sexta-feira, 29 de março de 2013

Cecelia Ahern - O Livro do Amanhã



Ficha técnica: O Livro do Amanhã (The Book of Tomorrow)
Autora: Cecelia Ahern
Editora Novo Conceito
Lançamento original: 2010
Lançamento BR: 2013
367 páginas

"Nascida no luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali, ela encontra um livro muito misterioso. Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino."



ROMANCE CONTEMPORÂNEO.

Profundo. É o que posso começar a dizer da sensação que tive ao ler este livro.
Ele é um pouco diferente do anterior que li, da mesma autora, A Vez da Minha Vida. O outro já começava a história com diálogos da personagem principal e a estranha visita que recebera. Neste, temos bastante narração por parte da protagonista.

A história de Tamara é intrincada, mas, ao mesmo tempo, a história dela não é dela e tudo é um grande suspense. Sim, porque neste livro a pitada de suspense é grande, e ouso dizer que tem até mesmo tentativa de assassinato!!

Tamara é a típica riquinha chata, cheia de vontades e rebelde sem causa. Só depois da morte do pai, ela passa a reavaliar sua vida. Até porque sua vida estava mais do que destroçada. Ela não perde só o pai, mas também a casa em que viviam, a vida social, as ditas amigas, a escola... Seu novo local de moradia era lá nos cafundó do boi, num lugar sem comércio, sem vida noturna, e praticamente sem vizinhos.

O mais surpreendente é o livro que dá nome ao livro. Na verdade é um diário, esquecido entre livros de uma biblioteca itinerante. Mas esse diário era especial. Ela, Tamara, não havia escrito uma única linha nele, mas, de alguma forma, a cada dia, sua letra aparecia ali, contando-lhe tudo o que tinha acontecido...no dia seguinte. Maluco, não? Mas é baseada nessa experiência que ela passa a pensar antes de fazer determinadas ações, e até mesmo a mudar determinadas decisões. E é assim que um grande segredo vem à baila.

Achei que a história demorou um pouco a pegar... O livro mesmo só aparecendo na página 84, e ela só começa a lê-lo finalmente na página 132. Mas mesmo assim a história rola.
O suspense mais adiante é o chamariz para te prender ao livro. O que Rosaleen tanto queria esconder? Por que Arthur nunca abria a boca? E quem era o fantasma misterioso do castelo?

Mais um romance ambientado na Irlanda, terra natal da escritora. E apesar de a história do livro não se tratar do lugar chamado Killeen Castle, ele foi a fonte de inspiração à autora.



O livro surpreendeu porque a princípio pareceu um livro para adolescentes, meio bobo, quase um chick lit, mas com o passar da leitura ele tornou-se mais encorpado, adulto por assim dizer, e bem envolvente.
Um livro que te faz (re)pensar em suas atitudes nesta vida, mas de uma maneira não acusatória. Cecelia Ahern tem essa habilidade. Você nunca termina um de seus livros sem dar um profundo suspiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário