domingo, 13 de janeiro de 2013

Nora Ephron - O Amor é Fogo



Ficha técnica: O Amor é Fogo (Heartburn)
Autora: Nora Ephron
Editora Rocco
Lançamento original: 1983
Lançamento BR: 2009
191 páginas

"Rachel Samstat é inteligente, bem-sucedida, casada com um influente jornalista de Washington, está grávida do segundo filho... e está arrasada. Ela acabou de descobrir que seu marido está tendo um caso com Thelma Rice, uma pessoa inacreditavelmente alta, com um pescoço tão longo quanto um braço, um nariz tão longo quanto um polegar, e pés que mais parecem pranchas de tão grandes...

O que fazer numa situação dessas? Se a Rachel fosse a Nora Ephron, ela escreveria um livro sobre tudo o que aconteceu com ela. Ela pegaria esse soco que levou na boca do estômago e o transformaria num romance tocante, engraçado, e ainda aproveitaria para incluir nele algumas de suas receitas preferidas..."

Pois é... Mais fácil mesmo rir da desgraça alheia. Mas a própria Nora escreveu mais tarde dizendo que na época em que escrevera este livro, não achara a menor graça. E não era para menos...

Morando numa cidade que odiava, grávida do segundo filho, tendo um outro filho de 5 anos para lidar, um trabalho com prazos, ela descobre que seu marido está com outra mulher. E que isso não fazia pouco tempo.

O que dizer? Que todas as mulheres são cegas? Que não enxergam os sinais quando eles aparecem? Difícil julgar...

A questão é, Nora não deixou barato.
Não vou dizer que todas as ações dela foram acertadas, mas ela soube transformar tudo num livro engraçado. Que por sua vez, acabou virando um filme com 2 grandes atores, Meryl Streep e Jack Nicholson, e trilha sonora de Carly Simon - "Coming Around Again".

  

Ainda posso dizer que além das partes engraçadas, o livro contém minha outra paixão, receitas. As receitas estão embutidas no meio da história - literalmente, mas você tem um bom índice delas no final do livro. O fato de a personagem, transformada em fictícia, ser uma culinarista com programa na tv, faz com que passagens de sua vida sejam ligadas às suas receitas favoritas.

O livro é bem diferente dos 2 anteriores que eu tinha lido, a base de crônicas, mas também tem seu valor.
E uma das grandes lições é: nada é tão ruim que não possa espremer uma piada dele.
Um bom livro para a sua lição de casa.

"Uma das coisas das quais tenho mais orgulho
é que dei um jeito de transformar o que me pareceu uma
terrível tragédia na época em comédia - 
e se isto não for ficção, não sei mais o que é."
- Nora Ephron.

Nenhum comentário:

Postar um comentário