segunda-feira, 23 de março de 2015

Nora Roberts - Bruxa da Noite (Primos O'Dwyer #1)



Ficha técnica: Bruxa da Noite (Dark Witch)
Autora: Nora Roberts
Editora Arqueiro
Lançamento original: 2013
Lançamento BR: março/2015
320 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Romance Contemporâneo; Sobrenatural; Chick Lit

Protagonistas: Quase todos os personagens: Sorcha e os filhos Brannaugh, Eamon e Teagan; Iona Sheehan; Branna e Connor O'Dwyer; Boyle McGrath; Finbar Burke
Local/Ano: Irlanda/1263; 2013

"Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda.

Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera.Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar.

Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote.

Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado.

Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor."

LANÇAMENTO

Sorcha é conhecida como a Bruxa da Noite.
Ao voltar de Imbolt, o Festival que dá início à Primavera, junto com seus 3 filhos Brannaugh, Eamon e Teagan, ela pressente que Cabhan, um bruxo tão poderoso quanto ela, a ronda. O objetivo dele é roubar-lhe os poderes, e sua luxúria por ela é palpável no ar.

Com seu companheiro longe, em batalha, Sorcha tenta de todas as formas preparar a si mesma e a seus filhos para um eventual ataque de seu inimigo. Quando ela vê que caiu numa armadilha através da viagem astral, quando seu companheiro é assassinado por Cabhan no meio de sua jornada de madrugada, ela envia seus filhos para longe, para o Castelo de Ashford, e sacrifica sua vida para matá-lo.
Mas antes, ela faz com que todo o seu poder não seja perdido pelo tempo, e assim, ela subdivide-o entre os 3 filhos e seus descendentes. Três é magia forte.

Os anos passam e os descendentes vão recebendo o amuleto preparado por Sorcha, cada um contendo o seu animal protetor (um cão, um falcão e um cavalo), até que os verdadeiros donos se encontrassem no mesmo tempo e espaço e a magia seria unificada.

Em 2013 isso acontece através dos primos Iona e os irmãos Branna e Connor.

Iona é americana e só conhece sobre suas raízes graças às histórias contadas por sua avó materna. Finalmente ela decidiu deixar de ser tão cautelosa, desfez-se de tudo que podia e viajou à Irlanda para conhecer toda a verdade.
Ela hospeda-se no Castelo de Ashford, agora um hotel, e logo a seguir procura pela Bruxa da Noite, sua prima Branna.
Assim que chega à floresta onde fica a casa da prima, Iona já começa a sentir a força do poder sobrenatural. Névoas, um cão enorme que se aproxima e a guia até a casa, um falcão que sobrevoa como quem vigia a aproximação de qualquer estranho...
Mais tarde ela encontra as outras peças do quebra-cabeça: seu primo Connor, que forma com elas a trilogia da força de Sorcha, mas também seus amigos não bruxos, Boyle e Meara.
O que espantou Iona foi saber que um descendente de Cabhan fazia parte do círculo de amizades deles. Fin, como era conhecido, era sócio de Boyle no estábulo e falcoaria, e apesar de também ter a parte bruxa forte em si, ele não compactuava com seu ascendente contra os O'Dwyer.

Logo Iona descobre que sua parte nessa trama, apesar de ter um poder adormecido, é forte. Sendo descendente de Teagan, ela tinha os cavalos como seu animal protetor, e isso justificava ser tão boa com esses animais e amazona desde muito nova. Um novo cavalo é acrescido à coleção do estábulo e Alastar, o belo garanhão, mostra-se ser mais do que um simples reprodutor, esse era o mesmo nome do cavalo de Teagan.

Junte a isso o fato de Boyle sentir-se estranhamente atraído por ela, quase sem querer, e com isso, ao mesmo tempo em que se pegam aos beijos e afagos tão calientes, ele pensa que talvez ela lhe tenha jogado uma poção do amor.

Os 3 descendentes da forte bruxa, mais seus 3 amigos, terão de unir forças e sentimentos para lutarem contra um bruxo que não foi totalmente destruído por Sorcha, apesar de seu sacrifício. E agora, ele parece frágil fisicamente, mas seu poder mental está cada vez mais forte, e seu ataque a Iona, como elo mais fraco, pode destruir tudo o que foi mantido por tantos séculos.

Nora Roberts retorna às suas origens irlandesas e lança essa trilogia carregada na magia.
Antes de tudo, o local é sempre mais um personagem...



A Irlanda é um país com belíssimas paisagens e carregado em lendas míticas.
A história se dá principalmente no Condado de Mayo e em Galway. O Castelo citado como hotel é real...



Os personagens principais, os primos, têm ciência de seus poderes desde o início; e mesmo Iona tendo sido criada nos Estados Unidos e com pais tão pouco credos das histórias, ela desenvolveu algo ao longo dos anos e teve a avó para manter a chama acesa.

Nora tem o costume de começar seus livros com alguma passagem no passado e trazer seus descendentes à ação. Aqui não foi diferente. Começamos em 1263 e pulamos para o século 21.

Cada livro traz a história focada em um dos pilares da trindade do poder, mas todos os personagens aparecerão nos 3 livros porque a magia é forte quando eles trabalham em uníssono.
Desta vez foi Teagan/Iona que recebeu destaque.
Logicamente o derradeiro fim, com a batalha final e a derrota do grande inimigo só se dará no livro #3. Mas até lá vamos conhecendo a expansão do poder de cada um e seus respectivos romances desabrochando.

Adorei a questão dos animais fazerem parte da magia.
O ritmo é bom, sem ser cansativo.
Os personagens seguram bem a trama.
História direcionada principalmente para aqueles que gostam de mitologia.
Não gostei de como a batalha no final do livro foi direcionada; parece que faltou algo para tornar a cena mais interessante; ficou insípida. Ainda assim é um livro que te move a querer ler os seguintes.

4,5 estrelas.

Há outras trilogias da autora resenhadas. Para isso, basta digitar o nome da autora na área de pesquisa. 
Ainda acho que os livros mais antigos da autora (década de 90 para trás) são melhores.

*Livro cedido pela editora, através de parceria, em troca de uma resenha de opinião honesta

Um comentário:

  1. Nossa que fantástico, adorei tudo nesse livro, a mãe, os filhos, a bruxaria e a fantasia.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir