sábado, 27 de setembro de 2014

Amanda Forester - A Winter Wedding (Marriage Mart #3)


Ficha técnica: A Winter Wedding
Autora: Amanda Forester
Editora Sourcebooks Casablanca
Lançamento original: 02/setembro/2014
Lançamento BR: ainda não
416 páginas

"A Srta. Penelope Rose, casamenteira exclusiva para a elite de Londres, com êxito arruma casamento para todos, menos para si mesma. Seu cliente mais difícil, o sexy Duque de Marchford, encomendou para encontrar-lhe uma noiva. Mas ele está mais interessado em perseguir um espião, e ela não tem pressa para acelerar o pedido dele... 


Quando o destino da Inglaterra cai nas mãos do duque, ele pede a Penelope, como um novo plano, de anunciarem um falso compromisso a fim de descobrir o traidor. Mas, como o caso mostra-se cada vez mais perigoso, e seus sentimentos mais reais, irão eles descobrir que o amor é o enredo mais perigoso de todos?"



ROMANCE HISTÓRICO. LANÇAMENTO. 

O livro que traz finalmente o romance do Duque de Marchford e a dama de companhia da Duquesa Viúva, a Srta Penelope Rose.
Tudo começou dois livros atrás, quando Penelope encontra a duquesa sozinha, esquecida numa igreja. A partir dali, ela é convidada a acompanhar a senhora. Como ela já era considerada uma solteirona, apesar de ainda estar na idade de 25 anos, Penelope pensa que seria melhor esse destino do que ter de viver de favor na casa de uma de suas quatro irmãs, todas casadas.

Na verdade, o primeiro livro é direcionado a um dos melhores amigos do duque, William Grant (resenha AQUI)
Sendo dama de companhia da duquesa, Penelope acaba arrolada no jogo de espionagem do duque. Ele precisa descobrir quem é o principal espião de Napoleão na alta sociedade inglesa e torna Penelope uma forte aliada, por ela poder transitar em determinados ambientes que não seriam próprios a uma pessoa da posição dele.

Além de deter esses dois cargos - dama de companhia E espiã -, Penelope se vê envolvida numa certa briga familiar.
Acontece que já faz algum tempo que Marchford tenta se livrar de sua avó, querendo que ela vá morar na casa de campo, para que a futura esposa dele, apesar de ele ainda não ter uma pretendente, possa ter liberdade em governar a casa. Para obrigar a avó a fazer isso, ele corta toda a renda que ele dá a ela.
Numa louca tentativa de não abdicar de sua posição de dona da casa, a duquesa tem um plano louco: torna-se a casamenteira Madame X e passa a cobrar por seus serviços.

No fundo a ideia viera meio que através de Penelope, quando a senhora descobriu que fora Penelope quem, num esquema audacioso de pesquisa, conseguira marido para as 4 irmãs. Já que ela era tão boa nisso, as duas poderiam faturar.

Na história seguinte (resenha AQUI) Marchford ainda não havia conseguido descobrir quem era o espião, mas sua avó estava ganhando um bom dinheiro como a misteriosa Madame X. Marchford viu mais um amigo seu, o escocês Duncan Macmachlan, apaixonar-se e casar com uma herdeira americana.

Dos 3 amigos tão próximos, so ele continuava solteiro e com a firme determinação de que deveria sim se casar, mas não por amor. E ele tinha fortes razões para isso.
Descobrindo a farsa da avó e de Penelope sobre a identidade da casamenteira, Marchford a desafia a encontrar uma noiva para ele nos moldes estabelecidos.
O único senão era que com quase um ano de convivência, os dois estavam cada vez mais atraídos um pelo outro, e será que teriam forças para dizer adeus quando toda a aventura acabasse?


Terminando a trilogia da melhor forma possível.
Uma história com aventura, suspense, romance, comédia, tudo isso até às últimas páginas, deixando o leitor preso a cada linha dita.

Acompanhar a saga de todos os personagens foi uma delícia. Sim, é bom ler na ordem de lançamento porque os personagens são recorrentes, e o enredo segue um curso.

O envolvimento de James, o duque, e Penelope vai sendo descortinado na frente do leitor aos poucos. Penelope não é considerada uma mulher de rara beleza. Ao contrário de suas 4 irmãs - duas mais novas e duas mais velhas -, ela não tinha cabelos louros e olhos claros. Ela poderia dizer que se sentia até o Patinho Feio da família.
Ao conhecer a duquesa, e consequentemente seu neto, ela já estava com a idade de 25 anos, o que para a sociedade já era considerada uma solteirona. O pior é que ela nunca tinha recebido uma proposta de casamento sequer.
Além de não ter a beleza, suas roupas estavam totalmente fora de moda, e seu cabelo sempre preso num coque bem apertado.

Mas aos poucos ela ganhou a confiança da família. Ela tinha uma cabeça ágil, não se amedrontava com a atitude ríspida da duquesa e logo tornou-se útil para ajudar James e seus amigos na busca do espião francês.

Quando finalmente culmina no terceiro livro, além da caçada, resta apenas a James deixar de ser cabeça dura e admitir o que sente por Penelope. Mas claro que vários contratempos ainda têm de acontecer e o leitor se pega várias vezes no ápice de algo que acaba antes de concretizar. E também há cenas bem tocantes.
Mesmo sem admitir seus sentimentos, James decide que mais do que procurar por uma noiva, a Srta. Rose é a pessoa certa para ele, e decide convencê-la disso usando como ponto de partida a música natalina "Twelve Days of Christmas". Acredite, alguns presentes de natal podem ser bem exasperantes...

O livro é longo, mas a leitura flui num ritmo ótimo.
Os personagens já conhecidos têm uma torcida própria.
O lado ruim é que acabou...

"Preciso de um abraço"


5 ESTRELAS.



Nenhum comentário:

Postar um comentário