sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Davi B. & Jean R. - Survivors



Ficha técnica: Survivors
Autores: Davi B. & Jean R.
Editora Tribo das Letras - TDL
Lançamento: setembro/2013
148 paginas
Edição Kindle


"O mundo como conhecemos simplesmente vem abaixo numa chuva de meteoros altamente nocivos aos seres humanos. Depois desse desastre natural, a realidade da humanidade se mescla com um território horripilante. Um vírus é disseminado pelo mundo, e a contaminação se dá através do contato com sangue infectado.
Um grupo de amigos do Rio de Janeiro um belo dia acordam e se deparam com a nova realidade instalada em suas vidas. Amigos, parentes, vizinhos... tudo se foi. O apocalipse descrito em tantos filmes e livros bem ali, ao alcance deles. Eles embarcam em uma aventura, em uma tentativa desesperada de salvar suas vidas, em um mundo onde SÓ OS FORTES SOBREVIVEM."


YOUNG-ADULT. DRAMA, SUSPENSE. LANÇAMENTO.


Neste exato momento eu terminei de ler o livro. Paro, reflito e respiro.

Os dois jovens que escreveram este livro - sim, eles estão bem na adolescência mesmo - ousaram com o tema. O que devo dizer, é atual e, de certa forma, dá até medo pensar de que algo sequer parecido possa vir a acontecer.
Você está preparado(a)?





Zumbis.
Sim, esses cadáveres ambulantes (onde mesmo eu ouvi isso?), fétidos, decrépitos, pairam por todos os lugares graças a uma chuva de meteoros que, ao atingir a Terra, fez o favor de infectar os seres humanos, os primeiros deles, com um vírus letal. Letal seria modo de dizer, porque a partir daí o ser deixava de ser humano e virava um zumbi, em sua plenitude, com corpos apodrecendo e tendo a necessidade de se alimentar com carne humana.
Quando esses zumbis atacavam outros seres humanos mordendo-os, essa pessoa estava condenada. Era só uma questão de tempo até que seus olhos tornavam-se brancos, mostrando o início do processo da transformação.


A história traz o pós ocorrido. As poucas pessoas que ainda não foram infectadas são chamadas de "sobreviventes" e tentam a todo custo encontrar um lugar a salvo.
Os rapazes amigos que seguem essa jornada lembraram-me, não de forma tão trágica é claro, os personagens daquele antigo filme "Stand By Me"...




Sendo que aqui a jornada deles não era por uma simples aventura, mas sim uma questão de sobrevivência. 
Rapazes com seus 14, 15, 16 anos, que comportavam-se como verdadeiros adultos, dirigindo carro, usando armas, fazendo o necessário para manterem-se vivos.

Algumas cenas são tão descritivas que você chega quase a sentir o cheiro podre dos zumbis que atacavam.

A jornada dos rapazes começa no Rio de Janeiro, onde eles moravam, mas segue para Machu Pichu e o destino final é o Canadá.
Ao longo do caminho eles vão encontrando pessoas sozinhas, famílias ou até mesmo uma colônia de sobreviventes, mas a cada vez que eles pensavam que conseguiriam um tempo de paz, uma nova horda de zumbis aparecia e eles precisavam fugir.

Os momentos de descontração eram poucos e em alguns momentos os rapazes se pegavam tendo saudades até mesmo da época da escola, quando pelo menos podiam descansar, ouvir uma música ou jogar um videogame.

Dos rapazes citados, três me chamaram bastante a atenção: Diego era aquele que contava as piores piadas e todos o sacaneavam por isso. Ele bem que tentava descontrair o ambiente, mas o pobre coitado não dava uma dentro. Matheus era o "ligeirinho". Por ser menor e ágil, ele conseguia entrar em determinados locais para averiguar se havia zumbis ou mantimentos para eles seguirem viagem. Jean talvez seja o personagem mais forte do grupo. Em vários momentos ele torna-se o líder. Por ter sofrido uma grande perda já no início do livro, ele se fecha cada vez mais, sorri pouco, mas tem um caráter forte e uma lealdade grande para com aqueles que estão com ele.

A leitura vai fluindo e você se pega ansioso(a) para saber quem será a próxima baixa, quem os rapazes vão encontrar, para qual lugar eles devem se locomover.

O livro é repleto de aventura, de drama, de ansiedade e em alguns momentos eu precisei segurar as lágrimas...



Ou...



Porque era uma surpresa atrás da outra.
Isso sem contar que algumas vezes até eu queria...








Mas você se pergunta: e como termina o livro? Os rapazes sobrevivem? Eles conseguem criar a nova sociedade?
Bom, esses spoilers eu não vou dar, mas eu garanto que se você é um fã do estilo Walking Dead, este é o seu livro.

Minhas impressões:

Confesso que eu não sou uma fã deste estilo de filme ou livro. Mas ouvi falar muito bem do livro e ele estava listado entre os TOP 20 do Amazon.
A forma de escrita dos rapazes é muito boa. O livro tem um bom ritmo. As cenas são bem descritas. Algumas vezes você se sente fazendo parte daquele cenário macabro.
O fato de os personagens terem a mesma faixa etária dos autores torna o diálogo deles mais crível, em especial quando eles mencionam sentir saudades - ou não tanta assim - de fazer as coisas típicas de adolescentes, como jogar videogame, namorar, beber refrigerante, fazer nada.

O livro não é grande, menos de 200 páginas, e como a cada capítulo algo surpreendente acontece, você fica na curiosidade de saber o que vem pela frente.
É claro que há várias mortes pelo caminho, e alguns personagens eu senti pela morte deles, mas levando em consideração todo o apocalipse que estava acontecendo, seria muito difícil mesmo que, em determinadas situações, todos eles sobrevivessem.

A história é direcionada à garotada. Não sou uma jogadora de videogames. provavelmente se algo assim acontecesse eu estaria menos apta a sobreviver do que essa garotada acostumada a jogar esse jogos cheios de monstros e zumbis. Mas apesar de eu já ter passado - e muito!! - da idade do público alvo, achei sim o enredo interessante.

Exatamente pela faixa etária que o livro engloba mais, não senti conexão com os personagens, mas confesso que Jean tornou-se meu favorito.
Para um livro de estreia, Davi e Jean mostraram a que vieram.
Um livro com a cara da Geração Z atual.

2 comentários:

  1. Não posso deixar minha opinião sobre o livro devido ao envolvimento emocional com os autores, mas posso afirmar que a sua resenha descreve EXATAMENTE o que sentimos ao ler a história criada por eles. Agora tu imagina meu desespero vendo o que os personagens passam ao longo da jornada??? Querendo matar e morrer diversas vezes. rsrs Descrição perfeita Vânia. Bjim

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Vânia, como o livro dos meninos foi muito bem escrito sua resenha foi maravilhosa, se não tivesse lido, já estaria correndo para ler.

    ResponderExcluir