terça-feira, 17 de novembro de 2015

Ana Fawkes - Savage Road (Devil Call MC #1)



Ficha técnica: Savage Road 
Autora: Ana Fawkes
Editora self
Lançamento original: 01/setembro/2015
Lançamento BR: ainda não
150 páginas
POV: primeira pessoa - Layne e Shelby
Gênero: Romance contemporâneo; drama; MC

Protagonistas: Layne e Shelby
Local/ano: Oakville/atual

"Ele estava pronto para reivindicar o posto de presidente ... até que ela entrou em seu caminho. 

Layne 
Eu cheguei na cidade pronto para reivindicar o meu destino como Presidente do Devil Call MC Clube, mas encontrei um clube que se autodestruiu. Eu não tenho tempo para distrações... mas quando eu a vi atrás do bar, não consegui desviar o olhar. Eu tenho que fazê-la minha ... mas fazer isso a coloca bem na rota do perigo. 

Shelby 
Desde que ele entrou no bar, eu não consigo parar de pensar nele. Sempre jurei que nunca me envolveria com um motociclista e meu pai e suas conexões matariam nós dois se descobrissem. Mas eu estou totalmente envolvida e até mesmo os perigos remanescentes do clube não podem mudar o que sinto por ele."



Um livro pra quem curte motociclistas e seus clubes de fama duvidosa...

Vindo de um outro MC Clube, Layne chega à cidade para reivindicar seu lugar.
Lá, o Presidente temporário Finn, estava quase dando cabo de um homem que achavam ser o dedo-duro para outro MC, os Mountain Killers, ou MK. O tal dedo-duro acaba mesmo morto, como mensagem ao clube rival.
Layne precisava provar o seu lugar ali e uma série de acontecimentos se desenrolam, nos quais ele se mostra preparado ao cargo. 
Numa rápida votação, Layne ganha e Finn entrega sua tarja de presidente, que fica costurada no colete.

Shelby havia chegado na cidade um tempo antes à procura de sua mãe. Ela trabalhava no bar do MC, mas não dormia com nenhum dos caras, esse era seu lema.
Óbvio, quando Layne chega a atração é imediata. Mas como sabido, num clube desse, nada aconteceria até que ELE quisesse. E quando Brett, aquele que se acha O cara do clube, tenta forçar a barra com ela, é Layne quem aparece para resgatá-la e ganha a noite.
A partir dali, não tinha jeito. Mesmo que não quisesse de fato se envolver com Layne, Shelby passou a ser conhecida como a "old lady" dele.

Ter Shelby na vida dele, sendo o presidente de um clube de motoqueiros, sempre envolvidos em barra pesada, seria uma complicação para Layne por 2 motivos. Primeiro porque ele descobre mais à frente que o pai dela era o xerife da cidade. Depois, porque, ao ser sequestrado por outro grupo, a família Reinitelli, mafiosos, ele fica sabendo que estes querem, como prova de boa vontade a trabalharem unidos, que Layne mate duas pessoas, e dentre elas, a mãe de Shelby, a mãe que ela procura.

Não tem jeito, toda vez que leio qualquer livro sobre MC, é Sons of Anarchy que vem à mente. A série foi perfeita demais em mostrar o interior de um MC.
Este aqui, os Devil Call MC, está envolvido nas mesmas contravenções. Sempre tem os clubes rivais e a máfia. Cada um querendo um pedaço maior em seus lucros.
A entrada de Shelby na vida de Layne seria uma complicação que ele não precisava, principalmente depois de ter perdido uma namorada e, quando se apaixonou por outra, esta preferiu ficar com o mesmo cara que havia matado a primeira. Sua vida amorosa não era a das mais sortudas.
Shelby sabia do perigo que era se envolver com um biker. Eles eram arruaceiros, contraventores, muitos deles viciados, mas ela não conseguiu resistir ao novo presidente.

Agora, ela teria de lidar com seu pai, ao saber com quem ela estava envolvida, e depois, sobre sua mãe, que era o alvo dos mafiosos.
Sim, o livro termina em cliffhanger.




O livro #2 foi lançado em novembro



5 estrelas

Sobre a autora>> GoodreadsFacebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário