sábado, 22 de março de 2014

Semana Nacional: Flávia Cunha - Jacob (Irmãos Bennet #1)




LIVRO #6





Ficha técnica: Jacob
Autora: Flávia Cunha
Editora self
Lançamento: agosto/2013
108 páginas


"Jacob é o mais velho dos Irmãos Bennett. Depois da morte dos pais, ele se viu responsável por seus três irmãos: David, Lucas e a pequena Kate. Esse cowboy mandão vai ser laçado de maneira irreversível ao conhecer a doutora Lacey Michels. 

Lacey não estava preparada para os sentimentos que Jacob lhe despertou, mas não estava disposta a abrir mão deles. E quando Lacey Michels queria algo com afinco, ela lutava com todas as suas forças para conseguir..."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO.


Jacob, David, Lucas e Kate. Quatro irmãos  que tornaram-se órfãos quando seus pais morreram num acidente de carro.
Os três mais velhos se viram às voltas com um rancho para cuidar e um bebê nos braços, já que Kate não passava disso.
Claro que a responsabilidade maior ficou com o irmão mais velho, Jacob, que tornou-se guardião dos irmãos.

Os anos passam e os irmãos Bennet conseguem superar a má fase. Hoje o rancho é um dos mais famosos em gado de corte do país; os irmãos se formaram e a pequena Kate já encontra-se com 12 anos.
E é daí que nossa história começa...

Imagina um homem lindo, de quase dois metros, invadindo um consultório médico, com a sala de espera repleta de mulheres, gritando que precisa de uma ginecologista? Visualizou o quadro? Pois é isso que Jacob faz já na primeira linha do livro.

 

A Dra. Lacey Michels, que naquele dia estava mais do que enrolada porque sua secretária precisara se ausentar, num primeiro momento achou tudo estranho. Mas depois, ao reparar bem quem fizera o escândalo....UAU!!! Como NÃO reparar num espécime daquele?

Jacob Bennet era tudo que qualquer mulher desejaria. E o motivo que o levara a seu consultório e a forma com que ele cuidava da pequena Kate - tão amoroso -, era tudo tão cativante, se chance de ignorar.

Acontece que a química foi recíproca, e ao sair do consultório dela,, e lembrar-se da forma intempestiva com que tinha entrado, ele decidira mandar-lhe flores desculpando-se por seu comportamento.

Tudo poderia terminar por aí se a tia de Lacey, de certa forma, não tivesse dado uma pequena ajuda...

A mãe de Lacey morrera na ocasião de seu parto. Seu pai pediu ajuda à sua irmã para criar a filha, mas esta, tia Zelda, estava mais para "tia azeda". A mulher era cheia dos rituais, metódica e antipática. Assim que teve chance, quando Lacey ainda era pequena, a despachou para um colégio interno. Lacey afogou sua solidão nos estudos e isso facilitou para que se tornasse uma ótima médica.
Enquanto ela se manteve longe de Springville, a tia era intragável, mas ainda a visitava. Mas desde que voltara à cidade, a velha fazia questão de lembrá-la que seu lugar não era ali, que deveria partir. E estava empenhada em conseguir isso.

Mas eu disse que a velha tinha dado uma ajudazinha.....Como? Lacey ficou tão chateada com o papo de sua tia no almoço semanal, que exagerou no vinho. Ao sair do restaurante quase é atropelada. O motorista prontamente a socorreu e ela pensando tratar-se de Jacob, lhe sapecou um beijo em agradecimento às flores. E desmaiou.

Acredite, numa cidade pequena NADA fica impune. Logo, logo todos saberiam que ela havia beijado Lucas Bennet.
Sem saber o que fazer, ou onde levá-la, Lucas a leva para o rancho deles e lá quase apanha de Jacob ao vê-la nos braços do irmão Bennet garanhão.
No dia seguinte, a cidade inteira sabe quem ela beijou, mas Jacob quer deixar claro a qual Bennet ela pertence, então...

"- Estão todos olhando - disse e mordeu os lábios - Acham que estou tendo um caso com seu irmão.
- O que... - franziu o cenho e olhou para as pessoas ameaçadoramente.
- O beijo de ontem - respondeu constrangida. - Estão todos pensando...
- Entendo. - Disse se aproximando e enlaçando-lhe a cintura.
- Jacob! - Ofegou e encarou os olhos verdes. - O que está fazendo?
- Dando a eles algo mais em que pensar. - Disse antes de tomar seus lábios em um beijo. (...) -Acredito que agora ninguém terá dúvidas sobre a quem você pertence."

Gente, para tudo!!! Como assim????
Muito prazer. Este é Jacob Bennet.

E o romance deles tinha tudo para seguir em frente, mas assim como ajudara a unir o casal, tia Zelda fez questão de separá-los. E mesmo ainda sem saber o motivo, Lacey pressentiu que algo de bom não poderia ser. Com a ajuda de um amigo do hospital, cujo irmão era advogado, Lacey descobre porquê sua tia a queria longe de Springville, longe e Jacob Bennet,  à beira da loucura...



Há algum tempo tenho ouvido falar nessa autora, também conhecida como Lady Graciosa. Aproveitando uma promoção na Amazon, consegui o ebook. Poucas páginas, dava para encarar numa hora em que eu na verdade já me preparava para dormir.
E quem disse que larguei o livro? E já estou aqui fazendo a resenha.

O ritmo da história é rápido porque ele mais se aproxima de um conto do que de um stand alone. Mas é gostoso de ler, com cenas engraçadas e uma dinâmica familiar do jeitinho que gosto.
A conexão com os personagens é fatal. Até porque quem não adoraria ver essa cena do consultório médico?
Ponto positivo: gente, a cidade é real (joga no Google!!) e eu adoro histórias ambientadas em locais diferentes. Tem muitas cenas engraçadas e a autora soube mostrar o lado alfa de Jacob e o inseguro de Lacey (por conta da forma com que foi criada pela tia e por não ter o padrão de beleza atual), apesar da história ser curta. A resolução para o dramalhão que ocorre foi satisfatória e tem HEA.
Ponto negativo: adoraria que a história fosse mais longa. E o final.... OMG!!! Por que fazer isso com a gente? Corroendo-me para saber o que aconteceu com David...




A autora (na sinopse do livro na pag do Amazon) já avisa que como ela é uma autora indie, ela faz todo o trabalho de revisão e diagramação. Portanto, o livro tem erros!! Morri de rir com isso. Os erros são poucos e a história é tão boa que a gente dá um tropeção e...Ui!! Passa adiante.

O livro pode ser adquirido digital no Amazon e em forma impressa através do site do Clube de Autores. Não encontra-se na lojas físicas.

4,5 estrelas.

Sobre a autora


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário