quarta-feira, 8 de maio de 2013

Debbie Macomber - A Pousada Rose Harbor



Ficha técnica: A Pousada Rose Harbor (The Inn at Rose Harbor)
Autora: Debbie Macomber
Editora Novo Conceito
Lançamento original: 2012
Lançamento BR: 2013
349 páginas


"Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada. Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer onde menos se espera.
A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso."


ROMANCE CONTEMPORÂNEO. DRAMA.

Numa primeira olhada você acha que o livro é triste, depressivo. Ledo engano. Mesmo com tantos temas se cruzando ao longo da jornada da história, em sua maioria temas fortes, com uma boa carga emocional, a maneira com que  a autora os entrelaça e leva a narrativa é de uma leveza sem par.

Comecemos pela própria dona da pousada, Jo Marie Rose.
Ela era uma mulher independente e levava uma vida normal até que conheceu o seu futuro marido num estádio. A química foi imediata. Casaram-se e eram felizes até que ele teve que voltar para o Afeganistão e lá morreu. Uma recém casada e já viúva.
Depois de meses pensando no que faria da vida - a conselho dos próprios amigos que não a deixaram tomar nenhuma decisão radical tão logo seu estado civil mudou, ela finalmente decidiu-se por uma transformação radical. Abandonou o emprego de anos e com mais o dinheiro do seguro que o marido lhe deixou, ela comprou uma pousada.
Longe de ter experiência na área, Jo Marie se jogou de cabeça e decidiu que ali curaria suas feridas.

Mas logo ao chegar em sua nova morada, Jo Marie começou a receber seus hóspedes e percebeu que não era só ela que precisava se curar...

Joshua Weaver vinha de uma família despedaçada. Quando criança eram somente ele e sua mãe. Até que ela se casou com Richard, que trouxe o seu filho Dylan. Apesar de Josh perceber que Richard não o tratava tão bem como o seu próprio filho, mas ele conseguia enxergar que sua mãe estava mais feliz do que nunca, e por isso, tudo valia a pena. Até que sua mãe faleceu e o padrasto o colocou para fora de casa antes mesmo de terminar o Ensino Médio. Ele terminou os estudos, vagou pelo mundo e agora retornava à cidade de Cedar Cove para cuidar do padrasto velho e doente. Como eles conseguiriam lutar contra tantos anos de mágoas e desapontamentos?

A outra hóspede era Abby Kincaid. Sua história estava ligada à cidade porque fora ali que ela vivera boa parte de sua juventude. Foi quando um terrível acidente envolvendo ela e sua melhor amiga ceifou a vida desta última, e Abby nunca conseguiu se perdoar. Depois de 20 anos ela retorna à cidade para o casamento de seu irmão e terá de encarar as antigas amigas da escola, os pais da amiga e, principalmente, o túmulo da amiga, a qual ela não pôde participar do enterro. Poderia Abby perdoar a si mesma e começar a viver normalmente? Estaria ela traindo a memória da melhor amiga?

Perdão, reencontro, busca, aceitação...Paz. Tudo isso pode ser encontrado em Cedar Cove, mais especificamente numa pousada romântica no alto da colina. Qualquer um que chegue com o coração pesado tem uma chance de encontrar a resposta que procura, e sair dali com a sensação de que nada como se deixar perder para conseguir se encontrar...


5 ESTRELAS!!!!
O ritmo da história é confortável.
A capa é linda, remetendo-nos mesmo à entrada de uma pousada aconchegante.
A conexão com os personagens é imediata. A pousada nunca está cheia demais, então você consegue acompanhar a história de cada um e apaixonar-se por eles.
O ponto positivo é que a autora não abandonou o projeto e pretende escrever outras histórias tendo a pousada como o ponto de encontro.
O ponto negativo - não propriamente tão negativo, mas fiquei um pouco perdida a princípio - é que o livro é escrito tanto na primeira pessoa, quanto na terceira. Como a história começa por causa da tragédia e mudança de vida de Jo Marie, os capítulos que falam dela são em primeira pessoa; mas quando se está falando dos outros personagens (os hóspedes), o livro vem na terceira pessoa. Mas depois você se acostuma com isso.
Indico este livro para pessoas de todas as idades. Como disse, apesar de os personagens terem suas feridas, nada é levado de forma pesada e triste.
E espero ansiosa pela continuação dele, que pelo que sei irá se chamar "ROSE HARBOR IN BLOOM", e terá o lançamento (original em inglês - em pré-venda > link abaixo da foto) em 13 de agosto/2013. Mal posso esperar!!




Sobre a autora:



Facebook  |   Twitter  |   Site

2 comentários:

  1. Eu gosto muito da Debbie Macomber a quem conheci através da série Crônicas de Cedar Cove. Sempre achei que ela escreve sobre os dramas humanos, exatamente como você falou, de forma objetiva e sem dramas excessivos.
    Mesmo eu tendo muito dificuldade em lidar com grandes sofrimentos, gosto de ler livros onde as estórias tenham a vida real como referência.
    Já comprei o meu exemplar, e depois da sua resenha vou cair dentro com esperança renovada de que não irei chorar rios de lágrimas!
    Bom dia!
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Amo esta autora, e leio tudo dela, este livro é maravilho, eu amei !

    ResponderExcluir