domingo, 23 de novembro de 2014

Semana Nacional: Bruna Camporezi - Os Segredos de Landara: Redescobrindo o Passado




Ficha técnica: Os Segredos de Landara: Redescobrindo o passado
Autora: Bruna Camporezi
Editora Novo Século
Lançamento: 2014 (segunda edição)
364 páginas

"Acordar em um lugar sujo e completamente estranho parece algo insano demais, principalmente quando uma jovem percebe que está dentro de uma prisão e não consegue se recordar nem mesmo de seu próprio nome. 
Completamente perdida, sua única escolha é tentar se comunicar com os outros encarcerados, como James, um antigo prisioneiro que parece saber muito sobre ela. A garota descobre que está em Landara, uma ilha que abriga criaturas incríveis e civilizações bem peculiares. 
Para desvendar os mistérios desse lugar, terá que encontrar Klaus Leone, um cientista genial que há tempos esconde algo que poderá mudar o futuro da ilha. E ao contar com a ajuda de diversos companheiros, acabará se apaixonando por um deles. 
As descobertas de seu passado e sobre este mundo aumentam a cada página e, de forma surpreendente, acabam alterando o rumo da viagem, obrigando-a a enfrentar situações que ela só acreditava ser possível em sonhos. O que esta extraordinária ilha tem de tão oculta?"
LITERATURA FANTÁSTICA. YOUNG-ADULT.

Sem casa, sem família e sem memória. Assim começa a saga da heroína Laura, que mal acorda e já se encontra presa numa cela, sem sequer saber o porquê disso.
Sua única opção é buscar ajuda com quem está à mão, a saber, um prisioneiro pirata, James Veber.
Com o passar do tempo, Laura - que na verdade não lembra ainda de seu nome -, descobre que aquela era uma prisão diferente. Todos ali possuíam algum tipo de poder e estavam sob as garras de um homem chamado Patrick Muriartt. Obviamente se ela estava ali era porque tinha algo especial a oferecer, mas o que seria?

Além disso, ela descobre-se estar no reino de Landara. Ali, tudo que você já ouvira falar sobre criaturas estranhas e sobrenaturais, existe. Um reino da fantasia com uma realidade assustadora. E dos poucos "flashes" de memória que Laura tem, ela sempre vê uma criatura especial, linda, alada,  uma mistura de animais reconhecidos. E o mais estranho é que ela sabia ter uma conexão especial com uma delas.

Os seres de Landara estavam escravizados ao bel prazer de Patrick. Ele queria poder e daria um jeito de conseguir todos que pudesse das diferentes criaturas existentes, e, de alguma forma, a captura de Laura tinha tudo a ver com isso.
Ao saber dos planos e desmandos de Patrick, Laura tomou para si a função de livrar todos os outros prisioneiros. Teria ela tamanho poder? Ainda não havia como saber ao certo. A única indicação era a resposta de um espelho mágico que havia sinalizado com uma luz verde essa possibilidade. Este espelho jamais mentia.

Tanto Laura, quanto James, conseguem fugir da prisão, e ela descobre que o poder de James é o de ler mentes. Ele havia sido preso por "roubar as memórias" de uma mulher. Com a ajuda dele, Laura consegue descobrir seu nome e um outro que poderia solucionar todos os seus mistérios: Klaus Leone, um cientista que havia trabalhado com ela. Esse Klaus havia propositalmente apagado a memória dela e somente ele poderia restabelecê-la. A única solução seria encontrá-lo.

Laura, James e, mais tarde, Thomas - que tinha o poder transmorfo - seguem atrás de Klaus.

Klaus Leone tinha o poder de controlar mentes e apagar memórias. Mas, mais do que isso, ele era um cientista brilhante. E ao ter suas memórias de volta, Laura lembra-se de um segredo perigoso, algo que pode dar muito poder, mas que se cair em mãos erradas poderá ser a destruição de todas as espécies...

"Dizem que a única coisa que não podem roubar de você é o seu conhecimento." (pag 78)

Laura aprendeu na pele que essa afirmação pode ser falsa. Ela não se lembrava de nada, mas com ajuda pôde restabelecer suas memórias.
Os perigos a serem enfrentados eram mágicos. Não só pela ambição de Patrick, mas porque tudo em Landara era novo e sobrenatural. A começar pelas pessoas (criaturas existentes), e nesse assunto a autora teve uma mega imaginação. Não só de criaturas - animais - unindo várias raças diferentes (como se pode ver um na capa), mas até as pessoas.

A civilização de Landara é composta pelas criaturas, os Mitceáras e os Homeáras. Sendo que dentre os Mitceáras há os tipos da rocha, da sabedoria, da selva, do vento, dos metais, da beleza e da árvore. Cada um com seus poderes e potencialidades.

Para conseguir começar o seu plano de derrotar Patrick e libertar os outros prisioneiros, Laura não poderia fazer tudo sozinha, mesmo ao descobrir quais eram os seus poderes. Com isso, seu amigo Thomas apresentou-lhe outros amigos: Kirina, Kronp, Karler, Tengar e Derrick.

Aaahhhhhhh...Esse último era um caso muito sério...
Derrick era um Mitceára do Vento (à primeira vista, quase um anjo). Sua aparência hipnotizou a Laura desde o primeiro momento em que se viram. Mas sabe para mim o que mais chamou a atenção?






As lindas e enormes asas negras!!
Bom, quando Derrick surge na história, o leitor já começa a perceber a mudança do foco para o romance quase adolescente entre eles - apesar de terem 21 e 23 anos. Mas claro, isso faz parte do novo desafio que Laura terá que enfrentar.

O ritmo da história é bom.
Os personagens têm características tão fantásticas que fica fácil gostar deles, uns mais, outros menos. Mas há sempre grandes surpresas do que eles podem fazer, tornando o enredo mais rico.

Num certo momento da história eu me senti meio que lendo uma versão moderna de O Mágico de Oz, quando Laura, James e Thomas se enveredam pelos caminhos tortuosos em busca do cientista Klaus.



Mas depois, com o aparecimento dos outros Mitceáras, o quadro se expande. E a partir daí, com uma nova missão nas mãos, eu me senti assistindo O Senhor dos Anéis, com alguém tendo que se livrar de um certo objeto indesejado.





Pontos positivos: o bom dessa série é que ela pode ser lida por crianças a partir dos 9 até os 100 anos. Sua base traz assuntos importantes a serem discutidos, como a ambição; o preconceito; a intolerância; a diversidade; a amizade. O romance que começa a surgir neste volume entre Derrick e Laura é um bônus da nova literatura young-adult. Tudo isso faz com que seja uma excelente ferramenta a ser usada pelas escolas em aulas de Literatura, Língua Portuguesa e Filosofia. Psicólogo Escolar também pode se beneficiar.
A revisão foi bem feita.
No final do livro o leitor conta com um glossário contendo todas as explicações sobre os personagens (a civilização de Landara). Muito útil.

Ponto negativo: como a princípio a heroína não lembra de nada sobre sua vida, o comportamento dela às vezes confunde o leitor quanto a qual idade ela tem. Só bem mais tarde essa informação é revelada. Entretanto, por algumas ações da personagem, fica parecendo que ela tem menos idade do que nos é dito. Acredito eu que, mesmo a personagem sendo uma pessoa alegre, bem humorada, algumas atitudes poderiam ser um pouquinho mais maduras, sem beirar o tédio na leitura/escrita. Como os perigos enfrentados por ela ainda estão começando e no final deste livro há um grande baque em sua vida, quero acreditar que esta parte será amenizada no volume seguinte. Mas nada disso atrapalha a narrativa (opinião pessoal).

No geral, Os Segredos de Landara é um romance contemporâneo de fantasia, repleto de aventuras, com uma linguagem bem coloquial - sem linguagem chula ou sexo - e acessível a todas as idades.
Eu quero saber como Laura  vai dar conta de suas missões...

4 estrelas.

Eu também tirei "casquinha" do Derrick!!!!!



Sobre a autora




*Crédito da foto da autora: João Daniel - JP Fotografias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário