segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Evangeline Anderson - Enhanced (Brides of the Kindred #12)



Ficha técnica: Enhanced
Autora: Evangeline Anderson
Editora self
Lançamento original: agosto/2014
Lançamento BR: ainda não
445 páginas

"Mei-Li Hastings está em apuros. Ela partilha um sonho  com um guerreiro Kindred. Normalmente isso é uma parte comum de ser reclamada por um dos altos e bonitos aliens que vieram  à Terra à procura de noivas. Mas no caso de Mei-Li, nada é normal. Os sonhos que ela está tendo mostram um enorme e assustador espécime, com um laser vermelho em um dos olhos e um braço de metal. O homem que está vindo para reclamá-la é um Dark Kindred e um dos habitantes sem emoção de Zeaga Quatro,  onde o amor é desconhecido e os sentimentos são proibidos. 

Six é um adicional valioso à Coletividade desde sua inclusão como Dark Kindred aos quatorze anos. Agora, para seu espanto, ele começa subitamente a ter sonhos que ele não pode ignorar - sonhos com uma menina com olhos escuros e cabelos negros sedosos que o teme desesperadamente. Apesar do fato de que ele não deve sentir nada, Six encontra-se atraído pela menina. E quando ele é ordenado por seu superior para reclamá-la, ele vem em busca de sua futura esposa. 

Agora eles estão presos em uma luta de luz contra a escuridão... frio contra o calor. Quando Mei-Li está perto dele, o coração congelado de Six começa a derreter. Embora o guerreiro Dark Kindred esteja determinado a não cometer o "Feel-crime" (Crime por Sentir), ele não pode conter as emoções que crescem dentro dele em relação a menina que ele arrancou da Terra. Mas com os sentimentos recém-descobertos de amor e desejo, vêm alguns sentimentos muito mais escuros. Para amar Mei-Li, Six terá que enfrentar a escuridão e um passado trágico que ele tinha trancado por anos. 

Será que ele vai sobreviver às lembranças que vêm à tona?... Ou será que vão deixá-lo louco?"


ROMANCE CONTEMPORÂNEO-FUTURISTA.  INÉDITO. INDIE.

Imagine a Terra num tempo um pouco mais à frente do que vivemos, quando ter contato com seres de outros planetas já não seja uma novidade. Junte a esse contato uma ação que pode não ser bem vista pelas pessoas envolvidas, mas que é aceita pela sociedade.

Mei-Li Hastings é uma terráquea absolutamente comum. Ela trabalha como assistente social, verificando chamadas sobre abusos cometidos a crianças.
Sua aparência é de uma mulher pequena, com cabelos longos e lisos, magra, com poucas curvas, o que a faz sentir-se pouco desejada em relação aos homens. E o fato de seu último namorado ter lhe trocado por uma mulher mais voluptuosa só fez com que ela tivesse certeza disso.

Mas voltando à mênção da ação aceita pela sociedade, Mei-Li passa a ter estranhos sonhos com um homem desconhecido. A princípio eles apenas se olham e a aparência dele, tão grande e opulenta, a assusta. Ele tem o olho esquerdo com uma espécie de scanner com luz vermelha, e sua mão esquerda também é mecânica.
O mais estranho não era ela ter esses sonhos, mas sentir que não era algo isolado. Eles partilhavam o sonho. E no último que tiveram, eles puderam dialogar.

Os homens (humanóides) do planeta Zeaga Quatro acreditam que um mundo sem emoções é o mais lógico. Foi por causa delas que anos atrás eles entraram numa guerra como o holocausto, quase dizimando sua população. Por causa disso, agora existem na Coletividade, punições severas aos chamados "feel-crime".
Para ajudar os habitantes do planeta a não terem mais emoções, algumas melhorias são conectadas a eles desde o nascimento - cirurgias eletivas para aprimorar-lhes alguma parte do corpo.
Alem disso, há os "snifers", pets mecânicos, que literalmente sentem o cheiro de emoção através dos hormônios secretados pela pessoa ao sentir qualquer coisa. Tais pets são os brinquedinhos queridos dos Olhos da Coletividade, chamado Two.

Essa é outra caractéristica dos habitantes da parte Dark Kindred; eles abrem mão de suas identidades, seus nomes, e passam a se chamar pelos números.
One é o porta-voz da Coletividade, e o chefe, dos mecanóides que regem Zeaga Quatro.

Six não nasceu em Zeaga Quatro, mas inseriu-se à essa sociedade, por escolha própria, aos 14 anos. Suas melhorias - a mão mecânica, o olho com scanner e um amortecedor emocional localizado na base do crânio - foram inseridos a partir de então.

O Compartilhamento de Sonhos é um fenômeno Kindred. Quando isso acontece, uma mulher terráquea passa a dividir seus sonhos com alguém de Zeaga Quatro e já sabe que dentro de algum tempo este ser irá reclamá-la como noiva. Pouco se pode fazer para impedir isso; apesar que alguns políticos terráqueos estão em ampla discussão querendo abolir esse procedimento.

Mei-Li, então, entende que será reclamada por um noivo Kindred. E eles se encontram numa situação difícil, quando ela estava numa ocorrência de abuso infantil e sendo ameaçada pelo amante da mãe da criança. Ela seria seriamente machucada se Six não tivesse aparecido para defendê-la.

Na verdade, Six não pretendia reclamá-la como noiva. Ele percebera ao longo dos sonhos que compartilharam que Mei-Li tinha medo dele. Não parecia ser a escolha certa para ser uma noiva de um Dark Kindred. Mas ela era tão pequena, e parecia tão indefesa... Ele havia aparecido apenas para checar se ela estava bem.

Por outro lado, havia uma grande pressão por parte de One e do Chanceler Terex, na Terra, de que Six a reclamasse e da pior forma possível, de forma traumática. Isso o deixa com a pulga atrás da orelha. Estavam omitindo informações dele por algum motivo.

Vendo que Mei-Li tem problemas em seu trabalho - a violência que pode sofrer pelos responsáveis insatisfeitos das crianças - e com mais a ordem expressa dos superiores, ele não tem outra alternativa a não ser levá-la para seu planeta. Mas daí, o pai dela, um influente político, clama pelo Conselho a abrir guerra contra Zeaga Quatro.

A convivência entre eles passa de pacífica a complicada. O período de contagem deles era diferente da Terra. O chamado Período de Acasalamento tinha regras rígidas de como o guerreiro poderia se comportar - incluindo como, quando e onde ele poderia tocá-la - ao longo do tempo em que passassem juntos.
Six tentou manter as regras sempre em evidência, mas de alguma forma Mei-Li estava mexendo com ele. No início era o famoso senso protetor de um guerreiro Dark Kindred, mas logo ele percebe que era mais profundo que isso. Além do que ela fazia com que algumas lembranças do passado dele viessem à tona, lembranças que ele mantinha sufocadas graças ao amortecedor emocional.

Emoções aflorando, planos sendo descobertos, uma conspiração inter-galáctica, e Six e Mei-Li são pivôs de tudo isso.

Poderia uma Emocional e um mecanóide sem sentimentos darem certo como casal?

Exagero meu que o negócio não é assim!!!!! ahahahaah


Este é o primeiro livro desta autora que leio. E com meu TOC literário já começar do livro #12 é punk. Mas eu fiquei encucada quando vi a capa. Foi certeira, me chamou atenção. O jeito foi ler a partir daqui mesmo.
Mas conforme fui lendo, e fui vendo sobre outros personagens, pesquisei suas histórias.
O enredo é bem ficção científica, mas as explicações são muito bem detalhadas, sem serem chatas.
Os personagens têm carisma, mesmo quando não demonstram sentimentos. 
O ritmo é bom, revelando os segredos na hora certa.
Dá vontade de voltar ao #1 e ler a série inteira para entender os muitos mecanismos entre os personagens. Devagar eu chego lá.

Para quem quer um livro com conteúdo, com algo mais além de cenas eróticas, vale a pena a leitura.
5 ESTRELAS.

Sobre a autora

Goodreads  |  Website  |  Twitter  |  Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário