quarta-feira, 4 de novembro de 2015

L. G. Castillo - Your Gravity



Ficha técnica: Your Gravity
Autora: L. G. Castillo
Editora self
Lançamento original: 11/outubro/2015 (parte 1); 25/outubro (parte 2); 05/novembro (parte 3)
Lançamento BR: ainda não
E-book
POV: primeira pessoa - Nicole
Gênero: Romance Contemporâneo; Chick Lit: Fantasia (viagem no tempo)

Protagonistas: Nicole Ashford e Professor Cooper
Local/ano: Texas/2002; 1984

"Um encontro casual.
Um desejo inexplicável. 
Mudança de vida que afeta as consequências. 

Recusando-se a se curvar à vontade de seus pais, Nicole Ashford decide seu caminho na vida, deixando de lado o passado e escolhendo seu próprio futuro. 
Como qualquer estudante universitária determinada, nada vai parar  Nicole de seguir seus sonhos e alcançar as metas que ela estabeleceu. Mas quando ela conhece o sexy e fascinante Professor Cooper, seu mundo é inclinado para fora de seu eixo. 

Apesar de sua atitude mal-humorada e distante, Nicole não pode negar a atração que ela sente em relação a ele, quase como se a própria natureza tivesse planos para eles. Recusando-se a ceder à sua intriga, Nicole tenta manter Cooper fora de sua cabeça. Mas ela não pode lutar contra o desejo e o chamado que teima em vir, especialmente quando essa força  lhe tira o fôlego."


Os Ashfords têm apenas uma filha, Nicole, e estão profundamente decepcionados com sua decisão em não lhes seguir os passos.
Eles são pianistas famosos e fazem concertos ao redor do mundo. 
Extremamente ricos, todos invejam Nicole por ela ser filha de quem é, mas poucos sabem que na maioria das vezes, Nicole vivia num casarão sozinha, porque ou os pais estavam em turnê, ou estavam em ensaios. Nem mesmo nos eventos dela, escolares, eles podiam comparecer.

Quando terminou o Ensino Médio, ela viajou por dois anos como mochileira, apoiada pelos pais, como forma de conhecer novas culturas. Mas na mente deles estava certo quanto ao futuro dela.
Foi um choque quando ela decidiu que não queria ser musicista e que iria estudar no Texas ao invés de na Universidade de Columbia. Os pais até mesmo - pela primeira vez - cancelaram sua apresentação em Zurich para virem a NY tentarem impedi-la dessa loucura.
Sua mãe nascera no Texas e desde que conseguira casar com Ashford, saiu de lá e nunca mais voltou. O que a filha poderia querer fazer naquele fim de mundo?

Eles disseram que não apoiariam aquela decisão e tirariam todo o recurso financeiro.

Decidida, Nicole vai viver com sua tia Bernadette, que agora se chamava Rainbow Skye, em seu estilo riponga.
Ao entrar em seu novo quarto, Nicole tem uma visão de um rapaz muito bonito, mas ela logo descarta qualquer pensamento, já que há algum tempo ela vinha tendo uns sonhos recorrentes e estranhos, e estava até em tratamento medicamentoso com um caro psiquiatra pago por sua mãe.

Depois de tanta oposição da parte dos pais, pelo menos uma boa notícia: Nicole fica sabendo que mesmo não vendo a tia durantes anos, esta acompanhou seu crescimento. Ela tinha uma caixa cheia de fotos com todas as fases de sua vida.

Nicole vai para o Texas acompanhada de seu melhor amigo Greg Miller.
Greg precisava "acertar" algo em sua vida e ele achava que manter certa distância dos pais era boa prevenção.

No primeiro dia de aula, perdida entre tantos corredores, com o mapa local na mão, ela acaba esbarrando num homem e suja a camisa dele de café. Péssima maneira de começar. Mas o que era ruim pode piorar quando minutos depois, ela descobre o motivo do atraso do professor: Ela, ao ter sujado a roupa dele 
Ela estava de óculos escuros na sala, e quando ele, mal-humorado, manda que ela retire, algo de mágico acontece, como se a gravidade tivesse sido alterada. Ele a chama pelo primeiro nome. Mas como ele já sabia o nome dela?
Nesse dia ele decide já começar aterrorizando e dá um teste surpresa. Enquanto fazia o seu, Nicole percebe-o perto dela alternando o olhar entre o rosto dela e o que ele tinha na mão, o que parecia ser uma foto.

Duas outras pessoas fazem parte do rol de conhecidos de Nicole. Uma era Travis Brandon, quaterback do time, bonito e simpático. A outra era a nojentinha da sala, Gianna Ferilli, que tentava a matéria do professor Cooper pelo segundo ano porque na verdade o objetivo dela era levá-lo para a cama.

Os dias passam e Nicole percebe que por mais sério que o Professor Cooper fosse, ele parecia agir pelo menos de forma agradável com os outros alunos, exceto com ela. Ele evitava até contato visual.

E já que ela não teria o apoio dos pais, precisava arrumar um trabalho, e ela consegue no Jilter's, uma lanchonete/cafeteria. Local este que Cooper costuma ir aos sábados após a aula com seus alunos de reforço de uma escola de Ensino Médio.

O que era estranho, começa a piorar, quando Nicole é convidada a tocar no Jilter's à noite, e com a casa lotada, ela repara que Cooper estava lá acompanhado de uma mulher. Quando ela canta e toca Sweet Child O'Mine, todos adoram e acompanham, mas Cooper, parecendo ter visto um fantasma, sai de lá aos tropeções.
Mais tarde, no Carnaval na cidade, na companhia de Greg, a acompanhante de Cooper aproxima-se de Nicole e a ameaça, acusando-a de estar interessada no dinheiro dele.

Na comemoração de seu aniversário, ela é comvidada por Travis a irem numa boate, a Vortex. Ela bebe, dançam, e quando o clima esquenta, são interrompidos por Cooper que avisa a Travis que o carro dele estava sendo rebocado. Como Nicole parecia "alta" demais, Cooper decide levá-la em casa. Eles se beijam. Ele se mostra cuidadoso mas agressivo ao mesmo tempo. Ele a acusa de ser tão boa atriz quanto a mãe mas que não conseguiria mais nada com ele. Com raiva, ela lhe dá um tapa. Ao entrar em casa, ela come algo que estava na bancada da cozinha de sua tia e decide que o melhor era dormir. Ela só não sabia que ao acordar tudo estaria diferente...



O ano agora era 1984.
Nicole não tinha a menor ideia de como fora parar lá. Mesma casa, mesma cama, mas com a decoração retrô. Entretanto, sua companheira não era sua tia, mas uma garota chamada Charlie, que trabalha numa casa de apoio a mulheres.
Tentando entender o que se passava, Nicole busca os poucos lugares na cidade que já estava acostumada e um deles era o Jilter's, que nessa época era uma local de patinação.
Ela se depara com uma menina pedindo-lhe ajuda a encontrar alguém, e logo em seguida Nicole se surpreende ao descobrir que essa menina, Caroline, era ninguém menos que a irmã mais nova de Jax Reynolds.
Ambos eram colegas de classe no Texas State. Sendo ótima aluna em química, Jax acaba pedindo a ela que lhe ajudasse na matéria.
Uma amizade começa e Nicole conhece a família dele; bem desestabilizada com uma pai alcoólatra e agressivo; a mãe se matando de trabalhar. Eles moravam numa comunidade de trailers.

Semanas se passam e Nicole começa a se sentir mais à vontade naquela década. Nada de tanta correria, sem internet ou celular. E historicamente havia a possibilidade do país ter sua primeira presidente mulher.

Cada vez mais envolvida com Jax e Caroline, ela pede ajuda a Charlie para aconselhar Julie, mãe de Jax, a livrar-se daquele marido abusivo.
Os jovens estão apaixonados, e aos poucos, Nicole faz todas as ligações. Jax e Cooper eram a mesma pessoa.
A mãe dele decide separar-se, havia a possibilidade de uma nova vida àquela família e Nicole faria parte de tudo aquilo.
Até que num dia de muita chuva, indo ao encontro dele, Nicole sofre um acidente e... acorda de volta em 2002.


E agora, a triste constatação: a Nicole que o Professor Cooper se referia não era a mãe dela, mas ela mesma. Ela fazia parte do passado dele e de Caroline, mas como explicar tudo isso? Como fora possível fazer uma viagem no tempo? E o mais importante, será que ela e Jax/Cooper ainda teriam um futuro juntos?



Normalmente eu ODEIO esses livros divididos em partes, quando poderiam muito bem ser lançados em sua totalidade, mas virou modinha, fazer o quê?
Este aqui me deixou hipnotizada.
Primeiro, porque adoro essa coisa de viagem no tempo. Mesmo que a viagem de Nicole não tenha sido a um tempo tão distante assim, mas muita coisa feita lá atrás traria consequências ao presente dela.

Jax Cooper Reynalds, seu atual professor de química, havia não só sido seu colega de classe, como se tornado o amor de sua vida.
Ao ter desaparecido de maneira tão inesperada, ela causou uma mudança drástica na vida deles, e  agora, eles não acreditariam na história dela, e  pior, não a aceitariam de volta.
Nicole precisaria usar de todo seu argumento se quisesse (re)viver sua história de amor.

O ritmo é ótimo.
Os personagens, carismáticos, inclusive os secundários.
Como são divididos em 3 partes, claro que as duas primeiras têm cliffhanger. O final é ótimo.
Leitura que vale a pena, com muito romance no ar.

Conheça também da autora a trilogia BROKEN ALGEL >> RESENHA AQUI

5 ESTRELAS.

a autora


*ARCs cedidos pela autora, em troca de uma resenha de opinião honesta.



Nenhum comentário:

Postar um comentário