quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Rachel Schurig - In Search of a Love Story (Love Story #1)







Ficha técnica: In Search of a Love Story (Book #1)
Autora: Rachel Schurig
Editora self/Amazon Digital
Lançamento original: maio/2012
Lançamento BR: ainda não
280 páginas


"Emily Donovan não tem um osso romântico em seu corpo.

Pelo menos, é o que seus amigos Ryan e Ashley continuam dizendo a ela. Eles estão convencidos de  que sua má sorte com os homens está diretamente relacionada com a sua falta de interesse em todas as coisas românticas ao longo de sua vida. Quando há mais acidentes e rompimentos de relacionamentos, ela decide apoiar  o plano de seus amigos para um projeto de pesquisa sobre romance. Claro, a idéia de que ela terá melhor sorte se ela aprender sobre os grandes romances da literatura e do cinema parece um pouco bobo, mas Emily não pode fugir aos fatos.

Em um dado momento, Emily encontra-se enterrada sob uma montanha de livros de romance, chick flicks, e as canções sentimentais de amor, na esperança de que seu trabalho seja recompensado com o amor verdadeiro. Quando ela conhece Greg, Ashley e Ryan estão convencidos de que ela encontrou  o príncipe encantado, afinal, ele é rico, bonito e está totalmente afim de Emily. O que mais ela poderia querer? E por que parece que seu amigo Elliot não está exatamente feliz por ela?

Mesmo diante de mal-entendidos, falhas de comunicação, e uma série aparentemente interminável de erros, ela está firmemente determinada a dar uma chance ao verdadeiro amor. Ao fazê-lo, Emily acabará por descobrir que o amor verdadeiro, do tipo que dura, tem pouco a ver com os estereótipos e clichês, e tudo a ver com descobrir o que está em seu próprio coração." 


ROMANCE CONTEMPORÂNEO.

(English review scroll down)

Você acha que não tem sorte no amor? Que o mar não está para peixe? Pois deixe-me apresentar Emily Donovan.
Dizer que ela não tem um osso romântico é pegar leve.
Por acaso você conhece alguém que NUNCA ouviu falar em Mr. Darcy? Pois é, ELA.



Não pense que Emily é uma garota feia. Em seus vinte e cinco anos, ela tem uma beleza que não é chamativa, mas também não assusta ninguém. É independente, trabalhando como fisioterapeuta, e divide um apartamento com sua amiga Ashley, e já teve vários relacionamentos. A questão é que seus relacionamentos estão sempre dados ao fracasso. Tudo acontece de forma tão fria, e o desenvolvimento dele não melhora em nada. E quando vai ver.. .pumba! Os dois são bons amigos e nada mais.

Desta vez ela mesma está decidida a ficar um bom tempo sem ter qualquer namorado. Quando finalmente ela achava ter encontrado o cara certo, (afinal, eles já estavam se encaminhando para os 3 meses de namoro!!!), ela resolve preparar uma surpresa para ele, e a surpreendida é ela, pegando-o no flagra. Depois disso, nada de homens!

Mas aí, seus amigos Ashley e Ryan resolvem ajudá-la a aumentar seu conhecimento sobre a espécie masculina. Como você pode saber o que procurar no homem certo se você sequer sabe identificar quem é o homem certo?
E como seria isso? Com um dilúvio de cultura (in)útil romântica de todas as espécies: músicas, filmes e livros. Alguns exemplos:

  • Jane Austen e seu "Orgulho & Preconceito" (eliminar os Wickham e encontrar os Darcy)
  • Charlotte Brontë e seu "Jane Eyre" (é certo que achar um cara que escondia a mulher como O cara certo é meio estranho, mas há uma explicação plausível para o comportamento dele!!)
  • Shakespeare e seu "Romeu e Julieta" (mais romance água com açúcar não há)
  • Margaret Mitchell e seu  "...E o Vento Levou" (de quem ela deveria correr atrás mesmo?)
Livros e filmes eram bem vindos à pesquisa:

  • Julia Roberts e Richard Gere em "Uma Linda Mulher" (será que a moral da história é que os homens preferem as prostitutas?)
  • a série "Friends" (ninguém pode negar o quanto aqueles personagens namoraram até encontrarem seus pares)
  • Hugh Grant em "Quatro Casamentos e Um Funeral" (Hugh quem?)
  • Meg Ryan em "Harry e Sally - Feitos Um para o Outro" (a melhor cena de orgasmo fake "ever"!!!!) 
  • Ela de novo em "Sintonia de Amor" com Tom Hanks (sejamos francos, qualquer filme comédia romântica de Nora Ephron é maravilhoso)
  • Jennifer Garner em "De Repente 30" (o amor de sua vida pode ser seu amigo de infância)
  • e um clássico dos clássicos "Tarde Demais para Esquecer" (quem nunca chorou com esse filme que atire o primeiro controle remoto)
Depois de toda essa sabatina, pelo menos ela tinha alguma base para sair à procura do Sr. Cara Certo.
E não é que apareceu um? E o encontro deles foi meio coisa de cinema: ele a salvou de ser atropelada por um caminhão.
Greg era o cara que toda e qualquer mulher gostaria de ter como namorado. Alto, lindo, rico, educado, inteligente e adorava mimar Emily levando-a a lugares novos e sofisticados.  
Então, por que parecia que Emily se sentia deslocada? Por que seu amigo do trabalho Elliot começou a agir estranho com ela? E por que sua melhor amiga de infância, Brooke, o detestou?
Por que quando parece que o cara é perfeito, você ainda sente um vazio no peito?...

Uma história sobre romance (ou a total falta de), amizades, encontro de si mesma.
Emily é uma graça de personagem. Um tanto perdida sobre o que fazer a respeito de relacionamentos, mas no resto de sua vida ela era a melhor. Uma filha preocupada com seu pai, uma amiga presente, uma colega de trabalho querida e uma fisioterapeuta que todos os pacientes adoravam.
Quando ela conhece Greg, ela realmente pensou que ele era tudo que ela precisava na vida, mas ela acabou perdendo-se no caminho. Parte de seus amigos achavam que ela devia investir no relacionamento com ele, mas a outra parte achou que ela se modificara demais. Com qual dos dois lados ela deveria compactuar? Ela ficaria feliz com o tipo de vida que Greg apresentava a ela?

A princípio eu pensei que o livro todo fosse basear o enredo em cima dos clássicos da literatura ou dos filmes. Mas isso foi só na primeira parte do livro. Depois de que Emily considerou-se "pronta" para ir à caça, eles não são mais mencionados.

Gostei do livro porque é uma espécie de comédia romântica (caso virasse filme). Não tem cenas hots, mas cenas engraçadíssimas entre Emily, seus amigos e sua pesquisa. Isso sem contar que os personagens-pacientes da clínica são maravilhosos.

Desde a primeira página eu gostei da personagem e de seu amigos
O ritmo da história é bom, sem ser corrido.
Sem saber deparei-me com mais uma série. E quero sim ler os outros 2 livros já lançados:

Livro #2 - história de Brooke



Livro #3 - história de Ashley



Uma coisa é certa, não sei exatamente se toda a pesquisa sobre romance valeu a pena ou não, mas se for o caso, então sou uma expert, porque assisti todos os filmes e li todos os livros citados!!

5 ESTRELAS!!

Para adquirir o livro:  Amazon  |  Barnes & Noble

Sobre a autora  Facebook  |  Twitter  |  Goodreads  |  Website


*ARC cedida através do NetGalley em troca de uma resenha de opinião sincera

-----------------------------------------------------------------------------------------

(English review)

You think you have no luck in love? Well, let me introduce Emily Donovan.

To say that she does not have a romantic bone is take it easy.
Do you know someone who NEVER heard about Mr. Darcy? Well, SHE's the one.

Do not think that Emily is an ugly girl. In her twenty-five years old, she has a beauty that is not flashy, but it does not scare anyone. She is independent, working as a physical therapist, and shares an apartment with her friend Ashley, and has had several relationships. The issue is that her relationships are always given to failure. Everything happens so cold, and the development it does not improve anything. And when you realize .. . Dang! The two are good friends and nothing more.

This time she herself is determined to get a good time without having any boyfriend. When she finally thought she had found the Mr. Right, (after all, they were already heading for the 3 months of dating!), She decides to prepare a surprise to him, but... she was caught in surprise. He was cheated on her. Thereafter, no men!

But then, her friends Ashley and Ryan decided to help her increasing her knowledge about male species. How can you know what to look for in man even sure if you can't identify who is the right man?
And how would that be? With a slew of cultural  useful romantic of all kinds: music, movies and books. Some examples:

Jane Austen and her "Pride & Prejudice" (eliminate Wickham and go to find Darcy)
Charlotte Brontë and her "Jane Eyre" (admittedly: find a guy that hid his wife as the right guy is strange, but there is a plausible explanation for his behavior!)
Shakespeare and his "Romeo and Juliet" (more sugar- romance than this I don't know)
Margaret Mitchell and her "... Gone With the Wind" (whom she should run after it?)
Books and movies were welcome to search:

Julia Roberts and Richard Gere in "Pretty Woman" (is the moral of the story  that men prefer sluts?)
"Friends"  (no one can deny how those characters dated  until they find their matches)
Hugh Grant in "Four Weddings" (Hugh who?)
Meg Ryan in "When Harry  met Sally" (the best fake orgasm scene "ever"!!)
She again in "Sleepless in Seattle" with Tom Hanks (let's face it, any Nora Ephron's romantic comedy movie is wonderful)
Jennifer Garner in "13 Going on 30" (the love of your life can be your childhood friend)
and a classic of classics "An Affair to Remember" (who never cried watching this movie can shoot the first remote control).

After all this sabbatical, at least she had some basis to go in search of Mr. Right.
And he came!!!! And their meeting was kind movie thing: he saved her from being hit by a truck.
Greg was the guy that any woman would like to have as a boyfriend. Tall, handsome, rich, polite, intelligent and loved to spoil Emily taking her in new  and sophisticated places.
So why it seemed that Emily felt out of place? Why does her work buddy, Elliot ,started acting weird with her? And why her childhood best friend, Brooke,  hated him?
Why when it seems like the guy is perfect, you still feel a "hole" in your chest? ...

A story about romance (or total lack of), friendships, meeting yourself.
Emily is a fun character. Somewhat lost on what to do about relationships, but the rest of her life she was the best. A daughter worried about her father, a friend, a dear colleague and a physical therapist who worshiped all patients.
When she meets Greg, she really thought he  was all she needed in life, but she eventually lost  herself in the way. Part of her friends thought she should invest in that relationship, but the other part thought she had changed too. With which side she should condone? She would be happy with the kind of life that Greg had it?

At first I thought the whole book was based on the plot of the classics of literature or movies. But that was only the first part of the book. After that Emily considered "ready" to go hunting, they are no longer mentioned.

I liked the book because it's kind of romantic comedy (if turned into a movie). It has  no hots scenes, but the scenes of Emily and her friends are too funny. Not to mention that the characters from clinic, the patients, are wonderful.

From the first page I liked the character and her friends
The pace of the story is good, without being rushed.
Without knowing  I came across another series. And I do want to read the other two books released.

5 STARS.

Um comentário:

  1. Wow that was strange. I just wrote an very long comment but after I clicked submit my comment didn't show
    up. Grrrr... well I'm not writing all that over again.
    Anyways, just wanted to say great blog!

    Feel free to visit my website :: Charlotte Olympia Cat

    ResponderExcluir