terça-feira, 12 de maio de 2015

R L Mathewson - Tall, Dark & Lonely (Pyte/Sentinel #1)



Ficha técnica: Tall, Dark & Lonely
Autora: R L Mathewson
Editora self
Lançamento original: dezembro/2010
Lançamento BR: ainda não
332 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Chick Lit; Fantasia

Protagonistas: Ephraim William Howard Adlard e Madison Solomon
Local/ano: Lancashire, Inglaterra; Rascal, New Hampshire/1819; 2009

"Quando a mãe que os abandonou anos atrás, de repente aparece e leva-os a New Hampshire, Madison não tem escolha a não ser ir ou perder sua família. Empurrando seus sonhos cada vez mais para longe, ela tenta fazer uma vida para seus irmãos apenas para descobrir que nada está acontecendo da maneira que deveria. É tudo tão confuso. Sua irmã de quinze anos age como uma prostituta mirim. Homens agem de forma estranha ao seu redor. Seu chefe é um idiota real. Ela se sente como uma estranha. Seu melhor amigo acaba por ser um garoto de dezesseis anos e o cara incrivelmente bonito que aluga o quarto ao lado dela não só bagunça o banheiro, toma três banhos por dia, deixando-a com água fria, mas ele também tem um segredo. Um segredo que ela se torna um pouco obcecada em querer descobrir, não importa quantas vezes ela seja advertida para se manter longe.


Detetive Ephraim Williams aprendeu há muito tempo a não mostrar qualquer emoção ou permitir-se se apegar aos seres humanos. Qual foi o ponto? Eles iam e vinham e ele permanece. Desta vez não seria diferente ou foi o que ele pensou. Quando sua senhoria disse-lhe que seus netos estavam se mudando, ele não esperava muito, a não ser continuar ser deixado sozinho. O que ele não esperava era ter que lutar por sede de sangue toda vez que ele sentia o cheiro de sangue de sua vizinha deliciosa ou ser bombardeado com perguntas cada vez que era encurralado. Se isso não é ruim o suficiente, um Mestre de seu passado encontrou-o mais uma vez e está exigindo seu sangue e está disposto a fazer qualquer coisa para obtê-lo, mesmo usando a bela, irritante vizinha que o faz sentir mais do que dor pela primeira vez em séculos."


No séc 19 um jovem acorda e encontra-se perdido ao ver que estava acorrentado como um animal. Próximo a ele seu pai, o duque de Havenville, seus irmãos Henry e Marc, o Magistrado Nichols e uma serva, que insistia em acusá-lo de tê-la mordido.
Confuso, Ephraim tenta entender aquela situação e a única coisa que ele encontra é a repulsa de seu pai e acaba sendo levado pelo Magistrado para seu calabouço.
Lá, Ephraim permaneceu por 20 anos. Recebeu todo o tipo de punição e também tentativa de assassinato. Mas apesar da dor que lhe era impingida, ele se recuperava, não morria, não ficava doente.
No final dos 20 anos ele recebe a primeira visita de alguém de fora. Seu irmão Marc, agora detendo o título de seu pai, veio resgatá-lo, mas antes fez com que Ephraim se vingasse de seus captores.

Ephraim não era um homem comum. Sua mãe havia sido atacada nas redondezas de sua propriedade e ela o havia concebido. Até a adolescência ele tinha uma aparência de um garoto de 10 anos; foi quando caiu doente, inconsciente, e num prazo de um mês ele transformou-se num homem. Para os seus familiares ele era um monstro. Para o mundo sobrenatural Ephraim era um PYTE.

Séculos se passaram e agora, vivendo nos Estados Unidos, trabalhando como detetive, ele levava uma vida discreta. Quando o tempo começava a cobrar o fato de ele não envelhecer, ele se mudava e recomeçava sua vida em outro lugar.
Alugando o quarto de uma pensão em Rascal, ele tinha a vida tranquila que poderia ter, vivendo junto mas à margem da humanidade.
Quando alugou o quarto na pensão, ele sentiu-se bem naquele ambiente. Ao ter vizinhos incovenientes no quarto ao lado, tão logo esses saíram, ele passou a pagar o aluguel deste quarto também apenas para que permanecesse vazio e ninguém lhe incomodasse. Aquela parte da casa tinha uma saída própria, assim ele não precisava passar pela ala comum aos outros pensionistas.
Sua vida estava calma. Foi quanto a dona da pensão lhe pediu um favor, se poderia ceder aquele quarto para sua neta mais velha, já que ela precisava ajudar seus netos a se livrar daquela mãe deles irresponsável.
Ephraim atendeu ao pedido da senhora, e ali, ele teve a sua vida virada de cabeça para baixo.

Madison estava acostumada a tomar conta de seus irmão menores, Joshua e Jill.
Na verdade há um bom tempo era ela quem os criava. A mãe deles, Emma, era uma verdadeira vadia, que vivia de acordo com o homem atual com quem estava, abandonando os filhos várias vezes para viver suas aventuras, deixando toda responsabilidade nas costas da filha mais velha.
Ela achava que Madison lhe devia isso, já que aos 16 anos havia engravidado dela, e como não fez aborto e isso a atrapalhou de seguir carreira como topmodel, agora Madison tinha o seu quinhão a carregar. Um filho de cada pai.
Na última vez em que fez isso e voltou para casa, ela decidiu que era hora de pedir ajuda à sua mãe e fez com que todos se mudassem para Rascal.

A vida na pensão não seria o mar de rosas que Candy, como Emma gostava de ser chamada, pensava. Sua mãe, Eleonor, delimitou regras rígidas a todos. Candy teria que trabalhar para receber por hora e os netos menores estudariam e teriam hora de recolher. Para Madison, a neta responsável, ela conseguiu um trabalho como professora de História  na escola de Ensino Médio da cidade.

Madison finalmente teria um quarto só seu, mas teria de dividir o banheiro com um outro pensionista. Mas este quase não ficava em casa. Entretanto, pelo que ela pôde ver, o banheiro sim era muito usado por ele. Como até então ele não o dividia com ninguém, tinha roupa amontoada e a limpeza não era das melhores. Ela imediatamente limpou tudo.

O primeiro encontro de Ephraim com os netos de Eleonor se deu quando estavam no quintal, e mal ele chegou, Madison machucou o dedo mexendo no carro. O odor do sangue dela imediatamente entrou pelas narinas dele e ele pôde identificar várias informações a respeito dela, inclusive que ela era virgem e que o sangue dela era o mais doce que ele já havia sentido.
Agora seria um problema, ele dividindo um banheiro com ela... Como seria quando ela estivesse naquele período mensal?

O tempo vai passando; Candy continua aprontando das suas; Jill ainda dá um pouco de trabalho mas acaba mudando a atitude e Joshua se sente bem em seu novo lar. Em compensação, novos problemas surgem, como a avó de Madison ter um sério problema financeiro; Madison começar a sair com um cara que não é o que parece e Ephraim a estar evitando há semanas.
Nesse ínterim, Madison também começa a ajudar um aluno que está sempre em detenção, metido em problemas, mas ela consegue enxergar o além disso. Chris era muito inteligente, e mesmo com seu jeitão petulante, era um cavalheiro... e algo mais.

Apesar da distância que teima em manter, a cada dia Ephraim se encontra mais ligado a Madison. Ela descobre sua história, seus segredos e acaba sendo envolvida na vida misteriosa dele e fica em perigo. Ele também se sente arrebatado pelo histórico dela, vida que ele já conhecia quando Eleonor o mantinha informado de como seus netos viviam. Agora, totalmente apaixonado por ela, Ephraim terá de mantê-la longe do Mestre que teima em querer o sangue especial dele; salvá-la de sua mãe louca e dar um jeito de garantir que o futuro inesperado deles que desponta, não sofra as consequências da guerra que se aproxima...




 Entendendo o mundo criado pela autora, num primeiro momento você pensa que Ephraim é um vampiro, mas não é. Na verdade, os vampiros estão sempre à caça dele porque pensam que se ingerirem seu sangue, eles podem se tornar como ele, um PYTE.

Segundo a explicação da própria autora - e também criação dela:

"Uma abominação por nascimento, eles são temidos, odiados e desejados por todos. Pytes vivem em um mundo onde sua imortalidade, força, velocidade e capacidade de suportar o sol deve torná-los deuses na terra. Em vez disso, eles são forçados a viver com medo. Sua capacidade de criar um exército mais poderoso de vampiros  tem feito com que Mestres Vampiros de todo o mundo travem guerras para encontrá-los e Sentinelas, determinados a obtê-los.

Mesmo enquanto eles lutam pela sua liberdade, sabem que um dia eles terão que escolher um lado ..."

Ou seja, apesar de precisarem de sangue como alimento, eles podem viver à luz do dia e sua força é bem maior que a dos vampiros comuns.

Por outro lado ha os Sentinelas.
Estes são criados em número de 10 a cada 10 anos. Em seu nascimento suas posições são demarcadas. Não são humanos; são fortes, difíceis de matar e se curam rápido. Vivem muito tempo e só envelhecem quando param de lutar e se aposentam. Já nascem com suas almas gêmeas determinadas. Sabem que esta foi encontrada quando veem nela uma marca de nascença (uma lua crescente e uma cruz, que a princípio é vermelha mas que fica negra quando se encontram).

Ephraim é de uma raça rara e por isso mesmo teria que escolher um lado, Ele acaba por escolher em ser um Sentinela e , assim, não precisar mais se fingir humano e viver se escondendo.
Ao unir-se com Madison, ele inaugura um local de acesso a outros sentinelas, assim como um centro de treinamento aos novos.

A história é recheada de cenas engraçadas, ação, romance e muito segredo a ser desvendado.
O fato de ser fantasia dá a possibilidade de acontecer qualquer coisa, mas sempre com um pezinho no romance do casal principal.
Este primeiro traz a história de um Pyte, os outros já focam nos Sentinelas. Mas há vários personagens recorrentes, por isso é bom ler na ordem.

Para quem gosta do gênero, uma diversão garantida.

5 ESTRELAS!!!





Nenhum comentário:

Postar um comentário