segunda-feira, 6 de abril de 2015

Christina Lee - There You Stand (Between Breaths #5)

(English review scroll down)





Ficha técnica: There You Stand
Autora: Christina Lee
Editora Penguin/Intermix
Lançamento original: 21/Abril/2015 - PRÉ-LANÇAMENTO
Lançamento BR: ainda não
250 páginas
POV: primeira pessoa - Cory
Gênero: Romance contemporâneo; Romance homoafetivo

Protagonistas: Cory Easton; Jude York
Local/Ano: USA/atual

"O tatuador Cory Easton trabalha há tempo suficiente no Raw Ink para saber, só de olhar para a cara, o que revela sua arte corporal, o que o impulsiona, ainda, o que o assusta. Até que ele encontra o calado e solitário Jude York, tão ilegível, quanto inalcançável, e tão diferente de qualquer outra pessoa ao ponto de despertar a curiosidade de Cory.

Cativante e complexo como suas tatuagens, Jude é um mistério e Cory deixou-se enredar rapidamente sob seu feitiço. Contra seu melhor julgamento para manter-se afastado.

Os rumores do passado de Jude lhe precedem - sussurros de prisão e um segredo inominável que o mantém nas sombras protetoras de um moto clube local. Quando Cory investiga mais a fundo, ele se pergunta o quanto ele realmente quer saber, especialmente desde que Jude despertou algo dentro dele que foi enterrado por muito tempo e tem-lhe feito sentir-se completamente vivo, pela primeira vez..."


PRÉ-LANÇAMENTO


Um tatuador e um skatista ligado a um clube de moto. Até onde isso pode dar certo?
Melhor dizendo, teria como dar errado?
Sim, se esse encontro acontecer num momento em que um dos dois encontra-se resolvendo questões que podem fugir um pouco do controle, envolvendo os Federais, traficantes e um clube de moto com membros querendo uma certa revanche.

Cory trabalhava no Raw Ink, um conceituado estúdio de tatuagem. Vários de seus colegas de trabalho encontravam-se na fase "amar é tão bom" (livros anteriores da série), e apesar de ele estar super feliz por eles, isso o fazia lembrar que sua vida amorosa estava um tédio.
As pessoas sabiam que ele era gay, este não era o problema. Ele simplesmente não conseguia encontrar O cara, em especial depois que o último se mandou para outra cidade por conta de um trabalho novo, e ainda largou o cachorro para trás. Agora, Cory estava tendo de cuidar de 2 cães - o seu e o do ex - e Chopper não era propriamente um cachorro dado à obediência.

Seus passeios no parque para levar os cachorros acabaram lhe rendendo um colírio a observar: Jude York.
Jude era relativamente novo na cidade, praticava skate na pista do parque e ja havia notado que Cory o notava, e por conta daquele cachorro endiabrado - que como um mistério para Cory, Jude tinha total controle - eles acabaram se esbarrando mais de uma vez.

Sentir atração por que o cara é gatinho? Acontece. Mas a vida de Jude estava um pouquinho enrolada já há algum tempo.
Cory começou a interagir mais com Jude quando este procurou o estúdio para fazer uma nova tatuagem. Com Cory. Uma árvore sem folhas para cobrir suas cicatrizes nas costas.
A partir dali Cory começa a descobrir os segredos de Jude.
Não que fosse fácil; Jude era calado demais, mas o fato de Cory não o ser fazia com que Jude se sentisse acarinhado.

No fundo, ambos, com seus jeitos tão díspares, escondiam cicatrizes internas.
Jude vinha de uma vida de abusos de seu padrasto. Perdeu a irmã para uma doença degenerativa e quando ele e a mãe se mudaram de Yorkshire para Londres, ela conheceu um empresário americano que se encantou por ela. Um pouco depois que ficaram juntos, ela descobriu que ele não empresariava nada legal, e a vida dela e de Jude virou um inferno.
Ao fugir de casa aos 18 anos, Jude acaba também perdendo sua mãe e, desde então, ele fugia do padrasto e seu submundo sujo. Por isso ele era solitário e calado.

Cory teve uma vida um pouco mais normal, apesar de também perder parentes. Sua mãe morreu de câncer quando ele tinha 10 anos, e foi morar com os avós. Aos 15 ele perdeu o avô de ataque do coração. Agora ele tinha apenas sua avó e cuidava dela com tanto carinho...
Logo cedo Cory revelou-se gay e teve o apoio de sua avó. A questão era como ter um relacionamento quando outros não tinham a mesma convicção que ele.
Ele sofreu ao perder um namorado num acidente de moto; o outro estava embriagado e sem capacete. E há pouco tempo, mais uma vez, o parceiro simplesmente evadiu de sua vida sem dar explicações. O silêncio para ele é insuportável e por isso ele era falante.

Com o trabalho da tatuagem durante várias sessões, eles puderam se aproximar mais e na amizade, seguida pela atração, eles acabaram mostrando-se ser o equilíbrio perfeito numa vida de perdas, medo, com uma ponta de esperança...




Este livro é o quinto de uma série. Cada um deles traz um casal diferente, portanto, nenhum problema em lê-los fora da ordem  (Ufa pro meu TOC...)
E antes que você pense que todos eles são de casais homossexuais, já digo que não. Ou seja, a autora incluiu este casal aqui como qualquer outro. Duas pessoas que se amam. Ponto. E ponto para ela!!

O enredo tem um quê de mistério. A princípio você não acha que o assunto que circunda a vida de Jude é tão sério, a ponto de ele estar há alguns anos vivendo de cidade em cidade, sem paradeiro fixo. Sua vida tornou-se solitária, sem ter em quem confiar.
Quando ele finalmente fica tempo suficiente nesta cidade, protegido sob o clube de moto - do qual ele na verdade não é filiado -, dá tempo de prestar atenção nos à sua volta e é quando ele e Cory se esbarram.

Em relação a outros romances homoafetivos que li, este é bem mais romântico do que hot. A história foca na busca dos dois em encontrar um porto seguro.
Há momentos absolutamente mágicos, a descoberta de que a felicidade pode estar ao alcance e, no final, toda a reviravolta com rapto, vingança e ajuste de contas.
Teria Jude a possibilidade de se livrar de seu passado violento?


O ritmo da história flui super bem.
O enredo é interessante, com sua pitada de suspense.
Os personagens têm um lado psicológico interessante, mesmo que a história seja contada sob um ponto de vista somente.
Taí uma autora para se acompanhar de perto.

5 ESTRELAS!!!

Sobre a autora




*ARC cedido pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)

Synopsis>> Tattoo artist Cory Easton has worked long enough at Raw Ink to know, just by looking at a dude, what his body art reveals, what makes him tick, what even makes him scared. Until he meets the quiet and remote Jude York—so unreadable, so unreachable, and so unlike anyone else, he can’t help but arouse Cory’s curiosity.

As captivating and complex as his ink, Jude is a mystery—and Cory’s falling fast and hard under his spell. Against his better judgment to steer clear.

The rumors of Jude’s past overshadow him—whispers of prison and an unmentionable secret that’s kept him in the protective shadows of a local motorcycle club. As Cory probes deeper, he wonders how much he really wants to know. Especially since Jude has awakened something inside him that has been buried too long—and has him feeling completely alive for the first time in forever… 


Review >> Corey worked on Raw Ink, a reputable tattoo studio. Several of his co-workers were in phase "love is so good" (previous books in the series), and although he was very happy for them, it reminded him that his love life was boring.
People knew he was gay, this was not the problem. He just could not find his Mr. Right, especially after the last one have left to another city because of a new job, and even dropped the dog behind. Now, Cory was having to take care of 2 dogs - his and ex's - and Chopper was not really a dog given to obedience.
His walks in the park to take the dogs eventually earning him a sight to observe: Jude York.

Jude was new in town, practicing skateboard  and had already noticed that Cory noticed him, and on his behalf mischievous dog - that as a mystery to Cory, Jude had total control - they ended up bumping more than once.
Be attracted to that gorgeous guy? It happens. But Jude's life was a little wound for some time.
Cory began to interact more with Jude when he came to the studio to make a new tattoo. With Cory. A tree without leaves to cover scars on his back.
From there Cory begins to discover Jude's secrets.
Not that it was easy; Jude was too quiet, but the fact Cory was not, it made Jude feel cherished.
Basically, both with their disparate ways, hiding internal scars.

Jude came from a life of abuse of his stepfather. He lose his sister to a degenerative disease and when he and his mother moved from Yorkshire to London, she met an American businessman who was enchanted by her. Shortly after they were together, she found out that he did not work on legal things, and her and Jude's life became a hell.
To run away from home at 18, Jude also ends up losing his mother and since then he fled the stepfather and his dirty underworld. So he was lonely and silent.

Cory had a life a little more normal, although also lost his parents. His mother died of cancer when he was 10, and he went to live with his grandparents. At 15 he lost his grandfather to a heart attack. Now he had only his grandmother and took care of her so lovingly ...
Early Cory came out and had the support of his grandmother. The question was how to have a relationship when others had not his same conviction.
He suffered to lose a boyfriend in a motorcycle accident; the other was drunk and without a helmet. And recently, once again, the partner simply bolted his life without explanation. The silence is unbearable for him and so he talks a lot.

With the work of tattoo for several sessions, they could get closer, starting with friendship, then the attraction, they ended up proving to be the perfect balance in a life of loss, fear, with a glimmer of hope...


The plot has a touch of mystery. At first you do not think the issue surrounding Jude's life is so serious, to the point that he lives for few time  in different cities, no fixed whereabouts. His life became lonely, without having to rely on.
When he finally gets enough time in this city, protected under the motorcycle club - which he actually is not affiliated - he has time to pay attention around him and that's when he and Cory bump.

For other homosexual novels I read, this is much more romantic than hot. The story focuses on the search of the two to find a safe haven, not on sex.
There is absolutely magical moments, the discovery that happiness can be accessible and in the end, the whole turnaround with kidnapping, revenge and settling of accounts.
Would Jude have the possibility to get rid of his violent past?


The pace of the story flows very well.
The plot is interesting, with its hint of suspense.
The characters have an interesting psychological side, even though the story is told from only one point of view.
5 STARS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário