sexta-feira, 26 de abril de 2013

Bianca Carvalho - Jardim de Escuridão (Trilogia das Cartas #1)



Ficha técnica: Jardim de Escuridão (Trilogia das Cartas #1)
Autora: Bianca Carvalho
Editora(s) Literata / EraClipse
Lançamento: 2011
278 / 308 páginas

"Todo dom pode ser uma bênção ou uma maldição..." 

"Quando Faith Connor recebe uma carta deixada por sua avó, após a morte da mesma, contendo um último pedido, ela não esperava que sua vida ganharia um rumo inesperado. Detentora de um dom especial de compreender as flores, cujos significados lhe fornecem visões de acontecimentos futuros, ela atende o pedido da avó, levando uma flor especial a seu túmulo e acaba conhecendo Rowan Allers, um homem atormentado pela morte da irmã, assassinada por um serial killer. Sentindo uma estranha conexão com aquela história, Faith o ajuda a investigar, sem nem saber que seus destinos estavam ligados de forma perigosa e até fatal."


açucena



Romance Contemporâneo-Sobrenatural.


Lolla, Faith, Cailey e Tatianna. Uma família de mulheres dotadas de dons sobrenaturais. Dons esses que muitas vezes nem elas conseguiam decifrar, e por vezes eram considerados maldições pelos que as cercavam.

Faith mudou desde a morte de seu marido. Ela culpava a si pelo acidente de carro e culpava sua avó, Lolla, por não ter impedido que este acontecesse. Sete meses se passaram e agora com a morte de Lolla, Faith tem que rever suas opiniões.

A morte está à espreita. Um assassino conhecido como o "Assassino de Noivas" voltou a atacar. E apesar de Faith não se parecer em nada com o biotipo das vítimas dessa pessoa, ela também começa  a ser caçada.
Nesse meio tempo, uma carta de sua avó, que ela recebe após sua morte, faz-lhe um único pedido: que ela vá levar amarantos em seu túmulo num dia designado. Ao fazê-lo, Faith acaba conhecendo Rowan Allers, um homem lindo mas atormentado por ter tido sua irmã gêmea assassinada, e a polícia ainda não conseguira prender o bandido.
Juntando suas forças, Rowan e Faith partem para uma investigação solo, mas acabam por permitir que o destino os unisse em algo maior e inquebrantável...

amaranto fucsia



O livro é o primeiro de uma trilogia. A Trilogia das Cartas traz a história de cada neta de Lolla DeWitt, ao deixar designada para ser entregue em datas específicas, uma carta para cada neta. Assim, Lolla sabia que poderia ajudar suas netas a encontrarem seus caminhos à felicidade.

A primeira a receber, um dia após a  morte de Lolla, foi Faith.
Faith havia tido um casamento dos sonhos. Amava seu marido e esperava um filho dele. Até que um terrível acidente de carro os separou.
Ainda abalada com tudo isso e mantendo-se afastada de sua família (avó, irmã e prima), ela fechou-se em sua dor. Somente com a morte de sua avó, ela passou a rever seus conceitos e a entender que mesmo tendo determinados dons, o destino toma conta do que lhe pertence.
Ao conhecer Rowan numa situação inusitada, ela crê que ainda não está aberta para o amor. Mas concordou em ajudá-lo a descobrir quem assassinara a irmã dele.
Em suas descobertas, Faith acaba por se deparar com a mais terrível das revelações. Nada era o que parecia ser. E seu dom, cada vez mais forte, mostrava-lhe que deveria ter muito cuidado...

O romance tem uma pegada de mistério muito boa.
O casal principal, Rowan e Faith, envolve-se num romantismo maduro, sem pressa.
Eu poderia dizer que achei a autora cautelosa em seu modo de escrever. Suas cenas de amor não são explícitas; seus diálogos são explicativos e seu interesse em mostrar uma moral da história estava presente. 
A pesquisa em relação às flores foi extensa e muito bem feita.

Senti conexão com os personagens em alguns momentos, em outros não.
Percebi dois momentos que podem ter causado um certo desconforto: o primeiro foi na ocasião do estupro. Achei-o desnecessário, mas compreensível. Como a maioria dos leitores é do sexo feminino, a mulher sempre se sente ultrajada ao ver/saber de outra mulher que sofreu esta violência. Por outro lado, longe de dizer que a personagem merecia o que lhe ocorreu, posso dizer que, por suas atitudes, há algum tempo ela tinha deixado sua guarda baixa. O estupro foi uma consequência. Mas se ao invés disso, a autora tivesse preferido colocar que a personagem havia "só" apanhado do cara com quem estava, daria no mesmo.

A outra passagem foi quando um dos personagens perdeu o amor de sua vida e foi até a floricultura de Faith e a acusou por não tê-lo avisado, assim ele poderia ter tomado precaução. Isso também é aceitável quando se sabe que as pessoas costumam não compreender os dons alheios. O dom existe para ajudar, para prevenir, para preparar, mas nem sempre quer dizer que você pode alterar o curso da vida. Provavelmente este personagem terá a oportunidade - no livro 2 - de conhecer melhor as 3 DeWitt e seus dons.

A ligação entre as três é forte e continuará com os livros a seguir.
"Versos Sombrios" é o segundo livro que será lançado, segundo a própria autora, na Bienal do Rio de Janeiro deste ano. Ele trará a história de Cailey e seu dom de escrita.

Se quiser adquirir o primeiro livro, acesse o site da autora, que além de escrever bem, é linda.

4,5 ESTRELAS.





4 comentários:

  1. Ai, que resenha linda!
    Amei, amei,amei!
    Fico feliz em saber que você gostou!

    Bjks,

    Bianca Carvalho

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha. Sou suspeita pra falar sobre este livro, poque gostei muito dele, e a ligação das irmãs com a avó, mexeu muito comigo, pois tive uma relação bem parecida com minha avó já falecida. Estou muito ansiosa para ler o próximo.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lia
    Q inveja!!!! Eu não tive relacionamento nenhum com minhas avós. Uma, eu nem conheci, a outra era difícil de lidar. Sempre me considerei uma "desavozada"...rsrsrsrs
    Mas concordo contigo, o livro da Bia é lindo e ela tem muito potencial de crescer. E nós vamos assistir o sucesso dela de camarote.
    Bjin.

    ResponderExcluir
  4. EU gostei muito do livro e senti a mesma coisa que você quando o assunto foi o estupro. Acho que a Bianca tem um potencial imenso e por isso mesmo ela não pode deixar de escrever. Ao longo do tempo, ficará claro que ela ganhou experiência, e com isso, sua escrita só evoluirá...

    ResponderExcluir