segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Maratona Romances Históricos: Erica Ridley - The Captain's Bluestocking Mistress (Dukes of War #3)




Ficha técnica: The Captain's Bluestocking Mistress
Autora: Erica Ridley
Editora Intrepid Reads
Lançamento original: 02/março/2015
Lançamento BR: ainda não
250 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Romance histórico

Protagonistas: Capitão Xavier Grey e Lady Jane Downing
Local/Ano: Londres; Chelmsford (Inglaterra)/ 1816

"O corpo do Capitão Xavier Grey está de volta entre o Beau Monde, mas sua mente não consegue se libertar dos horrores da guerra. Seus amigos tentam ajudá-lo a encontrar a paz. Ele sabe que não merece isso. Assim como ele não merece as atenções da erudita e sensual dama que pretende seduzi-lo para sua cama ...

A solteirona Jane Downing quer sair da prateleira direto para os braços de um homem de sangue quente. Especificamente, o sombrio e perigoso Capitão Grey. Ela pode não ser destinada a ser sua esposa, mas nada vai impedi-la de ser sua amante. Ela poderia citar os  clássicos gregos desde os quatro anos de idade; quão difícil pode ser aprender a linguagem do amor?"

(English review scroll down)


PRÉ-LANÇAMENTO

Temporada vai, temporada vem, e Jane Downing continua sendo confundida com a decoração da parede. Ninguém a vê, ninguém a nota. Apenas por duas vezes, desde que debutou nos salões, e agora já conta com 24 anos, ela foi chamada a dançar. E uma delas foi seu irmão Isaac, isso, então, não conta.

Jane é uma erudita. Na verdade, em sua família, a erudição é algo normal como comer e respirar. Em família, seus pais, ela e o irmão brincavam de competir quem sabia mais sobre determinado assunto. E ao crescer, mesmo não mostrando todo esse conhecimento para os possíveis pretendentes, para não assustá-los, ela continuava invisível.

Depois de tanto ler, ela decidiu que poderia não ser talhada para o matrimônio, mas, pelo menos, queria conhecer os prazeres da carne; tudo aquilo que ela já havia lido nos livros mais eróticos. 
Ela escolheu um alvo. Um homem forte, viril, que havia ido à guerra e voltado como herói. Ele não tinha riqueza ou título, mas, de novo, ela não estava atrás de um marido. Ela queria ser uma amante. Mesmo que por um curto período de tempo. E por isso ela iria lutar.

Capitão Xavier Grey fazia parte do grupo denominado Dukes of War (Duques da Guerra). Infelizmente nem todo o grupo retornou. Bartholomew perdeu o irmão, Edmund, e uma perna; Oliver voltara um pouco melhor e agora encontrava-se casado com a americana Grace LIVRO #1. Xavier voltou inteiro, mas sua cabeça estava transtornada. Por um longo tempo ele ficou em estado catatônico, buscando fugir de algo, das atrocidades que havia presenciado - e feito! -, sabendo que as pessoas o consideravam um herói quando, no fundo, ele se considerava um carrasco.

Como último ato social, antes de se refugiar em seu chalé em Chelmsford, ele foi ao teatro, a convite do amigo Oliver, o conde de Carlisle.Chegou um pouco atrasado e sentou ao lado de Lady Downing. Trocaram poucas palavras e, depois de poucos dias, partiu.

Qual foi sua surpresa quando esta lady em questão apareceu em seu chalé sem uma dama de companhia, com um gato endiabrado numa cesta, e se oferecendo para ser sua amante!

Grey não poderia aceitar a oferta por duas questões muito simples: primeiro, ele era um homem honrado e não iria desonrar uma virgem. Por mais que ela lhe dissesse que ninguém reparava nela, que era invisível, ele não conseguia acreditar. Ela era bonita, bem humorada, inteligente... Como em sã consciência qualquer outro homem iria ignorar a existência dela?
Segundo, porque ele podia ver que, assim como a maioria, Jane estava romantizando o seu ato de heroísmo. A guerra muda as pessoas, mas o que Grey havia feito lá era muito pior do que qualquer um pudesse imaginar. Nem mesmo aos seus amigos ele havia contado o que fizera. Como ele poderia se unir, mesmo que por algumas poucas noites, com alguém tão puro como Jane?

Ela deveria ir embora na manhã seguinte, mas uma nevasca a prendeu no chalé... e deu-lhe esperanças de derrubar a convicção dele.

Fizeram refeições juntos, ela leu para os dois (por sinal, um livro erótico, que o deixou à beira de uma apoplexia), jogaram cartas e um jogo de perguntas, no qual mais do que perguntas fúteis, eles expuseram suas almas... E o maldito gato sempre aparecia para atrapalhar.

o livro lido por Jane


Egui era o gato do irmão de Jane. Quando seu irmão dissera que precisaria se ausentar por alguns dias a negócios, ela encontrou a oportunidade perfeita para aparecer no chalé do capitão. Mas alguém teria de tomar conta do gato. Acontece que ninguém queria. O gato era uma verdadeira peste, sendo calmo e obediente na presença de Isaac, mas um diabo encarnado em suas costas. Ele destruía roupas, arranhava as pessoas e se escondia. Jane não teve outro jeito a não ser levá-lo com ela.

Mas o gato que sempre atrapalhava, acabou por ajudar. Numa noite, depois de arranhar Grey, Jane foi cuidar do ferimento passando uma pomada, e a explosão da atração de ambos se deu, e Jane conseguiu a sua noite de amor. Na manhã seguinte, com a chegada de seus empregados, Grey permitiu - na verdade, insistiu! - que ela partisse.

Jane percebeu que apesar de ter dito que não procurava por um marido, com todos aqueles dias que passaram juntos, trocando confidências, algo mais havia acontecido entre eles, e ele poderia mudar de ideia quanto a ela. Mas ele estava irredutível. E mesmo entendendo que ele tivera motivos para fazer o que fez durante a guerra, ele não queria ouvi-la.
Decepcionada com tamanha teimosia dele, ela parte. Ela conseguira o que queria e agora, ele teria de viver numa casa repleta de lembranças de Jane...



Um protagonista alquebrado pela guerra. Sim, sabemos que soldados voltam dessa experiência com traumas, tendo pesadelos e sentindo-se indignos de receberem a alcunha de heróis. Mas no caso de Xavier Grey havia um motivo a mais para ele se sentir assim.

Já Jane é uma protagonista diferente. Ela não só vai atrás do seu sonho, mas ela também mostra-se culta além da conta, em relação às mulheres de sua época.

Ambos com boa aparência, ele não conseguia se ver como um bom partido porque, além de seu posto de capitão e sua fama de herói, ele não tinha nada a oferecer. Ela tinha uma boa vida; seu irmão lhe dava uma mesada generosa, ela podia comprar as roupas e livros que quisesse, mas, por alguma razão, o seu jeito de ser não atraía os partidos para si. 
Nas festas ela passava totalmente desapercebida e depois de anos de bailes, sendo tratada da mesma forma, ela já havia entendido que sua situação não mudaria a menos que ela tomasse as rédeas de sua vida.

Na verdade, bem novinha, ela havia sido noiva de um cavalheiro de 35 anos,  mas como ela não se sentia preparada para o casamento, seu guardião havia permitido que alguns anos se passassem antes dela tomar o compromisso. O noivado foi desfeito e foi como se uma maldição tivesse caído sobre ela. A partir dali ela tornou-se invisível.

Grey era tudo que ela almejava, antes mesmo de ele ir à guerra. Agora, ela precisava convencê-lo de que seu plano não era de todo louco, os dois sairiam beneficiados.
A princípio, é claro, ele se recusara terminantemente. Mas depois, com a convivência, presos num chalé, ele caiu em tentação.

Mandada embora no dia seguinte à noite de amor,ela não conseguiu convencê-lo de que ele também era merecedor de uma segunda chance pós-guerra. Sem sucesso.
Agora, cada um teria de viver com as lembranças daqueles poucos dias juntos.
Ele viveria sozinho num chalé, fugindo do mundo.
Ela voltaria à vida de invisível, sendo salva pela amiga Grace e pelo irmão Isaac.

Até que numa noite de teatro...como tudo havia começado...

O livro é lindo, romântico, com trechos de suspense a cada vez que você acha que algo mais pode acontecer, aquele gato dos infernos aparece para atrapalhar.
O ritmo é muito bom; os personagens, alguns já apresentados em livros anteriores, são carismáticos.
Agora, é esperar a história de Bartholomew.

5 ESTRELAS!!



*ARC cedido pela autora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta.
**Gravura de Jon Paul Ferrara. www.jonpaulstudios.com

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)

Season comes, season goes, and Jane Downing remains single and invisible as the wall decor. Nobody sees her, nobody notices her. Only twice, since she debuted in the balls, and now she's 24, she was called to dance. And one of them was her brother Isaac, it then doesn't count.

Jane is a bluestocking. In fact, in her family, to be a bluestocking is normal as eating and breathing. Family, her parents and her brother were playing to compete who knew more about certain subject. And to grow, even not showing all her knowledge to potential suitors, not to scare them, she kept invisible.

After reading so much, she decided she could not be tailored to the marriage, but at least wanted to know the pleasures of making love; everything she had read in the most erotic books.
She chose a target. A strong man, manly, who had gone to war and returned as a hero. He had no wealth or title, but, again, she was not searching for a husband. She wanted to be a mistress. Even for a short period of time. And so she would fight.

Captain Xavier Grey was part of the group called Dukes of War. Unfortunately not all the group returned. Bartholomew lost his brother, Edmund, and a leg; Oliver returned a little better and now was married to an American, Grace. Xavier returned whole, but his head was upset. For a long time he was in a catatonic state, looking around for something, the atrocities he had witnessed - and done! - Knowing that people considered him a hero when, deep down, he considered himself an executioner.

As a last social act, before taking refuge in his cottage in Chelmsford, he went to the theater at the invitation of his friend Oliver, Earl of Carlisle. He arrived a little late and sat next to Lady Downing. They exchanged a few words and, after a few days he left.

What was his surprise when this lady in question appeared in his cottage without a chaperone with a mischievous cat in a basket, and offering to be his mistress!

Grey could not accept the offer for two very simple reasons: first, he was an honorable man and would not dishonor a virgin. As much as she told him that no one noticed her, that she was invisible, he could not believe it. She was beautiful, humorous, intelligent ... How in good conscience any other man would ignore her existence?
Second, because he could see that, like most, Jane was romanticizing his act of heroism. War changes people, but what Grey had done there was much worse than anyone could imagine. Not even to his friends he had told what he had done. How could he join, even for a few nights, with someone as pure as Jane?

She should leave the next morning, but a snowbound held them at the cottage ... and gave her hopes of overthrowing his belief.

Made meals together, she read for the two (by the way, an erotic book, which left him on the verge of a stroke), played cards and a set of game questions, in which more than futile questions, they exposed their souls ... And the damn cat always appeared to disrupt.


Egui was Jane's brother cat. When his brother said he would need to travel for a few days on business, she found the perfect opportunity to appear in Captain's cottage. But someone had to take care of the cat. It turns out that nobody wanted. The cat was a real plague, being calm and obedient in the presence of Isaac, but a red devil on his back. He destroyed clothing, scratching people and hide itself. Jane had no other way but to take it with her.

But the cat always fumbled, turned out to help her. One night, after scratching Grey, Jane was to help the wound passing salve, and the explosion of attraction of both happened, and Jane got her night of love. The next morning, with the arrival of his employees, Grey allowed - indeed, insisted! - she goes away.

Jane realized that although she said not looking for a husband, with all those days spent together, exchanging confidences, something else had happened between them, and he could change his mind about her. But he was adamant. And even realizing that he was justified in doing what he did during the war, he did not want to hear it.
Disappointed with such stubbornness, she leaves. She got what she wanted and now he would have to live in a house full of Jane's memories ...


A protagonist broken by war. Yes, we know that soldiers returning this experience with trauma, having nightmares and feeling unworthy to receive the nickname of heroes. But in  Xavier Grey's case there were more reasons for him to feel that way.

Jane is already a different female protagonist. She not only goes after her dream, but she also shows up educated beyond measure, compared to women of her time.

Both of them look beautiful, he could not be seen as a good match because in addition to his rank of captain and his hero's fame, he had nothing to offer as husband. She had a good life; her brother gave her a generous allowance, she could buy the clothes and books she wanted to, but, for some reason, she couldn't find a good match.
At parties she went completely unnoticed and after years of balls, being treated in the same way, she already understood that her situation wouldn't change unless she took the reins of her life.

In fact, very young, she had been engaged to a gentleman of 35 years, but as she did not feel ready for marriage, her guardian had allowed a few years had passed before she took the commitment. The engagement was broken and it was like a curse had fallen on her. From there she became invisible.

Grey was all she craved, even before he went to war. Now, she had to convince him that her plan was not crazy all, both could benefit.
At first, of course, he refused flatly. But later, with the days going by, trapped in a cottage, he fell into temptation.

Sent away the day after the night they made love, she could not convince him that he was also deserving of a second chance after the war. No success at all.
Now, each one would have to live with the memories of those few days together.
He would live alone in a cottage, fleeing the world.
She would return to invisible life, being saved by her friend Grace and Isaac.

Until one night at theater ... the way all began...

The book is beautiful, romantic, suspense every time you think that something else can happen and that cat from hell appears to disrupt.
The pace is very good; the characters, some already presented in previous books, are charismatic.
Now, I have to expect Bartholomew' story.
5 STARS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário