terça-feira, 15 de abril de 2014

Magan Vernon - How to Date an Alien (My Alien Romance #1)



Ficha técnica: How to Date an Alien
Autora: Magan Vernon
Editora Beautifully Broken Books
Lançamento original: 2011
Lançamento BR: ainda não
272 páginas

"A estudante do último ano do Ensino Médio, Alex Bianchi, consegue um estágio no Centro de Operações de Circe  para incrementar suas chances de uma vaga na universidade. Mas Circe não é uma base militar típica. É um centro de operações alienígena e nem todos os alienígenas são amigáveis, especialmente aquele que tenta matar Alex em seu primeiro dia. Quando Ace, um Caltian de olhos escuros, entra e salva o dia, ela não pode deixar de se sentir atraída por ele. Podem estes apaixonados, de diferentes planetas, sobreviverem em meio a uma guerra intergaláctica?"

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. LITERATURA FANTÁSTICA. YOUNG-ADULT.

Para aumentar suas chances em conseguir uma vaga numa boa universidade, Alex precisa fazer algo mais por seu currículo. Ela decidiu que quer estudar Jornalismo. Talvez ela nunca chegasse a ser tão famosa quanto sua mãe, que era escritora, mas pelo menos, ela estaria fazendo algo que realmente gosta.

Seus pais se separaram desde que ela era bem pequena e sua convivência com ele era praticamente nula, mas foi nele que ela pensou em pedir ajuda para conseguir um estágio num dos centros de operações militares, onde seu pai era Major.

Alex imaginou que iria para algum lugar bem maçante, onde teria de preencher papelada durantes os próximos meses. Qual foi sua surpresa ao se ver no meio do deserto, no carro com seu pai e, de repente pararem em frente a uma montanha; e essa montanha abrir-se revelando um elevador de última tecnologia. Quer mais? Bom, o "mais" é exatamente o que Alex encontra lá...




Um Centro de Operações Alienígena!!!!
Roswell? Esqueça. Isso aqui é muito mais dinâmico.

A chegada de Alex não foi tão bem vinda assim... Logo de cara um certo ser não foi com a cara dela e Alex foi parar na enfermaria desacordada. Mas passado esse susto, ela foi apresentada a outros recrutas que estagiavam lá.
Os outros já estavam num grau de ensino mais avançado que ela, todos eram universitários bem adiantados em seu cursos, e isso já causou uma certa comoção por parte de um deles: Riley, a patricinha mimada que não perde a oportunidade de mostrar o quão Alex não se encaixa em tudo aquilo.
Mas já que ela tinha que ficar pelas próximas semanas, o serviço em que a colocaram foi ajudar a rastrear a vida de outros alienígenas pelo mundo virtual.

Ah, sim! Isso merece uma observação a parte: os alienígenas já se encontram na Terra há muito mais tempo do que se sabe. E vivem pacificamente entre nós. Eles podem ser encontrados - disfarçados, é claro - em redes sociais como Facebook, blogs e sites de relacionamento (para namoro mesmo!!). Acho que isso explica porque tem umas bandas de rock tão doidas por aí...



Mas voltando ao livro, quando Alex é levada à sala de computação onde faria seu trabalho de espiã/observadora/hacker, ela encontra ele.

TADÃÃÃ!!!!



Ace parecia um jovem como qualquer outro, em seus 18 anos de vida, mas na verdade, ele era um Caltian, e já se encontrava na Terra pelo menos desde a época da II Guerra Mundial. E mais, ele havia sido a pessoa a salvá-la do ataque do alien que a recepcionara tão mal, e depois de mais outro na área de alimentação.
O que haveria de tão extraordinário em Alex que fazia com que Ace se comportasse como seu Príncipe em Armadura Prateada, sempre pronto a protegê-la?

Alex era uma garota absolutamente normal, e o fato de não ser loura - como se fosse uma desvantagem - é mencionada algumas vezes por outros aliens. Seus óculos deixavam-na com aquele ar de geek...



Mas ela não só ficou sabendo que ele a protegera duas vezes de ataques, como também que ele fizera questão em tê-la como companheira de trabalho.
Quem pergunta quer saber, e Alex acaba descobrindo, de uma maneira fofa, que Ace está interessado nela mais do que apenas para sentar a seu lado em frente às telas de computador...



"- Qual é o seu real interesse em mim? - meus lábios quase vibram diretamente aos dele quando falo. Não podia me segurar, mas eu imaginava como seria senti-los contra os meus.
- O mais perigoso de todos.
- E qual seria? - pergunto, torcendo que meus joelhos não fraquejem enquanto pressiono meu corpo de encontro ao dele.
- Estou apaixonado por você. - Assim que diz isso, ele pressiona seus lábios contra os meus..."

Ok, então o casalzinho se encontra apaixonado.
E quem disse que podiam?
Existia uma regra muito simples: nada de relacionamentos amorosos com aliens.
Além de terem de aguentar os olhares furtivos - ou de nojo - das pessoas em volta, uma batalha intergaláctica estava prestes a acontecer, tão logo uma pessoa muito importante de Caltian descobrisse que seu príncipe herdeiro estava se envolvendo com uma terráquea...

Gente, o livro é fofo. Young-adult, sem cenas hot, mas que diverte muito.
Para ser sincera, se você está acostumado(a) a assistir filmes do estilo Jornada nas Estrelas (todas as suas franquias), vai encontrar alguns "furos" na parte de relacionamento diário entre as pessoas em geral nessa base de operações. Mas o livro não tem a pretensão de ser um do naipe de Isaac Asimov!!! É para entreter. É romance adolescente. Até as cenas de uma certa batalha que acaba ocorrendo são rápidas e você consegue bem visualizá-las como se estivesse vendo um filme de ficção científica categoria B.

Por menos bestseller que seja, você acaba querendo saber como isso vai se desenrolar, até porque para evitar uma guerra de proporções gigantescas, Alex teve que se compromoter com uma coisa. E será que ela vai ter peito de levar adiante?

É no mínimo diversão na certa.
3,5 estrelas.

Os outros livros da série:




Sobre a autora


Goodreads  |  Website  |  Facebook  |  Twitter

Um comentário:

  1. Tive a impressão que é algo bem sessão da tarde, para ler num dia que se está sem fazer nada. Algo sem pretensões, sabe? Eu leria!

    ResponderExcluir