sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Barbara Biazioli - Clube 13 Accord (Clube 13 #2)




Semana Maratona de Resenhas a Pedido





Livro #7





Ficha técnica: Clube 13 Accord (livro #2)
Autora: Barbara Biazioli
Editora Tribo das Letras
Lançamento: 30/outubro/2013
405 páginas (somente Kindle)



"Ao chegar à America, Victoria Campell conhece o jovem milionário Evan Maccouant, e passa a viver um conto de fadas. E em meio a tanta paixão, segredos escusos são revelados, e um acontecimento atípico coloca em prova esse amor. 
No segundo livro da série Clube 13, irá o amor prevalecer em meio a tantos desencontros? O que acontece no restrito Clube ?"

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. DRAMA. SUSPENSE. ERÓTICA. NACIONAL.

(English review scroll down)

Lembra como terminou o livro anterior? Quase tive uma síncope com aquele final. Por isso, agora...


"Me dê! AGORA!"



Respira fundo e dá uma olhada em quem é a fonte de inspiração para escrever as cenas de Evan Maccouant...




Dito isso, passemos à resenha...

Clube 13 é uma série que começou com pitadas de erotismo, mas que agora se encaminha para tornar-se uma série realmente erótica.
Se você não leu "GAEL" pare de ler AGORA e faça-o. "ACCORD" começa exatamente onde o livro anterior parou - o que me causou muita raiva e instinto assassino em relação à autora... ODEIO CLIFFHANGER!!!!!!!





Vick havia descoberto que seu namorado, além de lindo e muito rico, conhecia sua melhor amiga da Escócia, Ellis, de uma maneira mais profunda. Sendo o presidente de um Clube de Orgias Sexuais para Cavalheiros, a vida amorosa de Evan era mais conturbada do que ela havia pensado.
A princípio Vick decidira que o abandonaria, mas depois pesou todos os lados e viu que seria mais difícil ficar sem ele. Ao decidir reencontrá-lo para terem a conversa definitiva, Vick é sequestrada.

Accord começa daí.
Vick já estava desaparecida há três dias. Após cair em si, depois de afogar sua amargura em várias garrafas do melhor álcool, Evan consegue que a companhia telefônica encontre a localização de Vick através do GPS.

Vick é encontrada, levada ao hospital em condições mais do que precárias - estava machucada, cortada, mordida por ratos e com quadro de hipotermia -, e depois, para a casa de Evan, onde ele cuida dela até que possam ter a fatídica conversa.




Obviamente, já que antes do sequestro ela já estava disposta a perdoá-lo, é claro que eles acabam se acertando, mas daí começa um novo pesadelo.
Eles precisam descobrir e resolver várias questões pendentes, como por exemplo, quem havia sequestrado Vick e porquê; alguém havia invadido a casa de Evan - seria o mesmo sequestrador ou apenas coincidência?; como Evan se livraria do Clube - segundo o contrato, para um membro sair, é necessário que outro seja colocado no lugar. Isso sem contar que ao não apresentar Vick como a "encomenda" pedida, ele deveria pagar uma multa de 50 milhões. Gutemberg estava na cola de Evan por dois motivos: Vick e a empresa que o pai dele havia fundado e agora estava à venda por um preço irrisório. E passando por todo esse drama, Vick ainda precisava aprender a lidar com o lado superprotetor de Evan.







Ou seja, o relacionamento entre Evan e Vick poderia até ser intenso, mas eles ainda tinham muitos problemas pela frente.  

Eles enfrentam a ira dos membros do Clube; um atentado à bomba; Vick é atacada.
Mas também há cenas preciosas como quando Pierre, bailarino amigo de Vick, aparece; o casamento de Sam; o casamento deles mesmo; a famosa cena do sapatinho (que pelo que tenho visto na internet, fez muita mulher chorar!). Apesar que, para mim, a cena mais linda e marcante é a de um homem desesperado que aprende a rezar...

Cenas de amor? Aos montes. Os dois parecem não conseguir se desgrudar um do outro e as declarações românticas pululam das páginas até quase causar cárie.








Isso tudo vem bem contrabalançado com as cenas de outros personagens.
Desta vez, apesar do foco central ser a resolução da história de amor deles, a autora deu uma equilibrada trazendo à baila outros personagens. 
O livro é escrito na primeira pessoa, e na maioria das vezes a fala é de Vick, mas você também encontra a de Evan, de Günter, de Gutemberg, de Ellis e até mesmo do "algoz".
Toda vez que as cenas de amor começavam a chegar num ponto de ebulição que poderiam enjoar, há uma troca de cena, trazendo o equilíbrio à leitura.

Outra faceta importante a essa altura do relacionamento deles é que mesmo com a superproteção de Evan e de Vick ser bem inocente em lidar em determinados assuntos, ela começa a mostrar sua personalidade escocesa. Finalmente Vick bate de frente com Evan, responde suas supostas/tentativas de proibições e - OMG! Cena maravilha!! - cai de porrada numa determinada pessoa.


"Garota, vim preparada pra brigar."


E mesmo com tantas cenas recheadas de drama e uma boa dose de suspense, Clube 13 é uma série primariamente romântica. Por isso, o casal consegue realizar todas as facetas necessárias para terem seu HEA.

E em relação a quem é o algoz, bem, pode ser que para alguns a pessoa tenha sido óbvia, mas as ações dessa pessoa deram uma boa confundida em quem poderia ser.

Minhas impressões:

Acredite, resenhar um livro de alguém que você conhece pessoalmente é muito mais difícil, mas vamos aos fatos:

A começar pela capa, que manteve o padrão da anterior. Gosto muito dessas fotos onde o rosto da pessoa não é totalmente revelado. E assim como em GAEL, o modelo vestindo terno faz menção aos homens poderosos que compõem o Clube 13. Perfeita.

O ritmo da história foi tranquilo. Satisfatório para trazer todas as explicações pendentes desde o livro #1. Há várias cenas pequenas explicativas, a respeito de algumas negociações de Evan importantes ao enredo. Não identifiquei um aumento de velocidade na narrativa conforme a história ia chegando em seu final. O ritmo foi constante.

Os personagens de certa forma já eram todos conhecidos. Alguns diálogos com os membros do Clube foram incluídos, mas eles já haviam sido mencionados em livro anterior. Ellis e Apple aparecem um pouco mais, em especial a segunda, que parece, terá um livro para chamar de seu também.
O casal da trama luta pelo amor que sentem um pelo outro. Evan não gosta de perder e sempre teve suas ordens obedecidas. Vick passa da virgem apaixonada fazendo tudo que ele queria à mulher apaixonada que pode sim fazer valer sua vontade. Há um bom embate entre eles, mas o sentimento sempre fala mais alto e um deles sempre cede.
Os membros do Clube foram apresentados numa cena mais longa, que ocorre em Madri. Todos foram nomeados e mostraram um pouco de suas personalidades e seus gostos sexuais (bizarros às vezes?). Neste livro creio que os que mais receberam destaque foram Giovani (amigo de infância de Evan); Gutemberg e Carl que causaram um certo estresse, e Sebastian, que com seu jeito debochado e calmo, mostra-se ser um dos canalhas mais sedutores a aparecer em livros futuros.

A conexão com os personagens já havia sido feita no livro anterior, e agora é esperar que os outros membros sejam apresentados em suas próprias histórias.






Pontos positivos: As principais questões levantadas foram respondidas: porquê Evan idealizou o Clube; quem era o sequestrador e seus motivos.
Para quem gosta de um livro mais apimentado, eu diria que Barbara começou a pegar o jeito de como tornar uma cena bem erótica. No livro anterior era quase como se ela tivesse respeitado a virgindade e ingenuidade de Vick, mas neste, com a transformação gradual de Vick, as cenas de sexo também se tornaram mais explícitas.
Por falar na transformação de Vick, isso também foi um alívio. Não tinha como ser diferente a reação dela em determinados momentos, sua fúria interior, sua capacidade de perdoar tão grande quanto a de querer fazer tudo entre eles dar certo. "Vermelha", como era chamada pelo seu irmão e agora por Evan, põe para fora seu lado de não aceitar desaforo e de lutar por suas conquistas.
O aparecimento de personagens e fechamento de histórias de outros, como é o caso de Pierre, e do casamento de Sam. A propósito, acho que Sam merece algumas cenas extras, como boa amiga de Vick que foi no livro #1.

Pontos negativos: Sobre a parte técnica do livro...bem, novamente encontrei erros. Nem se comparam aos do livro anterior!!! Mas, eu, com meu TOC, quis me certificar de quantos erros poderia encontrar e tive a grata surpresa de constatar que, apesar de sim, alguns erros de grafia terem passado batidos pelos revisores, na sua maioria os erros eram de falta de pontuação (vírgulas ou crases. Mas eu sei, esses dois são um tormento na cabeça de muita gente).

Como o livro teve uma boa venda em sua fase pré, fiquei sabendo de muitas pessoas que reclamaram de, no ato de baixar o livro, um lado da página apresentar corte e falta de letras. Quanto a isso só pode ter sido um problema do site, e não da escrita em si, porque tão logo a equipe técnica do site consertou isso, todas as páginas dos leitores foram atualizadas corretamente. De qualquer maneira isso tira um pouco o ânimo do leitor. Só um pouco.

E na parte do enredo, eu destacaria que poucas cenas me incomodaram. No início achei Vick um tanto infantilizada querendo chamar a atenção de Evan para si, ao invés de deixá-lo distrair-se olhando algo no celular ou uma revista. Entendo que ela estava mais do que traumatizada não só com o sequestro em si, mas também com tantas revelações sobre o passado dele e seu envolvimento com o Clube. Mas mais a frente, conforme ela se repagina, parece até uma nova pessoa, mostrando-se mais madura e segura de si. No final, Vick tornou-se à altura de uma homem da posição de Evan.




Clube 13 é uma série composta por 5 livros, sendo os dois primeiros referentes ao casal Evan e Vick. A história deles termina aqui, de forma bela, romântica, sonhadora, com direito a suspiros e sorriso de felicidade estampado no rosto. Mas eles vão voltar em livros futuros.

Ainda há muito a ser explorado com tantos personagens marcantes, como a verdadeira história do Clube, onde os membros se conheceram, quem são eles, porque cada um quis fazer parte de um grupo desse, e, será que cada um deles terá a chance de encontrar o verdadeiro amor? Além dos personagens de retarguarda, como Günter, Ellis, Apple. E, logicamente, quem será o substituto de Evan.
Enfim, Barbara criou um mundo no qual todos os ingredientes de uma boa trama erótica povoam. Um mundo que nos faz suspirar, desejar, lutar e saber que não importa quanto dinheiro você tenha, no final, todos almejam a mesma coisa: uma chance para ser feliz ao lado de quem se ama.


E um bom livro merece sempre uma boa trilha sonora, e esta foi criada pela própria autora. Músicas na gravura abaixo. Aumenta o som, sinta-se confortável e ouse voar.

4,5 ESTRELAS.





   "Como explicar um milagre?
 Impossível não chorar. Minha alegria é imensa.
 Meu coração está acelerado,
 e de repente encontro Evan com seus olhos em mim."





*Cópia do livro cedida diretamente pela autora em troca de uma resena de opinião honesta. Resenha feita a partir do Kindle.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)



Vick had discovered that her boyfriend, beautiful and very wealthy one, knew her best friend from Scotland, Ellis, in a more deep way. Being the president of a Club for Sexual Orgy Gentlemen, Evan's love life was most troubled than she had thought.
At first Vick decided to leave him, but then she thought about all sides and realized that it would be difficult to be without him. When she decided to meet him to have the final conversation, Vick was kidnapped.

Accord begins there.
Vick had been missing for three days. After falling himself in misery, drowning his sorrow in several bottles of the best alcohol, Evan manages the telephone company to find Vick's location via GPS.

Vick is found, taken to hospital for conditions rather than poor - she was bruised, cut , bitten by rats and hypothermia - and then to Evan's house, where he cares for her until they can be fateful conversation.
Obviously , since before the kidnapping she was willing to forgive him, of course they end up fixing everything, but then begins a new nightmare.

They need to discover and resolve several outstanding issues, such as who kidnapped  Vick and why, someone had broken into Evan's house - would be the same kidnapper or just coincidence?; How Evan could leave the Club - under the contract for a out member, it is necessary to be placed another one. Not to mention that by not submitting Vick as the "order", he should pay a fine of 50 million. Gutenberg was after Evan for two reasons: Vick herself and the his father company, now on sale for a bargain price. And going through all this drama, Vick still needed to learn to deal with overprotective side of Evan.

That means, the relationship between Evan and Vick could even be intense, but they still had many problems ahead.

They face the rage of members of the Club, a bomb attack ; Vick is attacked.
But there are also precious scenes like when Pierre, a dancer Vick's friend, appears; Sam 's wedding, their marriage, the famous scene of the little red shoes (which from what I've seen on the internet , did a lot of  women to cry!). Despite that, for me , the most beautiful and striking scene is that of a desperate man who learns to pray...

Love scenes? Lot of them. The two seem can not to come separated from each other and the romantic declarations swarm of pages to almost cause decay.

This all comes well balanced with scenes of other characters.
This time, despite the central focus is the resolution of their love story, the author gave a balanced bringing up other characters.
The book is written in first person , and in most cases it's Vick's speech, but you also see Evan, Günter, Gutenberg, Ellis and even the "executioner".
Whenever the love scenes began to arrive in a boiling point that could get sick, there is a change of scene, bringing the balance to reading.

Another important at this stage of their relationship facet is that even with the overprotection of Evan and Vick's  innocence to deal with certain subject , she begins to show her Scottish personality. Vick finally clashes with Evan, answered his supposed/ attempted prohibitions and - OMG! Best scene ever! - she fights with a certain person (Well done, Vick!!). 
And even with so many stuffed drama and a good dose of suspense scenes, Club 13 is primarily a romantic series. So the couple can perform all necessary facets to have their HEA.

And to whom is the executioner, well , for some may be that the person has been obvious, but the actions of that person gave a good confused on who he/she could be.

My impressions:

Believe me, reviewing a book by someone you know personally is much more difficult, but here's the facts :

Starting with the cover, which kept the previous standard. I really like those pictures where the person's face is not completely revealed. And just as in GAEL, the model wearing suit makes mention of the powerful men who make up the Club 13. Perfect .

The pace of the story was quiet. Satisfactory to bring all outstanding explanations from book # 1. There are several small explanatory scenes, talks about some of Evan's business issues important to the plot. I have not found a speed increase in the narrative as the story was reaching its end. The pace was steady.

The characters were all somehow already know . Some dialogues with members of the Club were included, but they had already been mentioned in previous book. Ellis and Apple appear a little more, particularly the second one, it seems she will have a book to call her own too.
The couple plot fight for the love they feel for each other. Evan does not like losing and always had obeyed his orders. Vick turns into from a virgin in love doing everything he wanted to rather a passionate woman who can enforce her will. There is a good battle between them, but the feeling always speaks louder and one of them always gives up.
Club members were presented in a longer scene, which takes place in Madrid. All were nominated and showed a bit of their personalities and their sexual tastes (sometimes bizarre?). In this book I believe that the top highlighted were Giovani (Evan's childhood friend); Gutenberg and Carl that caused some stress, and Sebastian, who with his debauched and calm personality, is shown to be one of the most seductive scoundrels appear in future books.

The connection to the characters had already been taken in the previous book, and now it is expected that other members are presented in their own stories.


Positives Points: The main issues raised were answered: why Evan idealized the club, who was the kidnapper and his/her reasons.
For those who like a spicier book, I would say that Barbara began to get the hang of how to make a very erotic scene. In the previous book it was almost as if she had respected Vick's virginity and naivety, but this, with the gradual transformation of Vick, the sex scenes also become more explicit.
Speaking of Vick's transformation, it was also a relief. It couldn't be different her reaction at certain moments, her inner rage, her ability to forgive as big as wanting to make everything work out between them. "Red" as she was called by her brother and now by Evan, puts out her hand to not accept impudence and fight for her achievements.
The appearance of characters and closing stories of others, as is the case of Pierre, and Sam's wedding. By the way, I think Sam deserves some extra scene , as Vick's good friend in book # 1.

Negatives Points: About the technical part of the book ... well , again I found some grammar errors. It doesn't compare to the previous book! But I, with my Literacy OCD,  wanted to make sure I could find many mistakes and I was pleasantly surprised to find that, although yes, some typos have passed beaten by reviewers, most errors were lack of punctuation (comma. But I know, it's a pain in the head of many people).


And in part of the plot, I would highlight a few scenes that bothered me. At first I thought Vick somewhat childish wanting to get Evan's attention all the time, instead of letting him distract himself looking at something on the phone or a magazine. I understand she was more traumatized  not only for the kidnapping itself, but also with so many revelations about his past and his involvement with the Club. But later on, as she changes herself, she looks to a new person, being more mature and confident. In the end, Vick became the right woman to a man as Evan position.

Club 13 is a series consisting of 5 books, the first two relating to the couple Evan and Vick. Their story ends here, beautiful shape, romantic, dreamy, complete with sighs and happiness smile plastered on readers face. But they will return in future books.

Too much to be explored with so many remarkable characters yet, as the true history of the club, where members met each other, who they are, why everyone wanted to be part of such a group, and would each of them have the chance to find true love? Besides,  the second characters as Günter, Ellis, Apple. And, of course , who will be the replacement for Evan.

Anyway , Barbara has created a world in which all the ingredients of a good erotic plot populate. A world that makes us sigh, desire, fight and know that no matter how much money you have, in the end we all wish the same thing: a chance to be happy next to the one we love.

4,5 STARS.

4 comentários:

  1. Bem, adorei o Clube 13!!! É intenso e te prende de uma forma única. O segundo livro é bom, mmmmaaaaasssss, acho que a autora poderia explorar melhor as situações que acontecem, como a perda de memória, as ameaças, as personagens secundárias.
    Por mais que a mãe tenha preferência pelo o irmão da Vick, que pais seriam esses que não está nem aí para os filhos (de modo geral?)...
    Mas, com eu já disse e estou fazendo a maior propaganda da série, adorei mesmo, de coração!!!
    Acho que terá um novo livro, ou pelo menos deveria ter, uma continuação e/ou explicação da Ellis e de como ela fica, já que confessa a Apple que teve uma pessoa pela qual ela não se importou, o qual foi gentil com ela.
    Rezo para que minhas suspeitas estejam certas!!!

    ResponderExcluir
  2. Acho incrível a forma como você consegue tocar em cada ponto necessário sem soltar spoiler. É visível que você leva as resenhas super a sério e é por isso que sempre estou aqui, lendo, pq sei que se tiver uma resenha positiva é pq o livro é realmente bom. Gostei muito!! Parabens!! Eu ainda não li o primeiro livro, mas ouço falar muito nesta serie =)

    ResponderExcluir
  3. Voce tem o segundo livro? Louuuca para ler

    ResponderExcluir
  4. Este é o segundo livro. O 3 deve sair em meados de 2014.

    ResponderExcluir