segunda-feira, 1 de julho de 2013

Debbie Macomber - Rose Harbor in Bloom (Book #2)



Ficha técnica: Rose Harbor in Bloom
Autora: Debbie Macomber
Editora Ballantine Books
Lançamento original: Previsão 23 de agosto/2013
Lançamento BR: ainda não
336 páginas

"Desde que se mudou para Cedar Cove, Jo Marie Rose tem finalmente começado a se sentir em casa, e seus vizinhos tornaram-se seus amigos mais próximos. Agora é primavera, e Jo Marie está ansiosa para terminar a mais recente adição à sua pousada. Em memória a seu falecido marido, Paul, ela projetou um belo jardim de rosas para a propriedade e pediu ao faz-tudo Mark Taylor para ajudar a realizá-lo. Ela e Mark nem sempre se dão muito bem - e às vezes ele parece distante -, mas, no fundo, Jo Marie encontra grande conforto em sua companhia. E enquanto ela ainda busca um senso de encerramento, desde a morte de seu marido, ela recebe seus últimos convidados, que estão em suas próprias jornadas de cura.

Annie Newton chega à cidade para orquestrar as Bodas de Ouro de seus avós. Enquanto Annie está animada para as festividades, ela está lutando para seguir em frente de seu noivado rompido, e os seus próprios avós parecem estar tendo dificuldades para ficarem juntos. Pior, Annie é forçada a ver Oliver Sutton, com quem ela cresceu e que sempre brincava com ela sem piedade. Mas as melhores festas terminam com uma surpresa, e Annie recebe a maior de todas.

A poderosa mulher de negócios Mary Smith, outra hóspede de Rose Harbor Inn, alcançou um sucesso incrível em seu campo, mas uma grave doença levou-a a encarar sua solidão, e mais ainda, arrependimento. Quase 19 anos atrás, ela terminou seu relacionamento com seu verdadeiro amor, George Hudson, e agora ela voltou para Cedar Cove para fazer as pazes.

Compaixão e alegria esperam por Jo Marie, Annie e Mary, como elas fazem as pazes com seu passado e olham corajosamente em direção a seu futuro."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. DRAMA. INÉDITO BR. PRÉ-LANÇAMENTO.

Não que seja imperativo fazê-lo, mas se você não leu o livro #1, talvez queira dar uma olhadinha na resenha, só para se situar... AQUI


(English review scroll down)


Jo Marie já se encontra há alguns meses gerenciando sua pousada na cidade de Cedar Cove. Enquanto ela se prepara para o dia de "Abertura de Apresentação", algo como abrir as portas da pousada para amigos, vizinhos ou passantes poderem conhecer o lugar (muito normal nos Estados Unidos), também continua a receber os seus hóspedes.

Dessa vez a pousada ficou realmente cheia, mas o foco é dado em duas das hóspedes: Annie e Mary.

Annie está na cidade para terminar os preparativos das Bodas de Ouro de seus avós. Como eles se casaram na cidade, ela achou que seria romântico fazer a cerimônia e a festa no mesmo lugar.
Acontece que toda essa preparação teve um motivo a mais: tentar colocar para trás o rompimento de seu noivado. Não que ela tenha sido chutada. Muito pelo contrário. Ela decidiu dar um basta quando soube que seu noivo a traiu. Pela segunda vez. Mas estava cada vez mais difícil evitá-lo, já que ele não parava de importuná-la. E essa viagem a Cedar Cove veio em ótima hora.
O que ela não contava é que com a chegada de seus avós, junto estaria Oliver, o abominável melhor amigo de seu irmão mais velho, que desde sua infância adorava implicar com Annie.
Desde que Oliver lhe deu seu primeiro beijo, aos 13 anos, mas depois juntou-se com outros amigos e o irmão dela para caçoar disso, ela tem fugido dele como o diabo foge da cruz. Só que dessa vez não teria como evitar. Ficariam hospedados na mesma pousada, e seus avós adoravam-no.
E no fim de semana que deveria ser perfeito para seus avós, muita coisa ainda estava por acontecer... E algumas delas bem que surpreenderam Annie...

Mary nunca tinha estado em Cedar Cove. Mas ali era próximo de Seattle, e lá ela tinha alguém muito querido que não via há 19 anos.
Dezenove anos atrás Mary conheceu o amor de sua vida. Mas mesmo amando-o loucamente, e sendo correspondida, os planos de futuro de George não eram os mesmos dela. Além disso, ela não queria abrir mão da carreira, e quando recebeu uma promoção para ir para Nova Iorque, ela não pensou duas vezes...
Agora, ainda solteira, ela tem muito o que se arrepender. Mas o mais difícil era ter de dizer adeus. Mary tinha câncer. Enquanto aguardava o resultado dos exames, após fazer uma mastectomia dupla e quimio e radioterapia, ela queria partir com tudo em ordem. E uma das pautas era se despedir de George.
Ela soube que ele se casou dois anos depois que ela terminou com ele. Ela não queria atrapalhar a vida atual dele, mas precisava vê-lo! E nesse encontro muitos segredos são revelados...

Um livro que eu li em 6 horas.
Eu simplesmente não conseguia parar de lê-lo.
Debbie Macomber tem um jeito maravilhoso de expor dramas de uma maneira que mexe com o leitor, mas que não nos faz sofrer.

A começar por Jo Marie que ainda luta para viver um dia após o outro desde a perda do marido. Cada dia tem sido um pouco melhor, mas como ela nunca enterrou o marido (o helicóptero em que ele estava no Afeganistão foi abatido e caiu num local de difícil acesso para resgate), ainda guardava a esperança de que ele pudesse estar vivo.
Enquanto luta para curar suas feridas trabalhando em seu jardim e cozinhando para seus hóspedes, ainda tem de lidar com o mal humorado Mark, que faz as coisas a seu tempo e não perde a chance de bater boca com ela.
Há algo de mágico em Mark. Com todo aquele jeito fechado, seu péssimo humor e seu misterioso passado, ele tem algo de doce que cativa Jo Marie. Quanto a isso ainda há muito o que ser descoberto...

Annie é a boa moça, de boa família, que sonha em ter o casamento perfeito de seus avós. Mas com o término de seu noivado, a aparecimento do irritante Oliver e agora, as constantes brigas de seus avós, ela começa a pensar duas vezes se tudo aquilo valia a pena. Talvez ela só tivesse romantizado quando mais nova que seus avós eram o casal perfeito. Encarando a realidade, nada parecia ser o que era e novos acontecimentos poderiam mudar seu futuro. Como em um curto final de semana ela poderia mudar de opinião a respeito de tanta coisa e não sair machucada?

A história de Mary e George foi a mais difícil de ler. Em vários momentos senti meu coração apertado e os olhos cheios de lágrimas. Não só pela doença dela - ela mostra-se bem fraca fisicamente -, mas pela dura conversa que eles precisavam ter.
George nunca conseguiu entender porquê Mary terminou com ele, apesar de amá-lo tanto. Ele sabia que ela usou a transferência de cidade do trabalho como desculpa. Ele partiu como ela queria, mas agora ele queria as explicações. E a cada capítulo que uma nova revelação era dada, eu ficava na expectativa do que viria a seguir.

Isso porque os capítulos dos personagens são alternados. Quando se trata da própria Jo Marie, ele vem escrito na primeira pessoa, mas dos hóspedes, é na terceira. E quando um capítulo terminava num suspense e mudava para outro personagen, eu ficava ansiosa para saber como aquilo ia continuar, mas logo me pegava absorta naquela nova história de vida. 

O livro é lindo do começa ao fim.
Os personagens que sempre aparecem são ótimos, mas os hóspedes que vêm e vão dão o toque especial.
Ninguém é perfeito. Todos têm feridas a serem curadas.
O ritmo da história é bom e não enjoa porque geralmente os hóspedes só ficam para o final de semana. Isso quer dizer que em mais ou menos 3 dias você tem tudo resolvido.
Suas emoções darão um salto, de alegria à tristeza, de raiva à expectativa e paz.
E o fim sempre deixando margem aos novos hóspedes que chegarão e com eles, novos dramas a serem desbravados e curados.

5 ESTRELAS para lá de merecidas!!!!

Lembrando que este livro está em pré-venda, para o mês de AGOSTO. O primeiro foi lançado no Brasil pela editora NOVO CONCEITO. Espero que eles também tragam este, de preferência antes do natal. Taí um belíssimo presente para se dar/ganhar.




*Cópia do livro cedida pela editora, através do NetGalley, em busca de uma resenha de opinião sincera.
---------------------------------------------------------------------------------------

(English review)


Jo Marie is managing her B&B in the town of Cedar Cove for few months now. As she prepares for the "Open House", also continues to welcome her guests.

This time the B&B was really full, but the focus is given on two of the guests: Annie and Mary.

Annie is in town to finish preparations for her grandparents's 50th Anniversary . As they got married in the city, she thought it would be romantic to do the ceremony and party at the same place.
It turns out that all this preparation had an additional reason: trying to put behind the breakup of her engagement. Not that she has been kicked. Quite the contrary. She decided to break up when she knew that her fiancé cheated on her. For the second time. But it was increasingly difficult to avoid him, since he would not stop harassing her. And this trip to Cedar Cove came in great time.
What she did not expect is that with her grandparents's arrival, her brother' abominable best friend, Oliver, came along with them, who loved teasing her since childhood.
As Oliver gave her her first kiss at age 13, but then joined with other friends and her brother for teasing her, she has run away from him like devil out of hell since then. Only this time it would be difficult  to avoid him. They would  stay in the same Inn, and her grandparents loved his company.
And even the weekend should be perfect for her grandparents, a lot would to come out ... And some of them quite surprised  Annie ...

Mary had never been in Cedar Cove. But it was near Seattle, and there she had a loved one has not seen for 19 years.
Nineteen years ago Mary met the love of her life. But even loving him madly, and being matched, George's future plans were not the same of her. Besides, she did not want to give up her career, and when she received a promotion to go to New York, she did not think twice ...
Now, still unmarried, she has much to regret. But the hardest part was having to say goodbye. Mary had cancer. While waiting for the test results, after making a double mastectomy and chemo and radiation, she wanted to leave everything in order. And one of the the most difficult to do was to say goodbye to George.
She knew he was married two years after she broke up with him. She did not want to disrupt his current life, but only to see him! And at this meeting many secrets are revealed ...

 I read this book in six hours.
I just could not stop reading it.
Debbie Macomber has a wonderful feeling of exposing dramas in a way that stirs the reader, but that does not make us suffer.

Starting with Jo Marie still struggling to live one day after another since the loss of her husband. Each day has been a little better, but as she never buried her husband (the helicopter he was in Afghanistan was shot down and crashed in a place inaccessible to rescue), still had hope that he could be alive.
While struggling to heal her wounds, working in her garden and cooking for guests, she still has to deal with grumpy Mark, who does things on his time and do not miss the chance to argue with her.
There is something magical about Mark. With all that way shut,  bad mood  (really grumpy!!!) and his mysterious past, he has something that captivates Jo Marie. And about that there are a lot of things to be discovered ...

Annie is a good girl, good family, who dreams of having the perfect marriage like her grandparents. But with the end of her engagement, the appearance of Oliver annoying and now the constant bickering of her grandparents, she begins to think twice if everything was worth it. Maybe she just had romanticized when younger that her grandparents were the perfect couple. Facing reality, nothing seemed to be what it was and new developments could change her future. How in a short weekend she might change her mind about so much and not get hurt?

Mary and George's story was the most difficult to read. A lot of times I felt my heart sink and my eyes filled with tears. Not only by her illness - she seems very weak physically - but the tough talking they needed to have.
George could never understand why Mary broke up with him, even though she love him so much. He knew that she used city job transfer as an excuse. He left as she wanted, but now he wanted answers. And each chapter that a new revelation was given, I was in anticipation of what was to follow.

That's because the characters are alternating chapters. When it comes to own Jo Marie, it is written in the first person, but the guest is in the third. And when a chapter ended in suspense and changed to another characters, I was anxious to know how it was going on, but soon found myself engrossed in that new life story.

The book is beautiful from start to end.
The living city  characters are always great, but guests who come and go give the special touch.
Nobody is perfect. All wounds have to be healed.
The pace of the story is good and not get bored because guests usually only stay for the weekend. This means that in about 3 days you got everything sorted.
Your emotions will leap in joy to sadness, anger to the expectation and peace.
And the end always leaving room for new guests arrive and with them, new dramas to be occupied and healed.

5 STARS for sure!! (May I give more?)

Nenhum comentário:

Postar um comentário