sexta-feira, 27 de março de 2015

Maratona Editoras: Verus - Erin McCarthy - TRUE (True Believers #1)


Ficha técnica: TRUE
Autora: Erin McCarthy
Editora Verus
Lançamento original: 2013
Lançamento BR: 2015
260 páginas
Gênero: Romance contemporâneo; Chick lit; New-adult
POV: primeira pessoa - Rory Macintosh

Protagonistas: Rory Macintosh e Tyler Mann
Local/Ano: Cincinnati; Naples, Florida/atual

"Quando as colegas de quarto de Rory descobrem que a tímida e estudiosa garota nunca passou uma noite com um homem, decidem que vão ajudá-la a perder a virgindade contratando o confiante e tatuado Tyler para fazer o serviço, porém sem o conhecimento dela. Tyler sabe que não é bom o bastante para Rory. Ela é brilhante, enquanto ele está lutando para se formar na faculdade e conseguir um emprego, para, então, poder tirar seus irmãos mais novos da mãe drogada. Mas ele acaba aceitando a proposta, pelo menos como uma oportunidade de conhecer Rory melhor. Há algo nela que o intriga e o faz querer ficar por perto — mesmo sabendo que não deveria.

Divididos entre o bom senso e o desejo, os dois se veem envolvidos em uma relação apaixonada. Mas, quando a família desajustada de Tyler ameaça destruir seu futuro — assim como o dela —, Rory precisa decidir se vai cortar os laços com o perigoso mundo do namorado ou se vai seguir seu coração, não importa o preço a pagar."
**Para os fãs de Abbi Glines, Katie McGarry e Tammara Webber**

Se você é fã de qualquer uma das autoras acima mencionadas, então você vai gostar de TRUE.
Uma história que traz personagens que vivem problemas reais, os quais nem tudo é cor de rosa com unicórnios em gravatas borboletas.

Rory é aquela menina nerd, que gosta de estudar e tem um sonho para o futuro bem definido: ser médica forense. Ela não é a mais bonita entre as amigas, mesmo não sendo a mais feia de óculos desajeitada, mas no fundo ela se sente assim.
Suas amigas de quarto, Kylie e Jessica, são lindas, descoladas e...super legais com ela. De verdade. E exatamente por isso acham que Rory precisa de um empurrãozinho em sua autoestima para passar a se sociabilizar mais. Para isso elas descolam o gato do Tyler, um tatuado boa praça e pegador, e não burro (ahaaaa!!) para tirar a virgindade dela. Tudo por 100 dólares.

No início Rory fica desconfiada dessa aproximação dele. Caras como ele sequer olham duas vezes para o lado onde garotas como ela estão. Mas eles acabam encontrando algo em comum: dificuldade em determinadas matérias. Ela não se dava bem com literatura. Interpretação de texto então, era um parto! E ele não se dava bem em cálculo. Juntaram as tutorias e passaram a se ver mais vezes, além dos amigos em comum, é claro.
O que Kylie e Jessica nem desconfiavam era que Tyler já estava de olho em Rory, mas ela era muita areia para o caminhão dele, por um motivo muito simples: a família de Tyler era o inferno na terra.
Na verdade a culpa era da mãe dele. O pai estava na cadeia... pela segunda vez, e a mãe, depois de quase ter sido assassinada pelo marido, ficou viciada em remédios para dor, e depois desses, pular para drogas mais pesadas seria um pulo.
Mas a questão é que Tyler tinha mais 3 irmãos. O mais velho, Ryler, 25 anos, preferiu sair de casa antes que matasse a mãe (literalmente), então, Tyler ficou para aguentar a barra pelos irmãos mais novos, Jayden (apelidado de U) e Easton.

Enquanto isso, a vida de Rory, mesmo não sendo perfeita, parecia ser um pouquinho mais "normal" que a dele, por isso ele achava que não a merecia. Mas toda aquela convivência fez com que passassem a gostar um do outro, e o ficar acabou virando namoro. E isso fez com que Rory conhecesse o que Tyler escondia de todos, a mãe.
E como o namoro ficou sério, Rory leva Tyler e os irmãos menores para passarem o Dia de Ação de Graças na casa do pai dela. Desconfianças à parte, afinal, era o primeiro namorado que Rory apresentava, tudo poderia ir bem, até que algo acontece após esse dia. E o relacionamento vai para o buraco...
Ela, por causa da pressão do pai em não querer ver sua única filha envolvida com um cara daquele tipo; ele, porque não tinha o que lhe oferecer.
Teriam alguma chance de fazer isso dar certo?



O casal principal, ela com 20 e ele com 22, tem sérios problemas a resolver, e, por incrível que pareça, nenhum desses problemas era pessoal, mas sempre vindo de outrem.
A dinâmica familiar, mais por conta da mãe de Tyler, era uma barra pesada, sem dúvida, e qualquer pai agiria como o de Rory agiu.
Por outro lado, como leitores, conseguimos ver os dois lados da moeda e fica bem difícil ver um casal que tem tudo a ver acabar se separando.

O enredo não é tenso e tem vários momentos fofos. Ninguém é mocinho ou bandido somente. São seres humanos com problemas reais, mas, ao mesmo tempo, tem toda uma pegada romântica.
Pelo menos para mim, terminei a leitura me sentindo bem e com vontade de ler os livros seguintes.

Com a leitura você consegue entender por que o título não foi traduzido. Na verdade ele é um acrônimo das letras dos irmãos T (Tyler), R (Ryler), U (apelido de Jayden) e E (Easton).

Pois é, gente, é mais uma série. O lado positivo é que não tem cliffhanger, um livro para cada casal. E confesso que já fui fuçar por aí para saber de quem é a história do livro #2 e adorei saber que é de um casal que eu estava na torcida.
Abaixo as capas originais da série:


Agora é esperar a boa vontade da editora em publicar o restante da série.
5 ESTRELAS!!!

Sobre a autora


Goodreads  |  Website  |  Twitter  |  Facebook


Nenhum comentário:

Postar um comentário