sábado, 18 de janeiro de 2014

Maratona Lua Cheia: Patricia Briggs - Lobos não Choram (Alfa e Ômega #1)




Nos dois dias restantes, 2 livros publicados no Brasil...





Ficha técnica: Lobos não Choram (Cry Wolf)
Autora: Patricia Briggs
Editora Novo Século
Lançamento original: 2009
Lançamento BR: 2012
368 páginas

"Anna nunca soube que Lobisomens existiam, até a noite em que sobreviveu a um ataque violento... E se tornou um deles. Depois de três anos como o membro menos importante da alcateia, Anna aprendeu a manter a cabeça baixa e a nunca, jamais, confiar nos machos dominantes. Foi então que Charles Cornick, o matador de aluguel e filho do líder dos lobisomens da América do Norte, entrou em sua vida.Charles insiste em afirmar que Anna não está destinada a ser somente sua grande companheira, mas também um raro e valioso lobo Ômega. A força interior de Anna e a sua presença tranquilizadora serão realmente valiosas quando ela e Charles saírem à caça de um lobisomem desgarrado, uma criatura dominada por magia tão negra que poderia ameaçar toda a alcateia..." 


ROMANCE CONTEMPORÂNEO SOBRENATURAL.

Os livros com este tema costumam ter características semelhantes - o lugar comum -, mas aqui temos um tema diferenciado e interessante: a questão do ômega.

Ômega é aquela pessoa que tem a capacidade de conciliar e acalmar os ânimos e os sentimentos de quem a rodeia, e Anna era um Ômega desde pequena...mesmo sem saber disso.

Ao ser transformada em lobisomem, essa sua característica foi potencializada, mas ela não sabia nada disso, muito menos do novo universo do qual ela fazia parte.

O que Anna conhecia era que devia ser mais do que submissa, nunca levantar o olhar ou a voz, submeter-se a ser repetidamente violentada pelos lobos da alcateia porque ela não valia um centavo, ter 40% de seu salário extorquido todo mês e não ter a quem recorrer.

Até que ela decidiu denunciar o desaparecimento de um rapaz que ela sabia ter sido transformado contra a vontade. Ela telefonou para o líder de todos os lobisomens da América do Norte, Bran Cornick, o Morrok. Este enviou seu filho Charles, um assassino profissional, para Chicago, para resolver o problema.

E então chegamos a Charles..





Um caso muito sério esse homem!!!
Com seus longos cabelos negros, sua aparência indígena herdada de sua mãe, seu físico de guerreiro e seu eterno mau humor, ele é O cara!

Assim que ele encontra Anna ele percebe o que ela é. Já o seu lado lobo percebe que ela é sua companheira, e o interesse é recíproco (o que normalmente entre os lobisomens acontece ao contrário: primeiro o lado humano se apaixona para depois os seus lobos interagirem). Só por esse detalhe já mostra que o relacionamento deles seria diferente.

O ponto é que Anna foi transformada contra vontade (o que na lei deles é proibido), nunca foi informada dos detalhes do que era ser um lobisomem, quem sabia o que ela era fez questão de deixá-la entender que era exatamente o contrário - por isso de ela ter sido humilhada por três longos anos.

Anna é uma heroína que dá pena, não simpatia. Ao conhecer a história dela senti-me condoída, mas em vários momentos achei-a chata.
Charles teve uma paciência de Jó até que ela passasse a confiar plenamente em seu lado lobo e tomasse determinadas atitudes, em especial quando Charles estava em perigo.

Apesar dessas cenas em que ela se mostra fragilizada e medrosa, o livro prende a atenção porque você fica naquela expectativa de saber QUANDO ela vai começar a agir de acordo com o que ela é, não apenas a companheira de Charles, mas um ômega. Tudo leva a crer, até mesmo por causa das capas originais, que ela se transformará numa loba forte, determinada, que agirá de igual para igual com Charles, mostrando todo seu potencial.

Neste primeiro volume o foco é dado ao encontro de Charles e Anna e à sua própria descoberta. No desenvolver da série há as consequências de uma possível revelação aos seres humanos da existência dos lobisomens e suas implicações e a guerra interna entre os clãs dos vários continentes. 



Os outros 2 livros da série já foram lançados pela editora, O DOMÍNIO DO LOBO e A FÚRIA DO LOBO. 
Além disso há um conto no qual explica o encontro de Charles e Anna e como ela foi parar no clã do próprio Morrok.

Abaixo a capa original.



Sobre a autora


Goodreads  |  Website  |  Facebook  |  Twitter


Nenhum comentário:

Postar um comentário