segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Lee DeBourg - Concurrent Relationships


Semana Maratona de Resenha a Pedidos




Livro #3





Ficha técnica: Concurrent Relationships
Autor: Lee DeBourg
Editora self
Lançamento original: outubro/2013
Lançamento BR: ainda não
267 páginas


"Após a faculdade, Frank vive confortável em sua pequena cidade natal, na bucólica  Collins. Beth Ann telefona, anunciando que seu divórcio será finalizado na sexta-feira ... e ela está dirigindo para Collins, vindo de uma cidade vizinha à duas horas de distância.

Oh, misericórdia. Não Beth Ann, novamente.
Amantes sunt amentes
Amantes são lunáticos."


ROMANCE CONTEMPORÂNEO.


(English review scroll down)


Algumas das marcações para identificar este romance poderiam ser: romance contemporâneo; rapaz do interior; moça da cidade grande; relacionamentos conturbados; vontade de dar uma pregada na cara dessa mulher!!!

Sabe aquela personagen que você sempre se sente em ebulição quando ela aparece em cena? E a vontade de dar uns tabefes? Pois bem, acho que posso dizer que este sentimento foi unanimidade em relação à Beth Ann.

Uma personagem que não senti qualquer simpatia. Manipuladora - em especial no sexo - aproveitando-se do bom coração de Frank.

Frank é um fofo. O homem da cidade do interior, super cavalheiro, que no fundo só quer encontrar a mulher certa na vida. Por um tempo a gente fica torcendo por ele e Gina. Mas por alguma razão, esta vai embora, deixando-o sem sequer com uma boa explicação.

Não posso dizer que Frank seja um homem fraco. Acredito que ele é bem mais um cara à moda antiga, o típico cavalheiro que acaba colocando as vontades da mulher acima das suas. Mas admito que em alguns momentos, quando ele cedia à Beth, eu queria matar os dois!!!

A boa notícia é que ele consegue ter algumas inspirações, principalmente depois de precisar fazer uma viagem para participar de um Seminário. A partir daí toda a história flui bem melhor e ele tem o HEA que merece.

A história é descrita pelo POV de Frank, o que torna tudo mais interessante, visto pelo ponto de vista masculino.

Se o objetivo do autor era fazer Beth ser totalmente hostilizada pelos leitores, ele conseguiu isso.
O ritmo é interessante, mas como disse, às vezes eu queria dar umas sacudidas no Frank para fazê-lo acordar em relação a seu tratamento a Beth.
Não senti conexão com os personagens, mas o final trouxe um refrigério, após passar por momentos tensos ao longo da leitura.

Mesmo não me simpatizando com alguns personagens, achei interessante o modo de escrita do autor. Merece ser observado de perto.

3,5 estrelas.


Sobre o autor: Amazon  |  Goodreads  |  Facebook


*Cópia do livro cedida diretamente pelo autor em troca de uma resenha de opinião honesta

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)

Some of the tags to identify this novel could be: contemporary romance, country boy, big city girl, troubled relationships, willingness to slap this woman's face!!!

Do you know those characters that you always feel at boiling point when they appear on the scene? And the desire to give some slaps? Well, I think I can say that this feeling was unanimous about Beth Ann.

A character who I didn't feel any sympathy. Manipulative - especially in sex - taking advantage of the good heart of Frank.

Frank is cutie. A country man, gentle, that in the  deep he just wants to find the right woman to his life. For a while we get rooting for him and Gina. But for some reason she goes away, leaving him without any explanation.

I can not say that Frank is a weak man. I believe he is more old-fashioned guy, the typical gentleman who ends up putting the wishes of the woman above his. But I admit there were times, when he yielded to Beth, I wanted to kill them both !!!

The good news is that he had some inspiration, especially after needing to make a trip to attend a seminar. Thereafter the whole story flows much better and he has the HEA he deserves.

The story is described by Frank's POV, which makes it all the more interesting. Male's POV are so much better.
If the author's purpose was to make Beth to be completely ostracized by readers, he got it.

The rhythm is interesting, but as I said, sometimes I wanted to give some slaps in Frank to make him wake up in relation to his treatment to Beth.
I felt no connection to the characters, but the ending brought a refreshing, after going through tense moments throughout the reading.

Even I don't sympathize with some characters, I found it interesting how the author's writing. He deserves to be watched closely .

3.5 stars .

Nenhum comentário:

Postar um comentário