sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Laurann Dohner - Kissing Steel (Cyborg Seduction #2)


Ficha técnica: Kissing Steel
Autora: Laurann Dohner
Editora Ellora's Cave
Lançamento original: 16/maio/2010
Lançamento BR: ainda não
182 páginas

"Tudo que Rena queria era roubar de volta uma nave espacial e ganhar dinheiro suficiente para comprar sua liberdade de seu simulacro de uma vida. Sua missão para recuperar os bens roubados de piratas saiu pela culatra e ela se tornou uma propriedade quando encontrou um cyborg. Agora, um deles era o dono dela. Rena é um sobrevivente... e ela quer o grande, alto e brutalmente sexy que não gosta de compartilhar tudo o que pertence a ele.

Steel está muito além  de irritado ao ser manobrado para possuir uma fêmea humana frágil. Ela não é grande o suficiente para lidar com o seu tamanho ou força, mas ela está determinada a levá-lo para a cama. Steel percebe exatamente o que esta pequena mulher é capaz de fazer quando ele acorda acorrentado à sua cama, com ela montando seu corpo. Para um homem que se orgulha de seu controle inflexível, Steel logo descobre Rena privando-o de muita coisa, um centímetro de cada vez"


 ROMANCE FANTASIA. ERÓTICO. AVENTURA.

Rena Gates nunca teve uma vida fácil. Conseguiu se livrar de um marido pulha que a traía sem dó nem piedade. Agora, ela busca sua liberdade e independência, tentando recuperar para a empresa de seguros em que trabalha, uma nave roubada pelos piratas, a Star.
Ela se junta a um grupo de mercenários e parte em sua busca.
Acontece que ao encontrarem a nave, esta não está mais em poder dos piratas, mas sim de cyborgs. 
Os mercenários acabam mortos, mas Rena é levada pelos cyborgs e tem sua vida ligada a Steel.

Este é considerado em seu planeta, Garden, um espécime de grande valor por causa de sua personalidade e sua aparência diferenciada: longos cabelos claros prateados. Várias fêmeas cyborgs requisitam seu serviço como um dos Reprodutores.

Entretanto, já que teria que viver sob o jugo daquele planeta e era propriedade daquele belo homem, Rena iria dar um jeito de tê-lo somente para ela.

Steel não pensava em ter uma família só dele. Ser Reprodutor e não ter direito sequer a reconhecer ou ter contato com seus "filhos" já era difícil o bastante. Mas aquela terráquea pequena e frágil, mas de personalidade de aço como a dele, não deixaria barato.

Neste livro as explicações, dadas por mim na resenha do livro anterior, sobre os Reprodutores e as leis de União Familiar - o similar a casamento na Terra, mas com até 3 maridos para cada mulher, são melhor explicitadas.

Na verdade, os cyborgs machos são possessivos territorialistas, mas por causa da escassez de fêmeas, tiveram que se adaptar à nova lei. Por isso, muitos deles preferiram nunca entrar numa União Familiar, já que teriam que compartilhar.
Com a chegada de Mira - livro anterior - e agora Rena, a questão da monogamia começa a ser colocada em cheque.
Se mais humanas fossem levadas a Garden, eles não iam precisar compartilhá-las.
Uma nova era poderia começar...se as cyborgs fêmeas permitirem sem luta...

5 ESTRELAS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário