terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Lilian Carmine - Lost Boys: O Verdadeiro Amor Nunca Morre



Ficha técnica: Lost Boys (The Lost Boys)
Autora: Lilian Carmine
Editora Leya
Lançamento original: 2013
Lançamento BR: 2013
464 páginas

"O Destino os aproximou, mas poderá também os separar?

Joey Gray acaba de se mudar para uma pequena e estranha cidade, e está se sentindo um pouco perdida.

Até encontrar uma garoto misterioso e encantador bem próximo de sua casa.
Mas Joey mal suspeita que Tristan Halloway tem um bom motivo para estar sempre vagando pelo cemitério da cidade..."

LITERATURA CONTEMPORÂNEA. PARANORMAL. YOUNG-ADULT. NACIONAL.

Lilian Carmine é a prova viva de que um autor nacional pode vender sua obra à uma grande editora estrangeira...
Lançado primeiramente pela Random Publishing, famosa editora britânica, Lilian foi descoberta após lançar sua obra aos capítulos, em inglês, através de um famoso site literário - wattpad. Só depois disso, é que sua obra veio para uma grande editora brasileira.

O enredo traz Joey, uma adolescente, recém chegada a uma cidade pequena, por conta de um novo trabalho de sua mãe. Joey não se incomoda com a mudança, mesmo porque esse novo trabalho da mãe proporcionará a elas uma vida com mais conforto. Desde a morte de seu pai, quando ela ainda era muito criança, as duas viviam em estado de economia eterna.

Ao ajudar uma vizinha de muita idade a carregar um vaso de flores até o cemitério, para o jazigo do marido desta, Joey se perde para sair do enorme espaço e acaba pedindo informações a uma rapaz que estava sentado numa das lápides.

Parecia um lugar estranho para se passar a tarde, ali sozinho, mas ao falar com ele e perceber o seu sorriso, Joey chegou à conclusão que ela também deveria visitar o cemitério mais vezes.

A amizade deles cresceu. Durante várias tardes Joey encontrava-se com Tristan e conversavam sobre tudo; conheciam os jazigos dos famosos e as fofocas locais.
Ao chegar a noite do Ano Novo, Joey fica sabendo que há uma celebração estranha naquela cidade: era a única noite em que o cemitério permanecia com os portões abertos a noite toda, pois, este era enfeitado com lanternas e os moradores comemoravam a passagem do ano lá.

Ao aceitar passar o ano novo com Tristan, Joey descobre que a vizinha que ela havia ajudado a carregar o vaso de flores era uma bruxa, que Tristan estava morto e que suas vidas estavam definitivamente entrelaçadas...



Devido a uma série de fatores que ocorreram na noite de Ano Novo, Tristan volta à vida.
Ele é "adotado" pela mãe de Joey e vai para a mesma escola que ela.

Acontece que Tristan não é só bonito. Ele tem uma aura que cativa as pessoas e elas, por alguma razão inexplicável, querem ser melhores ao estar perto dele. Isso quer dizer que o sucesso dele no ambiente escolar logo é ótimo, enquanto Joey, nos primeiros dias, ainda tem que enfrentar uns percalços.

A conexão entre Joey e Tristan é necessária por mais uma razão: como ele voltou à vida no primeiro dia do ano, toda vez que um início de mês se aproximava, eles precisavam ficar juntos ou ele era acometido por dores horríveis. 

Nesse ínterim, duas grandes coisas acontecem com eles: passam a fazer parte de uma banda da escola chamada LOST BOYS e Joey passa a ser perseguida por um ser, em seus sonhos, que está atrás de Tristan.

Tristan e Joey ficam sabendo que essa ligação deles tem um prazo de validade: exatamente 1 ano. Isso quer dizer que no ano seguinte, aquela criatura finalmente seria capaz de encontrar Tristan e levá-lo de volta ao mundo dos mortos.

Minhas Impressões:


O livro tem um enredo interessante. Desde a série A MEDIADORA, de Meg Cabot, eu não encontrava um livro com um fantasma como protagonista tão legal.
Entretanto, no da Meg, o estado fantasma dele permanece por vários livros, enquanto aqui, logo no começo, Tristan volta a ser humano.

A série é Young-Adult, portanto, para as mais afoitas numa ceninha macabra ou sexy, ESQUEÇA!!! Rola beijo, rola abraço e SÓ!!
Lembra da saga CREPÚSCULO? Pois bem, a autora até tem sido comparada à Stephenie Meyer. Entendeu, né?

Joey, apesar do nome estranho - todo mundo fica chocado por vê-la ter um nome masculino - é uma heroína encantadora. Não leva desaforo para casa, é inteligente, não teme o perigo, é leal. Não, ela não é chata como Bella Swan.

Tristan é aquele garoto TDB. Ele faleceu na década de 50 e é uma graça vê-lo tentar se atualizar com os filmes e a tecnologia. Por ter maneiras educadas à antiga, a mulherada pira quando ele abre a porta ou puxa a cadeira para elas sentarem.

Obviamente ele e Joey se apaixonam de cara, mas como eles entram na escola matriculados como irmãos, já viu o problema, né? Como que irmãos iam namorar? Mas com o passar da história isso é resolvido.

Os outros personagens, os integrantes da banda Lost Boys, alunos do colégio, também são umas graças. Cada um com seu temperamento...

O livro tem mistério, aventura, várias partes engraçadas, drama, romance (leve, mas tem) e algumas boas reviravoltas.
O bom é que, mesmo sendo uma série (só descobri que era uma série DEPOIS que comprei o dito cujo), ele tem um final. Nada de cliffhanger com cenas que param no meio e me deixam ansiosa pelo próximo livro.

Duas coisas me perturbaram um pouco: uma, como se trata de um livro adolescente, com suas peculiaridades da idade, achei esses jovens "maduros demais". Tirando um leve desentendimento entre Joey e uma "patricinha" da escola logo de cara, o resto da história desenrolou com todo mundo se comportando bem demais. Minha opinião.

Outra coisa, por que esse título? A princípio você acha que é por causa de Tristan - um fantasma que volta à vida. Notadamente ele era um "garoto perdido". Mas aí vem o nome da banda. O que os outros integrantes têm a ver?

Dá para ter uma leitura agradável.
4 ESTRELAS.

O próximo livro da série, LOST GIRL, ainda sem capa definida, está programado para sair, lá fora, em março de 2014.

Sobre a autora



Goodreads  |  Website  |  Facebook  |  Twitter





Um comentário:

  1. claro, cada um tem sua opinião e seu gosto particular, mas para mim é um livro raso escrito por alguém que escreve como fala e que o sucesso se deu mais graças a sinopse que induz ao engano os fãs de romances sobrenaturais e literatura do gênero. Engano que só se percebe tarde demais😐

    ResponderExcluir