sexta-feira, 21 de agosto de 2015

ESQUENTA BIENAL | Nichole Chase - De Repente (Série Royal #1)



Ficha técnica: De Repente (Suddenly Royal)
Autora: Nichole Chase
Editora Pandorga
Lançamento original: abril/2013
Lançamento BR: agosto/2015
452 páginas
POV: primeira pessoa - Sam
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; New adult

Protagonistas: Samantha Ellen Frances Rousseau e Alexander Patrick Fitzwilliam D'Lynsal.
Local/ano: Minnesota; Lilaria; NY/atual

"Samantha Rousseau é uma garota que está acostumada a sujar as mãos. Ela faz mestrado em biologia da vida selvagem enquanto ajuda a cuidar de seu pai doente. Logo, não tem tempo para fofocas de celebridades, roupas da moda ou férias em algum paraíso do Caribe.

Quando a duquesa do pequeno país da Lilaria a convida para jantar, Samantha pensa que é para discutir uma doação para sua pesquisa universitária. Mas a verdade mudará o curso de sua vida de uma maneira que ela nunca sonhou.

Alex D’Lynsal, príncipe da Lilaria, já rendeu muitas manchetes escandalosas à imprensa. Mas as últimas fotos divulgadas o levaram a fugir para a América e desistir de vez das mulheres. Isto é, até ele conhecer Samantha! Ela é teimosa, determinada e incrivelmente sexy. Sem mencionar que é herdeira de um Estado inteiro, o que a coloca constantemente na primeira página de qualquer jornal.

Enquanto Sam aprende a viver em um mundo de política e riqueza, ela também precisa se esquivar de seus sentimentos crescentes por Alex. Afinal, se entregar a eles significaria mais do que apenas se apaixonar; significaria aceitar o peso de uma nação sobre seus ombros."


Fãs de Meg Cabot, Marina Carvalho, Carina Rissi gostarão deste livro.

Dia difícil. Daqueles que você tem certeza que não deveria ter saído da cama. Assim começa a história de Samantha.
Estudante de Biologia da vida selvagem, com especialidade em rapinas, ela teve sérios problemas para chegar na universidade já que esta estava tomada por seguranças, policiais e repórteres. Tudo porque alguma figura ilustre, provavelmente fazendo uma baita doação para alguma ala da instituição, atraiu todo esse alarido. O jeito foi seguir para o Centro de Pesquisa de aves, local que ela presta serviço, sob a supervisão do renomado Dr Professor Geller.
Na saída do Centro, alguém vem abordá-la. Um homem engravatado, usando um daqueles comunicadores preso no ouvido, lhe entrega uma espécie de convite. Ninguém menos que a duquesa Rose Sverelle de Dollange, de Lilaria, queria encontrá-la num jantar.

Pensando se tratar de alguma reunião agendada pelo Dr. Geller, que estava viajando e provavelmente esqueceu de avisar a Samantha, para conseguir verbas para o Centro, Samantha aceita aparecer. Colocou sua melhor roupa (um pretinho básico nunca erra) e foi. Ao chegar no restaurante do hotel Parallel o primeiro problema: seu nome não constava na lista de convidados da duquesa. Barraquinho básico montado, mais ainda por depois ter visto quando a recepcionista tentava esconder com o braço o nome de Sam na lista (barrada provavelmente por acharem que estava mal vestida), finalmente ela se encontra frente a frente com a duquesa.

Porém, havia um bônus. O Príncipe Delícia (era assim que Jess, amiga de Sam, chamava o príncipe que estava de visita ao país).


Passado o primeiro susto (quem não tremeria na base ao ficar tão perto de um homem lindo daquele?), por fim a duquesa conta a que veio: Samantha vinha de uma linhagem nobre. Sua família, os Rousseau, eram provenientes de Lilaria.

Lilaria é um país europeu não muito grande, mas tremendamente próspero especialmente por deter boa parte de recursos de petróleo daquele continente. 
No início dos anos 1800, a família Malatar decidiu que era hora de haver uma mudança, mas não quiseram abrir uma guerra declarada. Como não tiveram apoio, começaram a ir atrás das outras famílias nobres; acidentes começaram a acontecer; houve acusações, mas sem provas tangíveis, nada pôde ser feito a princípio. Algumas famílias sentindo-se ameaçadas, abandonaram o país levando apenas o que pudessem carregar. Somente aí, o governo tomou medidas enérgicas punindo os culpados. Os Rousseau foram uns dos últimos a irem embora.
A rainha Felecia, na tentativa de trazer os descendentes dessas famílias de volta ao país, fez uma extensa pesquisa. No caso da família de Samantha, a pesquisa foi até a saída deles da costa da França seguindo em direção a América. 
À Samantha estava sendo oferecido as terras, o título - duquesa de Rousseau - e tudo o mais que correspondesse à família.



Peraí!!!
Samantha era uma jovem estudante, dividindo seu tempo entre os estudos, cuidar dos animais no Centro, dar algumas aulas de Ornitologia, cuidar do pai doente, e de repente se vê no meio de nobres querendo que não só aceitasse um título (que ela não sabia para quê servia já que os Estados Unidos proclamaram independência para se livrar daqueles nobres ingleses, não foi?), como ocupasse a cadeira que tinha por direito no Conselho da Rainha? Era muito para ela!!
E por que esse príncipe sentado a seu lado tinha que ser irritantemente lindo???

Usar seus estudos como desculpa para não ir não iria colar porque em Lilaria havia faculdades, inclusive com o enfoque que ela estudava, sendo que até mesmo o príncipe Alex era formado no mesmo curso que ela, com especialidade em aves.
Além disso, o país contava com um dos mais modernos centros de saúde do mundo, permitindo pesquisas em campos não aprovados nos Estados Unidos, em especial para câncer, doença que o padrasto dela sofria e da qual levava boa parte do dinheiro da família.

Pesando na balança, apesar do lado bizarro em ser uma nobre, havia muito mais benefícios do que malefícios na ida de Samantha; e ela acaba aceitando.



Aceitar, com objetivo de ajudar seu padrasto a se safar dessa doença, foi a parte fácil.
O difícil foi encarar toda a atenção que a mídia estava dando. E na Europa os paparazzi são muito mais agressivos.

Desde sua aceitação, a porta de sua casa foi invadida por redes de televisão; tudo que ela fazia ou onde quer que fosse tinha alguém querendo saber por que ela nunca disse ser uma nobre; os títulos mais escabrosos começaram a pipocar nas manchetes, mais ainda por ela ter sido vista na companhia de um dos solteirões mais cobiçados do momento. Ou seja, sua vida virou do avesso.

Roupas novas; viagem; encontro com a Rainha, Parlamento e outros nobres; presença em eventos; conhecer o seu ducado. Tudo isso foi amenizado pela presença e apoio de Alex. E logicamente o clima entre eles começa a mudar.
No fundo Sam não acredita que um príncipe possa se interessar por ela; e ela já tinha perdido muita coisa na vida - sua mãe, uma grande cientista, morrera num acidente de carro há 5 anos; teve que largar o local de estudos, mudar de país e deixar para trás seu pai, que estava em meio a uma quimioterapia e não poderia viajar de pronto - para ainda colocar o seu coração a perigo. Mas por que não, pelo menos, rolar uns beijinhos, tudo em segredo? E isso acabaria sendo satisfatório para Alex também, já que meses antes ele fora vítima de uma quase chantagem por parte de uma namorada, que tirara fotos íntimas deles sem o consentimento dele e o chantageara com elas para que se casassem. Alex não aceitou e as fotos caíram na rede. Desde então ele nunca mais foi visto com qualquer mulher, a não ser as da sua família em eventos oficiais. Samantha Rousseau era a novidade do momento e para ele não seria interessante namorá-la para depois descartá-la como fizera com tantas outras. Certo??? Afinal, como príncipe herdeiro do trono de Lilaria, ele precisaria se casar com uma nobre, nascida no país, e que pudesse ajudá-lo a governar, e esse papel definitivamente não era para Samantha. 

Mas se a vida já estava bagunçada, bagunçada e meio ficaria, e Samantha se viu presa na atenção que Alex lhe dava; começou a ter carinho pelo povo que a recebera tão bem e, para ajudar em sua decisão, mais uma vez fatos além do seu poder levam-na a ver nem tudo na vida se pode controlar...




Romance do princípio ao fim. Nada de cenas escabrosas ou tramas mirabolantes. Na verdade, o enredo se parece com tantos outros, com a leve diferença de que Samantha não se descobre princesa, mas duquesa. Bom, de qualquer maneira ela tem um príncipe lindo ao alcance das mãos.

Apesar de ter pouca idade - chegando aos 18 anos -, Samantha já carrega o mundo nas costas, com a morte da mãe e a doença de Dean, o padrasto que ela tem como pai, ja que nunca conheceu seu verdadeiro pai.
Sua mãe enquanto viva nunca mencionara fazer parte de uma família tão importante, mas sempre ressaltava a importância da família.
Ter o seu diploma e seu trabalho era todo o foco que Sam tinha. Boa parte de sua renda ia para pagar o tratamento caro de câncer de próstata de seu pai. Namorados ela tivera, mas agora não era a época para pensar nisso.

Ser alçada à posição de duquesa lhe daria condições de pagar por um tratamento melhor para o pai, talvez até entrar num programa experimental.
Lilaria era um país que tinha a falcoaria como um esporte popular. O estudo deles em aves era bem avançado, e os nobres até mesmo tinham essa espécie como símbolo de suas casas - no caso da família Rousseau era um falcão esmerilhão. Isso significava que Sam teria condições de continuar por lá seus estudos. Sua conta bancária daria um salto de alguns milhões e ela agora seria plenamente uma herdeira, dona das próprias terras, com direito a arrendatários pagando-lhe impostos.

E, além de tudo isso, a sorte finalmente parecia lhe sorrir colocando em seu caminho um homem lindo - por dentro e por fora -, que a estava apoiando em mais do que apenas a não dar "bola fora" em seu novo papel de duquesa. Ainda que houvesse perdas, agora era hora de seguir adiante e viver para além do conto de fadas...

Amei o livro. A princípio pensei que se tratasse de um estilo young-adult, mas como bem lá pra frente tem uma ceninha um tanto mais sensual, classifico mais como new adult, mas não erótico.
A série conta com mais dois livros:



O livro #2 traz a história da irmã caçula de Alex, Catherine - ou Cathy -, e o #3 do irmão do meio, Maxwell, que não dá as caras no livro #1.

Isso significa que este livro aqui não tem cliffhanger.
Ritmo muito bom.
Personagens carismáticos.
Conto de fadas apaixonante.
Ótima pedida pra adquirir na bienal.

5 estrelas.

Sobre a autora:


Goodreads  |  Website  |  Facebook  |  Twitter


  

11 comentários:

  1. Que resenha boa de ler... :D
    Sobre o livro, parece mesmo com a estória de O diário da Princesa. Vai entrar pra lista dos desejados!
    :*

    ResponderExcluir
  2. Este livro vai ter continuação ? Digo, continuação do primeiro livro? Porq tipo, eu estou lendo esse livro ( não me diga! kkkk) e ai pelo que parece ele termina em um momento meio critico, e ai eu fiquei meio what? " E agora o que acontece ? " "Cadê a continuação gente? " "OMG" kkkkkk e meio confusa ( acho que deu para perceber rsrsrs) kkk só um pouquinho. kkkk Mas obg pelas dicas Bjoss Mari ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariane.
      Não tem essa de acabar de momento crítico. A hist tem começo, meio e fim. Os outros 2 livros da série são dos irmãos do príncipe. Ele vai aparecer, é claro, mas o enfoque será em casais diferentes.

      Excluir
  3. Ahhhhhhhhhhhhhhhh ja li todo o livro.... mas pra mim faltou alguma coisa... :/

    ResponderExcluir
  4. Já estreiou a continuação de " de repente" ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resenha do livro 2
      >>http://aborboletaquele.blogspot.com.br/2015/12/nichole-chase-imprudente-serie-royal-2.html

      Excluir
  5. Li sua resenha ontem e já dei um jeito de ler os dois livros rs
    Você sabe quando o terceiro vai ser lançado no Brasil?
    Abraços
    PS: Adoro o blog 😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raira.
      Pelo site/blog da ed Pandorga não tem qualquer indicação do lançamento. O livro 2 saiu de repente, meio que sem aviso. O jeito é esperar. Mas acho que não devem demorar porque essa série teve boa aceitação.
      Obrigada por estar sempre por aqui.
      Bjin

      Excluir
  6. Oi! Li o livro a pouco tempo e achei sua resenha enquanto buscava informações sobre os outros livros da série. A sua resenha de De Repente foi incrível, mas uma coisa chamou minha atenção: não acho que Samantha seja tão nova, com quase 18 anos, uma vez que que ela já estava terminando sua pós-graduação, dando aula na faculdade e prestes a começar o mestrado. No livro não cita sua idade, porém tendo em vista esses fatos creio que ela tem por volta de 25 ou 26 anos, sendo um pouco mais nova que Alex, que, se não me engano, tem 27 anos de acordo com o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Mariana, essa idade de 18 anos para a Samantha não bate com as informações passadas pelo livro,pois um curso de Biologia dura entre 4 e 5 anos,e suponhamos que a Samantha começou a faculdade com 16 anos (isso não é tão incomum),só somando mais 4 anos já temos uma idade de 20 anos,sem falar do mestrado que em media tem duração de 2 anos,então na hipótese de menor idade possível ela teria no mínimo 21 anos (visto que ela não tinha terminado o mestrado e não fica bem claro o quanto falta para conclui-lo).

      Excluir