quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Meu Ranking Particular - 2014


Ano acabando, hora de escolher os livrinhos que me marcaram em 2014. Os motivos podem ser vários: história envolvente, personagem TDB (tudo de bom), enredo bem escrito, assunto polêmico...
Para variar nem todos os livros estão disponíveis no Brasil, mas muitos deles em breve aterrisarão por aqui.



O ano foi bem atípico. Pra começar, pela primeira vez, não consegui atingir a meta de leitura que coloquei no Goodreads. E quer saber? Adoooooroooo!!!
Fazendo a contagem dos livros inéditos que li, a meta realmente não foi alcançada, mas pra falar a verdade, devo ter lido bem mais do que marcado; isso porque não foram contados os livros que reli (sim, sou maluca a esse ponto) e os livros que revisei/betei. Nessa brincadeira devo ter passado de uns 300, muito além dos 280 que coloquei. Mas tudo bem, 2015 tá aí pra gente recomeçar.

E vamos às categorias (todos devidamente resenhados. Você pode procurar pelas resenhas na parte de "pesquisa"):

>Série Romance Contemporâneo: Weekday Brides, de Catherine Bybee.
Esta série eu comecei a ler por causa da maratona de noivas que fiz em maio. Um mês inteiro só com esse tema e acabei conhecendo autoras maravilhosas. Esta aqui me cativou. A série que começou bem romanção, acabou virando para um suspense-aventura envolvente.


>Stand alone: Empate técnico. Um lançado no Brasil, outro não.
Batter Up, de Robyn Neeley.
Não conhecia esta autora e me surpreendeu com uma história leve e engraçada. A capa é bem do feitio dos livros das Editoras Record ou Valentina. Taí uma sugestão pras duas editoras.

O outro é: Sempre Foi Você, de Carrie Elks (UDL).






>Fantasia: Outlander, de Diana Gabaldon.
O relançamento da série, agora pela editora Saída de Emergência Brasil, coincidiu com o lançamento da série televisiva. E vamos combinar, aquele Jamie Fraser enlouquece qualquer uma!!


>Série Romance de Época: Como este gênero é o meu preferido é sempre difícil escolher um só. Eu poderia escolher as divas que moram no meu coração (Julia Quinn, Vicky Dreiling, Lisa Kleypas, Stephanie Laurens...), mas tive a grata surpresa de conhecer duas autoras novas que estão arrebentando. 

Dukes of War series, de Erica Ridley e Marriage Mart Series, de Amanda Forester. A trilogia de Amanda já está completa, com capas lindas; já a série de Erica começou a ser lançada este ano. 




>Young-Adult: também teve um empate, sendo um nacional e outro inter.

Nacional >  série Herdeiros do Trono, de Elysanna Louzada (Autora indie. Como assim??? Cadê as editoras que ainda não descobriram essa autora???)

Internacional > Os Garotos Corvos, de Maggie Stiefvater (Verus)

>New Adult: Série Slater Brothers, de L. A. Casey. Amei, amei!! Traz uns temas polêmicos, interação familiar, cenas bem hot!


>Bizarro: esta categoria eu comecei meio que na brincadeira, porque lá fora tem uns livros que...pelamor!!! É gente transando com dragão, com pé-grande, com pterodátilo... Sei lá como isso funciona. Entre risadas e caras de espanto, no fim do ano acabei lendo uma série de uma autora bem famosa que me surpreendeu:

Cyborg Seduction, de Laurann Dohner. Isso mesmo. Cyborgs criados em material orgânico com pele cinza mas com tudo em cima (e quando digo em cima é em cima mesmo!!!)

>Vampiro do Ano: Ahhhh simmmm!! Eu tenho essa categoria. Porque passa ano, os vampiros continuam na moda. E este ano - apesar da série em que ele faz parte ter sido lançada em 2009 -, por conta do filme - que nem fez tanto sucesso assim -, Dimitri Belikov povoou as fantasias da mulherada (Academia de Vampiros, de Richelle Mead (editora Agir).




>Série Erótica: Juro que tentei fugir dessa categoria porque sinceramente, ficar de calcinha molhada o tempo todo já deu no saco! (desculpe o trocadilho). Mas como fugir disso é quase impossível, vamos lá.

Weremindful series, de Castalia Cabot. O velho enredo do homem que vira lobo. Mas admito, HOT-ÃO!!

>História Fofa: O Pessegueiro, de Sarah Addison Adler (Editora Planeta). Os livros dela sempre são fofos com um quê de magia.






>Drama: Perfectly Damaged, de E. L. Montes. A personagem sofre de uma doença rara. Stand alone, sem cliffhanger e com um romance lindo.






>Não ficção: Maestria, de Robert Greene (Sextante).

>Parceria NetGalley: Dead Beautiful, de Ivonne Woon. Taí um young-adult fantasia ótimo para vir para o Brasil.

>Livro com tema forte: Outro empate, nacional e inter.

Nacional: Lucy Kincaid series ou Love me to Death, de Allison Brennan (UDL). Até o momento a editora só lançou os 2 primeiros. Estou em cólica pra saber a continuação, até porque no final do 2 tem o trecho do 3, e o que acontece...UAU!!! Tema: sequestro e estupro. Protagonista sofreu esse mal e acaba se candidatando a trabalhar no FBI para ajudar a capturar esse tipo de bandido.


Internacional: Twist me series, de Anna Zaires. Tema: sequestro, estupro, tráfico de armas.




>Nacional: Outro empate. Os dois fazem parte de séries.

Aluga-se um Noivo, de Clara de Assis (autora indie). Depois de fazer o maior sucesso no Nyah, a autora finalmente lançou o livro impresso. Se você estiver precisando rir, este é seu livro, com um romance cheio de "pegadas".

Encontrada, de Carina Rissi (Verus). Amadorei o final dado à história. Mas... teremos continuação já para a Bienal do RJ em 2015.

>Livro Mais Esperado: Normalmente eu escolheria o próximo da série Adaga Negra. O livro do Rei era esperado, mas o escolhido era muito mais. Por anos eu esperei a continuação do romance de Dimitri e Skyler, da série os Cárpatos. Eles se conheceram quando ela ainda era jovem demais para ser reclamada. Agora ela atingiu a maioridade e sai para salvá-lo - Dark Wolf, de Christine Feehan.



>Melhor Lançamento: Quando Eu Olhar Pra Você, de Lucy Vargas (autora indie). Uma série que surpreendeu pelo tema, pelo casal (forte) e pelo mistério a ser solucionado no livro #2, com lançamento para janeiro/2015. E se tiver ainda alguma dúvida, dê uma olhada no booktrailer >> book trailer



>Surpreendeu: A Better Man, de Jaime Reese. Romance contemporâneo M/M. Autora novata, mas ficarei de olho em seus lançamentos.







>Mais Engraçado: Aqui tive que escolher de 3 séries diferentes. Risada alta garantida. OBS: cuidado ao lê-los em locais públicos. Sério risco de chamarem a ambulância do pinel pra te internarem.

Noiva Irresistível, de Christina Lauren (UDL)

Atraído e Domado, de Emma Chase (UDL)

To Catch a Spinter, de Megan Bryce.

>Melhor trilogia: Este foi o primeiro livro com tema de lutador de MMA que li e, apesar de ter lido outros dos quais gostei muito, Remy continua sendo o meu preferido. Além do personagem ultra-sexy, a autora traz um tema pouco explorado: pessoas que sofrem de bipolaridade. Relido várias vezes ao longo do ano.

Série Real, de Katy Evans (Novo Século).



>Série Familiar: Durante o ano as 3 que mais se destacaram nesse quesito ainda foram Lisa Kleypas (Os Hathaways), Julia Quinn (Os Bridgertons) - ambas da editora Arqueiro - e Bella Andre (Os Sullivans) Editora Novo Conceito.

>Livro mais lido: Gente, perdi as contas de quantas vezes o li. Sério mesmo, caso de internação crônica. Personagem TDB.

Tentação ao Pôr-do-Sol, de Lisa Kleypas (Ed. Arqueiro)










>Melhor capa: Normalmente eu escolho capas de romances de época porque adoro todas aquelas cores, aquelas roupas e mocinhos com suas camisas puxadas pra baixo. Mas este ano, tão envolvida com revisão de livros, comecei a prestar mais atenção na história que cada capa conta e como isso é importante. Por isso, escolhi umas capas bem diferentes do usual, mas, pra quem leu cada livro, vai entender bem o quanto a capa foi importante.

Phenomenal X, de Michelle A. Valentine



Entre o Amor e o Silêncio, de Babi A. Sette (Novo Século)



Clube 13 Accord, de Barbara Biazioli (autora indie)



Quando Eu te Beijar, de Lucy Vargas (autora indie)



>Namorado do Ano: Tem sempre aquele personagem que toca mais fundo. Este ano, por razões óbvias, foi Harry Rutledge, personagem de Tentação ao Pôr-do-Sol, de Lisa Kleypas.

"- Ela teria sido sua, se realmente a quisesse - continuou Harry, os lábios distendidos num sorriso gelado. - Mas eu a quis mais." (pag. 112)

Ahhhhh que lindoooo!! Aff...vou acabar parando de postar e lendo pela milionésima vez!!!

>Livro do Ano: Este eu li logo no início do ano e confesso: nunca chorei tanto na minha vida!!! E o livro não é triste, é lindoooooooooo. O casal é perfeito. O romance vai desde o início, quando eles se conhecem, até eles ficarem velhinhos. Chorei tanto que nem enxergava mais as letras...

Always, de Kindle Alexander.



E este foi meu ranking. Muitas ótimas surpresas, muita leitura que decepcionou, muito autor indie com enorme qualidade esperando que uma grande editora o encontre, e muito autor em editora grande que não mereceu um centavo que paguei.

E que 2015 traga mais livros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário