quinta-feira, 10 de abril de 2014

Karen-Anne Stewart - Ash to Steele



Ficha técnica: Ash to Steele
Autora: Karen-Anne Stewart
Editora self
Lançamento original: fevereiro/2014
Lançamento BR: ainda não
342 páginas

"Emma 

Quem eu sou e tudo que acredito é marcado pelo olhar irritado de um par de olhos de aço azuis. Ele parece controlar o meu ar, minha capacidade de respirar. Ele faz-me desejar tudo o que eu sei que é pecado. A pureza torna-se contaminada e as linhas, borradas. A culpa é minha; Eu sou a única que não é forte o suficiente. Eu estou alquebrada As palavras de Breck assombram-me...'Há uma conseqüência para cada escolha que você faz. "

Breck 

Eu tive tantas mulheres que eu nem me lembro mais dos nomes da metade delas, mas nenhuma delas é minha; Faço questão de deixar isso claro. Eu tomo o que eu desejo e nunca olho para trás. Eu não preciso e nem  quero ninguém, nunca ... não até que eu conheci Emma. Aqueles olhos perfuraram o que sobrou de minha alma e seu toque me desestabiliza, me enfraquece. Eu quero odiá-la por isso. Ela é a minha ruína ... meu doce inferno."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. TEMA ADULTO. INÉDITO.

Um romance escrito em duas vozes que traz a difícil aceitação de duas almas tão diferentes, mas que. de alguma maneira, se completam.

Emma, aos 22 anos, deixa sua cidade no Sul da California e vai para Boston para buscar algo mais na vida. Nos últimos tempos era só ela e seu pai. Seu namoro de anos com Justin já não lhe empolgava, apesar de ele estar cheio de planos para um casamento futuro.
Na verdade, Emma queria a mesma paixão que ela vivenciara entre seus pais, e com Justin isso não aconteceria nunca.
Além disso, como a pintora que era, ela queria realizar o sonho de tornar-se conhecida através de seu trabalho e tê-lo exposto numa galeria.

Ela arruma um trabalho como guia numa galeria de artes e dá aulas grátis a jovens carentes uma vez por semana.
Sua amiga Jess trabalha numa famosa casa noturna, a Dark Hole, e namora Jason, o bartender.
Lá, Emma conhece Gavin, o segurança, e Breck.

Breck é um caso a parte.
Ele é literalmente alguém com quem você não quer se meter. As mulheres se jogam a seus pés e ele não tem envolvimento com nenhuma. Ele é direto e claro ao contatá-las...

"- Se você quiser passar a noite comigo, não haverá troca de número de telefone, nem segundos encontros ou buscas. Ele diz a ela indiferente... - Se você quer uma noite quente, eu prometo que você vai se lembrar dela por muito, muito tempo, então, essas são as regras. É pegar ou largar. 
Sua voz é fria, distante, mas, de alguma forma, o ambiente de repente ferve."

Emma se assusta ao ver a forma fria e insensível com que ele trata as mulheres, mas antes disso, ele já havia deixado claro para ela que a tinha notado...

"Eu vou estar dentro de você, Emma, fazendo todo tipo de coisas proibidas que você nunca sequer ouviu falar, e você vai  me implorar por mais... Você só não sabe ainda." 



O jeito era evitar os mesmos ambientes que Breck a todo custo, mas como se ele era super amigo de sua melhor amiga e parecia estar em todos os lugares? Isso sem contar que, como uma garota de cidade pequena, Emma acaba se metendo em algumas situações em que precisa de ajuda, e Breck está lá para servi-la.

Emma queria se apaixonar, mas Breck estava fora de cogitação. Ele exalava perigo, e ela, como filha de um pastor, cheia de ensinamentos cristãos, como por exemplo não transar antes de casar, sentia-se encurralada cada vez que ele estava no mesmo ambiente que ela.

A questão era que, mesmo sendo um cara que não se envolvia com as mulheres que transava, Breck não conseguiu resistir à ingenuidade de Emma. Ela mostrava uma pureza de coração que há muito as mulheres da cidade grande não têm. Ela o arrebatou completamente; ele queria odiá-la, ele precisava manter-se afastado. Seu passado era muito negro para contaminar a vida certinha dela.

E quem disse que eles ouviram a voz da razão?
Principalmente depois que Emma foi atacada por um traficante que a confundiu com a namorada de um viciado devedor, Breck tomou para si a responsabilidade de cuidar dela; e nessa convivência, eles se conheceram, enfrentaram ex vingativos, aprenderam que nem mesmo o mais sombrio dos segredos pode ser mantido e se amaram como nunca.



Conheci o trabalho de Karen-Anne em sua trilogia RAIN (resenha do livro #1 AQUI) e me apaixonei por seu jeito de escrever. O assunto naquele livro não era dos mais fáceis - tráfico de mulheres -, mas ela o escreveu numa leveza e ainda colocou um casal tão fofo, impossível deixar de ler.

Dessa vez é um stand alone com começo, meio e fim.

Segundo a autora, como tem um certo tema polêmico neste, a leitura é aconselhável a maiores de 18 (violência, drogas), mas nada que deixe o leitor traumatizado.

O ritmo é ótimo, com alguns saltos no tempo quando necessário.
Os personagens são envolventes. Desde a primeira linha, quando Emma está partindo de sua cidade...Ou talvez, desde seu encontro com Breck no Dark Hole, eu pensei  "a noite vai ser longa..."  Conexão total!
Ponto positivo: como dito, a maneira leve com que a autora toca em assuntos difíceis. As explicações do lado sombrio de Breck (seu passado). A importância da amizade.
Ponto negativo: será que só eu achei que Justin merecia uma surra? (meu lado sanguinário).

Para adquirir:  AMAZON

5 ESTRELAS


*ARC cedido pela autora em troca de uma resenha de opinião honesta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário