de tudo quanto é tipo.
Sabe também há quanto tempo espero pela publicação dos livros (se notaram bem, há 10 anos essa saga começou a ser lançada e só agora temos o prazer de tê-la oficialmente em português).
Exatamente por tudo isso me vejo no direito de falar quando gosto ou não gosto de algo.
A capa, mesmo sem ser a original (sabemos que é preciso pagar pelo direito de publicar um livro com a mesma capa original e nem toda editora quer arcar com essa despesa extra...), é belíssima. As letras em auto relevo. Papel de boa qualidade.
O tamanho das letras também está ótimo. Você consegue ler o livro dentro de um ônibus correndo feito louco, fazendo as curvas como se estivesse num Stock Car e ainda assim, não perde as palavras.
Também é uma graça o fato de ter o início do proximo livro - de Talon. Isso significa que a editora pretende mesmo dar continuidade à saga.

Mas...
Pelamordedeus, Produção!!! Não traduza mais nomes próprios. Vocês optaram por traduzir o nome da saga em si > Dark Hunters = Caçadores da Noite. Mas traduzir o sobrenome dele, Kyrian Caçador.... Aff...Ficou um pouquinho demais!!!  
Isso sem contar com a digitação de algumas palavras de forma errada, esquecimento de pontuação. Agora, confundir "traz" com "trás"... duhhhh!!!!

Aí, você me pergunta? Então por que continua comprando? 
Primeiro motivo é o óbvio. Amo a série e gostaria de tê-la em estado físico (só tenho em digital). É um conforto a mais ter em meu idioma.
Segundo, sou do tipo que ainda acredita. A editora que está publicando a saga tem um histórico de crescimento notável, inclusive com autores nacionais. Na última Bienal do Livro no RJ o stand deles estava lindo. Acredito mesmo que eles têm procurado dar uma qualidade maior em cada trabalho que lançam.
Sim, eles poderiam ter tomado mais cuidado nos aspectos acima citados (teve uma frase, então, com uma tradução tão tosca.... estranha mesmo), mas já vi editoras grandes e famosas cometerem erros parecidos.

A questão é: o livro é bom. É engraçado, é auto-explicativo, é romântico, tem pegada, os protagonistas funcionam. Se não fosse assim, a saga não faria o sucesso que faz há mais de 10 anos.
Então meu conselho é: apesar desses probleminhas técnicos, comprem e leiam. Vale muuuuuito a pena. A história de Kyrian é linda (muito interligada com a do livro anterior, sobre Julian da Macedônia, já que eles eram amigos) e vai ficar melhor ainda mais a frente quando eles enfrentam o maior inimigo deles, também transformado num Dark Hunter. É esperar para ver.

"Alguma vez você já quis saber como é ser imortal? Partir em jornadas pela noite, perseguindo vampiros que transformam humanos em presas fáceis? Possuir riqueza e poder infinitos? Essa é a minha existência, e ela é obscura e perigosa. Sou herói para milhares, mas não sou conhecido por ninguém. E eu adoro cada segundo disso!
Ao menos era o que eu pensava até a noite em que acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher certinha, usando uma blusa de botão. Ou, no caso de Amanda, uma blusa abotoada até o queixo. Ela é inteligente, sexy, espirituosa e não quer nem saber do mundo sobrenatural - em outras palavras, de mim.
Minha atração por Amanda Devereaux vai contra tudo em que acredito. Sem contar que, da última vez que me apaixonei, isso custou não só a minha vida humana, mas também minha própria alma. Ainda assim, toda vez que olho para ela, me pego querendo tentar outra vez. Querendo acreditar que amor e lealdade existem.
Ainda mais perturbador que isso: me pego imaginando se há alguma maneira de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes de batalhas são tão profundas, e cujo coração foi danificado por uma traição tão selvagem, que ele já não se baterá de novo.
- Kyrian da Trácia."

Falando agora sobre o enredo em si, não tem como não se apaixonar. 
Ok, eu sei que a deusa Ártemis é uma filha da mãe que se aproveita do sofrimento alheio para selecionar seus guerreiros. Mas verdade seja dita, ela tem bom gosto. Nenhum guerreiro é baixinho ou feio. Mesmo aqueles cobertos pelas cicatrizes de batalha (Kyrian foi crucificado!!), são lindos ao tornarem-se imortais.
O fato de cada um ter uma forma diferente para ter sua alma mortal de volta também faz a história ficar interessante. Dependendo da maneira como a pessoa foi morta, ela terá que passar por um teste parecido para ganhar a alma.
Pobre do Acheron que sofre mais do que eles todos, mas isso ainda é um segredo de estado. O relacionamento entre Acheron e a deusa só será esclarecido mais a frente.

Amanda é uma mocinha especial.
A família dela é toda composta por pessoa psíquicas: bruxas, caçadoras de vampiros, adivinhas...Todas têm algum poder especial. Mesmo Amanda, descrita como tão certinha pelo próprio Kyrian, também tem sua parcela de poderes.
Acontece que ela preferiu colocar essa parte de sua personalidade no mais fundo de seu ser desde que teve uma má experiência no passado.
Mas, cercada por aquele tipo de gente, ela não teria como fugir de seu destino.
Fisicamente Kyrian seria o sonho de consumo de qualquer mulher. Lindo, alto, musculoso, rico, todo dono de si. Mas o fato de ele fazer parte do mundo sobrenatural do qual Amanda não queria nem saber, não fez com que ele enchesse os olhos dela tanto assim.
O livro tem muitas cenas engraçadas, piadas entre os dark hunters e seus escudeiros (do tipo "vou guardar essa informação pra chantagem") e as cenas românticas são deliciosas.

E como eu disse antes, algumas histórias entre os guerreiros estão bem interligadas. Muitos deles vão aparecer nas histórias uns dos outros - não todos porque são muitos já criados. Mas com o tempo você conhece cada um deles.
Algumas histórias interligadas (mas não necessariamente lançadas em sequência):

Julian > Kyrian > Zarek > Valerius
Vane > Fang > Fury

Quer mais algum motivo para lê-lo?
Algumas das capas:






Nenhum comentário:

Postar um comentário