terça-feira, 27 de novembro de 2012

Capas que Amadoro #2


Quem me conhece e  segue minha página no Facebook (por falar nisso, você está seguindo minha página por lá? É só clicar no quadrado d'A Borboleta que lê no alto à direita), sabe o quanto eu adoro uma capa de livro.
Sim, porque uma capa bem feita, que retrata legal os personagens, com cores vibrantes, já ganha o leitor em 50%. Os outros 50% ficam por conta de uma boa sinopse na contra capa ou orelha do livro (acreditem, já li umas sinopses pavorosas, que nada tinham a ver com o livro, mas não é que o livro era bom? Nesse caso, uma recomendação de uma amiga de confiança ajuda).

Aqui no Brasil, tirando as capas que as editoras compram do original (lá eles têm anos de experiência nesse quesito), só há pouco tempo que começamos a perceber que os designers brasileiros finalmente aprenderam o que o leitor gosta, o que ele quer ver numa capa.

Por falar nesse assunto de capa, volta e meia ouço de leitoras desgostosas porque a editora brasileira não copiou a capa original de uma determinada saga, e todo esse bla-bla-bla. Meu povo, quando a editora compra os direitos de um livro, a capa NÃO está incluída. Ela (a editora), se quiser ter a mesma capa no Brasil (como é o caso da série da Maldição do Tigre, por exemplo), precisa negociar pela capa também. E às vezes a editora é pequena, não tem esse cacife todo para comprar livro + capa.
Mas como eu disse, de uns tempos para cá as capas brasileiras têm sido lindas. Mais alguns poucos anos e estaremos rivalizando com os experts estrangeiros.

Abaixo eu resolvi compartilhar com vocês algumas das capas que têm aparecido na timeline d'A Borboleta que lê. Muitos desse autores eu não conheço, mas as capas chamam atenção. E confesso, já encomendei alguns desses livros só por causa da capa ;)

esta capa de um romance
contemporâneo eu achei
fofa. Não deixa dúvidas
sobre o que o livro se trata



A grande maioria das capas que me apaixono é de livros históricos. Eis algumas:







este é gênero paranormal


















Esta capa, do livro 2 da série "Belo Desastre", de Jamie McGuire, foi divulgada no mês passado. Seu lançamento será ano que vem, e as fãs do mundo todo estão eufóricas. Não ficou linda?




E um exemplo de capa made in Brazil (um dos muitos casos em que a editora NÃO comprou as capas originais), o próximo lançamento da saga Irmandade da Adaga Negra.
Muitas fãs não gostaram porque a equipe de arte valorizou a personagem feminina, quando os livros da série são focados nos guerreiros. De qualquer forma, achei a capa muito bonita. A modelo tem um rosto lindo e a arte ficou realmente boa. Se a capa expressa a história do livro ou não, aí, já é outro caso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário