quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ESQUENTA BIENAL | Sam Cabot - O Sangue do Cordeiro



Ficha técnica: O Sangue do Cordeiro (Blood of the Lamb)
Autores: Sam Cabot (Carlos Dews e S. J. Rozan)
Editora Arqueiro
Lançamento original: 2013
Lançamento BR: 2015
368 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Rom. Contemporâneo; Mistério; Fantasia

Protagonistas: Padre Thomas Kelly; Livia Pietro
Local/ano: Roma; Londres; Chicago/ 1849;1850;1992;2012

Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja.”

"Ao ler essas palavras em uma carta encontrada em um arquivo empoeirado, Thomas Kelly fica cético. O documento citado na correspondência está desaparecido, mas Thomas, padre da ordem dos jesuítas, duvida que exista algo com tal poder – até ser convocado ao Vaticano para iniciar uma busca desesperada por ele.

Enquanto isso, diante de um conselho formado por seus superiores, Livia Pietro recebe instruções claras: encontrar um padre jesuíta recém-chegado a Roma e juntar-se a ele na procura da Concordata, um tratado que contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo o povo de Livia.

Enquanto pistas cifradas do passado lançam os dois em um universo traiçoeiro repleto de obras de arte, maquinações religiosas e conspirações, eles são caçados por pessoas capazes de tudo para achar o documento primeiro. Thomas e Livia, então, precisam correr para montar o quebra-cabeça capaz de redefinir os rumos da história e evitar o caos e a destruição que a revelação da Concordata poderá causar. Livia, porém, tem um segredo: ela e seu povo são vampiros."


Fãs de Dan Brown, mas que gostem de algo sobrenatural, como Anne Rice, vão gostar deste livro.

Padre Thomas Kelly passou por um período de crise de fé há alguns anos. Ele foi ricamente ajudado por seu orientador de tese e amigo, Cardeal Lorenzo Cossa. Por isso, anos à frente, quando o Cardeal telefonou para ele do Vaticano dizendo que agora ele cuidava da biblioteca e arquivos de lá, e precisava da presença de Thomas, este não teve como negar; além do que, seria um privilégio poder estar em meio a tantas relíquias.

No encontro deles, Lorenzo explica a Thomas sobre um importante documento dado como perdido, a Concordata.
Este documento, extremamente antigo (assinado por Martinho V, em 1431), esteve envolvido entre os tesouros roubados do Vaticano em 1849. Eles até mesmo sabiam o nome do possível saqueador, Mario Damiani.

Mario Damiani fazia parte da Ordem Noantri. Ao saquear este documento, ele tinha a ideia de fazer com que o seu conteúdo fosse divulgado no momento certo. Para isso, ele deu uma carta e uma caixa lacrada a um jornalista, Margaret Fuller, que deveria trazê-los para Nova York, com a ordem expressa de manter a caixa ainda fechada. Entretanto, o navio dela "naufragou" e o documento foi considerado perdido.
Entretanto, havia a possibilidade de uma cópia, e era esta que Thomas deveria localizar.

De posse das informações dadas por Lorenzo, Thomas teve livre acesso à biblioteca do Vaticano e suas pistas levaram a um caderno de poesias. Mas no mesmo dia em que ele encontra esta preciosidade, ele é apresentado a uma historiadora, Livia Pietro.

Livia era uma "professoressa" de meia-idade, cabelos longos escuros com mechas grisalhas, solteira e com uma incrível agilidade para uma pessoa de sua idade. Ela era bem aceita onde morava não só por ter hábitos discretos, mas também por gastar boa parte de sua renda no comércio local.

O que Thomas não sabia a princípio era que Livia fazia parte dos Noantri também, e esse grupo tinha dado uma missão parecida a ela: encontrar a localização do documento Concordata. No entanto, ela precisava fazer algo mais: matar o seu ex-amante, que havia entrado na ordem a pedido dela, mas que agora traíra o grupo, enviando uma carta em que expressava suas intenções em expor o segredo de todos.

A partir daí a vida de Padre Thomas se torna uma aventura sem precedentes. Ele foge de homens misteriosos, com uma velocidade anormal; vê Livia fazer coisas que uma mulher comum não poderia, e acaba por ser envolvido em meio a um povo que ele pensava existir apenas nos livros...

Um stand alone que reúne a fantasia dos livros sobrenaturais com a parte histórico-descritiva dos romances de mistério/policial.
As reviravoltas que acontecem se sucedem sem parar e até o final o leitor fica preso à teia de suspense de qual será o derradeiro fim do casal de protagonistas.
Uma leitura envolvente.

4,5 estrelas

Sobre os autores 



*livro cedido pela editora, em parceria, em troca de uma resenha de opinião honesta

Nenhum comentário:

Postar um comentário