terça-feira, 22 de abril de 2014

Jaime Reese - A Better Man (The Men of Halfway House #1)



Ficha técnica: A Better Man
Autoras:  Jaime Reese
Editora Romandeaver
Lançamento original: julho/2012. Relançamento: janeiro/2014
Lançamento BR: ainda não
225 páginas

"Matthew Doner está recomeçando a vida. Depois de pagar uma pena de 5 anos na prisão que alterou todos os aspectos de sua vida, ele recebe uma herança de sua tia com a condição de que ele use o dinheiro para fazer algo de bom. Solto após longo tempo, ele se inspira nos poucos que o apoiaram. Ele decide criar um lugar seguro, onde pessoas, como ele, possam encontrar um propósito e começar uma nova vida. 

Julian Capeletti gosta de desafios. Ele é confiante, ousado, teimoso, e exatamente o que Matt precisa. Desesperado para encontrar um trabalho depois de uma crise de má sorte, ele aceita o trabalho para reformar o edifício em ruínas de Matt. 

Ao longo de um ano o romance ferve entre eles conforme a  restauração da casa prossegue. Mas há uma reforma maior que deve ocorrer em seus corações. Para se tornarem homens melhores, eles precisam aprender a confiar um no outro, mesmo que segredos e memórias dolorosas teimem em mantê-los separados."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. ERÓTICO. HOMOAFETIVO.



(English review scroll down)

Uma maré de azar. Era assim que Julian se encontrava. Estava com o aluguel atrasado ha dois meses e apesar de seu senhorio estar quebrando o maior galho para ele, aquela situação não poderia continuar. Era melhor que ele pegasse qualquer serviço a continuar daquela forma. Por isso, naquela manhã, ele decidiu atender ao anúncio de um faz tudo num determinado endereço indicado nos classificados.

Ao chegar lá, ele percebe a construção antiga que precisa de uma reforma geral. Sorte que ele tinha toda a licença em dia para fazer isso, com as qualificações exatas para atender ao chamado. Rapidamente ele anota tudo que precisava ser feito, mas isso era somente a parte externa do imóvel. Entrando, ele teria uma noção exata do que mais precisaria. Mas tudo indicava que aquele seria um serviço de longo prazo...



O dono do imóvel era Matthew Doner. Completamente perdido sobre o que precisava ser feito, ele só tinha uma certeza: queria a casa pronta para funcionamento num prazo de um ano.
Os planos sobre a casa ficariam secretos por enquanto. Julian só precisava saber onde cada coisa deveria ficar.
Os dois morariam na casa ao longo do processo. Julian aproveitaria o longo trabalho para economizar no aluguel; Matt havia vendido seu rico apartamento para ajudar a financiar os seus planos, junto com o dinheiro que ele herdara da tia.

O trabalho começa e o tempo passa. Ao mesmo tempo em que eles se sentiam bem na companhia um do outro - como uma espécie de sensação protetora -, havia algo secreto pairando no ar. A atração aumenta, mas ninguém quer tomar a iniciativa. Julian não queria assustar Matt - mesmo sabendo que este era gay, por uma revelação feita logo no início da convivência de ambos;e Matt achava que nunca que um homem como Julian se interessaria por ele.

Sam, melhor amigo de Matt, tentou abrir-lhe os olhos sobre a possibilidade de isso acontecer, mas para ele, era impossível.
Acontece que Matt tinha um segredo que ele preferia manter longe de Julian. Ele havia passado 5 anos preso por crime de peculato. Nesse período, ele se recusou a receber a visita de sua família, seus pais e seu único irmão, Alex. Na verdade toda essa situação era muito mais para defender seu irmão. Ele havia assumido a culpa por um crime que não era dele, mas que de alguma forma, ele se sentia responsável. O apoio veio através de pessoas que ele conheceu a partir daquele lugar infernal, e ao sair, ele quis fazer algo por pessoas que, como ele, haviam passado por aquela situação mas não tinham dinheiro ou alguém para apoiá-los a recomeçar. Esta casa seria uma espécie de casa de passagem, onde ex-detentos teriam um teto para ficarem por um tempo.

Mesmo sentindo atração por Julian, como ele poderia confidenciar algo dessa magnitude? Primeiro ter de admitir que esteve preso, depois, o que faria naquela construção. Para ele, Julian era a personificação da pessoa perfeita. Forte, viril, sempre de bem com a vida e com a cabeça erguida.
Mas como ninguém conhece ninguém, Matt não sabia que havia algo no passado de Julian que também lhe havia quebrantado o espírito. Ele estava anos luz de distância da pessoa perfeita idealizada por ele, e que talvez, ficar num lugar como aquele, pudesse ser sua ruína...Ou sua libertação total.

Os dramas vividos pelos dois personagens em suas vidas pregressas ao encontro deles é muito bem relatado ao longo da história.
Nenhum dos dois conhecia a fundo o outro e, como sempre, as aparências enganam.
Longe da perfeição, Julian teve um passado na infância e adolescência de um pai violento; principalmente na ocasião em que ele admitiu que era gay. Depois da maré de azar que ele teve no trabalho, ao atender o anúncio do jornal e conhecer Matt, Julian sentiu que a partir dali sua vida poderia melhorar, e ele daria o possível para ser um homem melhor.

Já Matt teve uma vida de luxo. Seu verdadeiro sobrenome era Collings-Lloyd e ele vinha de uma família  tradicional e rica do ramo têxtil. A mansão onde ele fora criado era típica dos antigos casarões passados de geração a geração.



Apesar de não ter sofrido o mesmo tipo de abuso e violência que Julian, sua família era do tipo de viver de aparência. Seu pai era um homem ausente, sua mãe, uma mulher que não gostava de ser contrariada, e para ela ter um filho que havia sido preso, era uma vergonha. Ela queria as coisas feitas à sua maneira sempre. Como Matt poderia admitir que era gay?
Ao conhecer Julian, ele achou-o não só a pessoa certa para o trabalho de reforma da casa, mas também, sua personalidade fascinante.
Um não poderia estar mais enganado a respeito do outro! Mas o convívio fez com que eles se conhecessem, se percebessem e quisessem mudar para algo melhor. E foi a partir da força emanada de cada um que eles puderam vencer seus obstáculos interiores e começar uma nova história, sendo homens melhores.

O ritmo da história é muito bom, com o passar dos meses dando alguns saltos, sem prejudicar a história.
Os personagens são encantadores e carismáticos. Ótima conexão.
Ponto positivo: gostei do enredo. Foi diferente, criativo. E mesmo o fato de um deles ser muito rico, saiu do lugar comum ao fazê-lo não ter todo aquele dinheiro a disposição dele. O romance deles cresce devagar, trazendo os altos e baixos da relação. As cenas de conflito foram bem escritas e trouxeram a emoção certa para o momento. 
Ponto negativo: a mãe!! Aff...ninguém merece!!!!
Se vou ler o próximo livro? Ahah...Precisa perguntar?

5 ESTRELAS.

Livro #2, lançamento em 29 de abril.



Para adquirir:  Amazon  |  Barnes & Noble

Sobre a autora:  Website  |  Goodreads  |  Facebook  |  Twitter


----------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)


A bad luck time. That was how Julian was. He was delayed in rent for two months and despite his landlord be nice to him, the situation could not go on. So that morning, he decided to attend the announcement of a handyman in a certain address listed in newspaper.

Once there, he realizes the old building needs an overhaul. Lucky he had all skills to answer the call. He quickly writes down everything that needed to be done, but that was only the outside of the property. Entering, he would have a sense of what more need. But it appeared that this would be a long term job...

The owner of the property was Matthew Doner. Completely lost on what needed to be done, he had only one certainty: he wanted the house ready for operation within one year.
The plans for the house would be secret for now. Julian just needed to know where every thing should be.
The two would live in the house throughout the process. Julian would take advantage of the long work to save on rent; Matt had sold his flat to help fund his plans, along with the money he inherited from his aunt.

The work begins and time passes. At the same time they felt comfortable in each other's company - as a kind of protective sensation - there was something secret lingering in the air. The attraction increases, but nobody wants to take the first step. Julian did not want to scare Matt - even though he was gay, a revelation made early in first days, and Matt never thought that a man like Julian would be interested on him.

Sam, Matt's best friend, tried to open his eyes to the possibility of this happening, but to him it was impossible.
It turns out that Matt had a secret that he preferred to keep away from Julian. He had spent 5 years in prison for the crime of embezzlement. During this period, he refused to receive visits from his family, his parents and his only brother, Alex. Actually this whole situation was much more to defend his brother. He had taken the blame for a crime that was not his, but somehow he felt responsible. Support came through people he knew from that hellish place, and upon leaving, he wanted to do something for people who, like him, had been through that situation but had no money or someone to support them to re-start. This home would be a halfway house, where ex-cons have a roof to stay for a while.

Even feeling attracted to Julian, how could he confide something of this magnitude? First to admit that he had been arrested, then what that building is for. For Matt, Julian  was the epitome of the perfect person. Strong, manly, always at peace with life and with head held high .
But nobody knows anybody, Matt did not know that there was something in Julian's past that had also broken his spirit. He was light years away from the idealized perfect person, and perhaps stay in a place like that, could be his undoing ... or his total freedom.

The dramas experienced by the two characters in their stunted are well reported throughout history .
Neither of them knew each other and the their background, as always, can be disguised.
Far from perfect, Julian had a childhood and adolescence spent with a violent father; especially at the time he admitted he was gay. After the bad luck he had at work, answering the newspaper ad and meet Matt, Julian felt from there his life could improve, and he would give his best to be a better man.

Matt already had a life of luxury. His real name was Collings-Lloyd and he came from a wealthy family in the traditional textile industry. The mansion where he been raised was typical of old houses passed from generation to generation.

Despite not having suffered the same kind of abuse and violence as Julian, his family was the type of live appearance. His father was an absent man, his mother , a woman who did not like to be contradicted, and to her had a son who had been arrested was more than a shame. She wanted things done her way always. How Matt would admit he was gay?
When he met Julian, he found him not only the right person for the job for house, but also his personality was fascinating.
One could not be more wrong about the other! But living together made them know each other. It was from the force emanating from each that they could overcome their inner obstacles and begin a new story, and be better men .

The pace of the story is very good, over the months giving some jumps without damaging the story .
The characters are charming and charismatic. Great connection.
Positive point: I liked the plot. It was different, creative. And even the fact of one of them being very rich, it was out of the common way the fact he didn't have all that money to his disposal. Their romance grows slowly, bringing the ups and downs of the relationship. The scenes of conflict were well written and brought the right emotion for the moment.
Negative point: Matt's mother ! Aff .. nobody deserves someone like her!!
If I 'll read the next book? Ahah ... Do you really need to ask?

5 STARS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário