segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

J. R. Ward - Blood Kiss (Black Dagger Legacy #1)




Ficha técnica: Blood Kiss
Autora: J R Ward
Editora Signet
Lançamento original: 01/dezembro/2015  LANÇAMENTO
Lançamento BR: ainda não
397 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Romance contemporâneo Sobrenatural; Fantasia; New Adult

Protagonistas: Butch "Dhestroyer" O'Neal e Marissa; Paradise; Peyton; Craeg
Local/ano: Caldwell, NY/atual

"Paradise, filha de sangue do Primeiro Conselheiro do Rei, está pronta para se libertar da vida restritiva de uma mulher aristocrata. Sua estratégia? Juntar-se ao programa do Centro de Treinamento da Irmandade da Adaga Negra e aprender a lutar por si mesma, pensar por si mesma ... ser ela mesma. É um bom plano, até que tudo dá errado. O ensino é terrivelmente difícil, os outros recrutas parecem mais inimigos do que aliados, e é muito claro que o Irmão responsável, Butch O'Neal, também conhecido como o Dhestroyer, está tendo sérios problemas em sua própria vida. E isso tudo antes dela se apaixonar por um colega de classe. 

Craeg, um civil comum, não é nada que seu pai iria querer para ela, mas tudo o que ela poderia pedir em um macho. 
Quando um ato de violência ameaça acabar com todo o programa, e a atração erótica entre eles cresce irresistivelmente, Paradise é testada em maneiras que ela nunca imaginou - e se pergunta se ela é forte o suficiente para reivindicar seu próprio poder ... no campo de batalha e fora dele."

Como não há guerreiros suficientes para combater a guerra contra os Lessers, o Rei Cego Wrath e seus Irmãos da Irmandade decidem abrir vagas para novos recrutas. Eles não precisariam ser da classe especial. Qualquer um poderia se candidatar, inclusive garotas.

Paradise, filha de Abalone, o Conselheiro do Rei, consegue convencer o pai que seria bom ela aprender a lutar, a se defender, mas ela não tinha intenção de ir à guerra. Uma mentirinha piedosa é claro. Isso sem contar que ela estava doida para rever um certo rapaz que havia aparecido na Casa de Audiência do Rei para buscar um formulário de inscrição. Além disso, nada como um bom desafio... Peyton, amigo de longa data de Paradise, especialmente durante o período do forte ataque que a Glymera sofreu tendo muitos dos seus membros mortos pelos Lessers e tendo fugido para lugares seguros, havia dito que aquele tipo de treinamento não era para alguém tão delicado como ela.

Paradise havia sim nascido numa família privilegiada, aristocrata, mas ela sempre agiu com muita empatia em relação a todas as pessoas.
Sua beleza típica de uma mulher da Glymera, cabelos muito louros caindo sobre os ombros e profundos olhos azuis, faziam-na parecer ainda mais frágil para esse papel de guerreira. Mas ela convenceu o pai e foi.

No dia da apresentação dos recrutas, havia 60 deles. O último a entrar no galpão foi justamente o rapaz que ela mais queria ver.
Como estava ansiosa, ela não conseguiu se servir de nada do que foi oferecido pelos doggens, num coquetel. 
Mas após se apresentarem e terem suas fotos tiradas digitalmente, o teste começou. Uma armadilha atrás da outra. Receberam choque, foram baleados, jogados num tanque de água, privados de água e comida, deixados a céu aberto andando a esmo... E no final, dos 60, apenas 7 "sobreviveram": Axe; Boone; Novo; Anslam; Craeg; Peyton e Paradise.

Enquanto isso, Marissa em seu trabalho no Lar Seguro, recebe uma jovem absurdamente machucada ao ponto de não ter como reconhecê-la. Como regra do local é de que apenas mulheres podem transitar dentro do prédio, Dra Jane e a enfermeira Ehlena (esposa de Revhenge) foram contactadas, mas ambas não respondiam ao celular.  Marissa abriu mão da regra e telefonou para Manny, mas este estava em cirurgia com Jane. O jeito foi Marissa apelar para seu irmão, Havers.

Havers e Marissa não se falavam há uns 3 anos, ocasião em que ele descobriu que ela estava apaixonada por um humano e a expulsou de casa faltando cinco minutos para o sol nascer, quando ela foi pedir ajuda ao Rei, e quem a recebeu de braços abertos foi a Rainha Beth.

Apesar do mal-estar entre eles, como médico ele imediatamente apareceu à porta do Lar Seguro com uma enfermeira chefe, que foi quem entrou no prédio e fez o diagnóstico da paciente para ele. A vítima foi levada à clínica dele para cirurgia.
Apesar dos esforços, ela não resistiu no dia seguinte.
Sentindo-se na obrigação de saber quem havia feito aquilo com aquela moça e descobrir quem ela era, Marissa fica com as cinzas dela e também um estranho objeto encontrado com ela.
A princípio Marissa não queria envolver Butch nisso porque ela sabe o quanto ele ainda sofre cada vez que lembra que foi exatamente assim que a irmã dele morreu: sendo violentada por alguém. Mas ela acaba contando e ele prontamente oferece ajuda.

O treinamento continua no Centro e além de tantos assuntos que precisam dominar  (diferentes tipos de lutas, armamentos, explosivos, envenenamentos), Paradise e Craeg enfrentam o bombardeio de seus próprios corpos. A atração que sentiam um pelo outro começava a ficar óbvia demais, principalmente numa ocasião em que Paradise se machuca caindo da esteira da academia, batendo o rosto, o que faz um corte em seu supercílio e um sangramento exagerado. Antes que qualquer um pudesse pegá-la no colo para levá-la à clínica, Craeg já o estava fazendo mostrando suas presas para qualquer outro macho que ousasse se aproximar. Mas, ao mesmo tempo, ele tinha suas lutas internas.

Craeg vinha de uma família extremamente pobre. Seu pai trabalhava com aplicação de pisos quando na casa em que trabalhava, houve um ataque de lessers. Os donos da casa, aristocracia, esconderam-se num cômodo cofre, sem deixar que qualquer empregado entrasse com eles, o que resultou na morte de todos que estavam do lado de fora. Após isso, os lessers descobriram o endereço da família de Craeg pela carteira do pai e apareceram lá, matando a mãe e a irmã dele. Sua meta era tornar-se um Irmão não só para ter o que comer, mas para encontrar o assassino de sua família e vingar-se. Ele não podia ter qualquer distração no meio do caminho, e era exatamente isso que Paradise estava se tornando, uma distração.

Butch, por sua vez, enfrentava alguns dilemas. Ele era um dos maiores encarregados do treinamento dos recrutas. Havia a pesquisa que ele estava fazendo para Marissa, do assassinato da moça e a única pista era uma espécie de chave; e havia um certo problema no relacionamento deles. De alguma forma, eles continuavam se dando bem na cama, mas de mal a pior em compartilharem outras coisas.

Quando finalmente a tal pista leva a um lugar em que a vítima poderia estar envolvida, outro objeto misterioso e aparentemente sem nenhuma ligação com o primeiro, surge para trazer novas dúvidas, mas desta vez, o perigo de ser descoberto poderia levar o assassino a cometer um deslize ainda maior e que afetaria outros na Irmandade...

capa da edição europeia


Uma nova etapa da série Irmandade começa aqui.
Enquanto novos personagens são inseridos - os 7 recrutas -, os Irmãos aparecem trazendo novos dilemas. Aqui o casal escolhido foi Marissa e Butch.

Por um lado há toda a descrição do processo seletivo e do dia a dia dos recrutas na academia e nas aulas. Por outro, há o problema de relacionamento entre Marissa e Butch, além do difícil trabalho dela no Lar Seguro, cuidando de mulheres vampiras que foram de alguma forma abusadas por seus companheiros ou alguém da família.
Mary aparece bastante neste livro sendo ela a principal terapeuta do local e da Mansão.

Obviamente os dois casos acabam se conectando a partir da investigação de Butch, relembrando sua época como policial humano.

Para quem já conhece o estilo de narrativa da autora, sabe que o ritmo de escrita dela é muito bom. 
Há as partes sexies - nada de sexo pesado neste livro - e as partes engraçadas.
Dois destaques às partes engraçadas: Lassiter - como sempre - e seu jeito irreverente de levar qualquer um à loucura; e uma determinada cena em que os machos da mansão perderam a cabeça. E tudo por causa do filme Magic Mike XXL...



A mulherada vai à loucura, e os homens, à depressão.

Os novos personagens são interessantes, apesar de serem na maioria bem jovens, lembrando um pouco aquela fase em que tinha John Matthew, Blay e Qhuynn.
E por falar nestes dois, eles não aparecem; nem Layla; nem os bastardos.

Diferente dos livros da série original, que sempre começam com alguma cena do passado, este aqui todo se dá no presente.

Minha opinião...
O livro é bom, claro.
Para quem é fã, vai adorar lê-lo pelo simples fato de trazer os Guerreiros que tanto amamos.
Porém............
O que se passa aqui poderia muito bem ser trazido num livro mais à frente dentro da série original. Da mesma forma que a autora está reescrevendo sobre os casais principais (já tivemos o livro do Rei e o próximo será sobre Rhage e Mary), o de Butch e Marissa poderiam vir a seguir, tendo o tal Centro de Treinamento como enredo secundário.
Anyway, ela preferiu criar uma nova série, melhor para os fãs que terão a partir de agora 2 lançamentos anuais com os mesmos personagens.

Sobre um dos personagens novos, eu fiquei com uma leve impressão que o par dele poderá ser alguém que fez diferença num dos livros antigos e todo mundo torce que seja feliz também. Será que vai rolar???

Sobre o grande mistério do livro, quem matou a menina e por que, achei que tudo foi resolvido rápido demais e que na verdade o livro se trata mais sobre os dilemas hormonais de dois jovens apaixonados.



Para o padrão J R Ward de ser, este livro ficou aquém.
4 estrelas. 

Agora é esperar o livro de Rhage. Será que ela vai matar mais uma companheira? Será que haverá traição por parte dele? E como se dará a questão do filho que eles não podem ter? ~ Lançamento em abril/2016.


a autora

5 comentários:

  1. Ain meu pai.. estou ansiosa demais pra ler esse livro.. e como não domino o inglês irei esperar pelo lançamento dele aqui no Brasil.. :/

    ResponderExcluir
  2. ah, eu achei ótimo terem separado as coisas, ela ainda tem que contar a historia dos bastardos, terminar a da sola e do xcor, e um amor para o Saxton. o livro do rhage eu espero que tenha algo a ver com o rumo que ela deu para a história, senão eu vou achar um desperdício de lançamento se for só eles terem o filo.

    ResponderExcluir
  3. Alguém sabe se já tem data de lançamento aqui no Brasil??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Editora já colocou ebook em pré-venda e o impresso sairá em pré-venda nos próximos dias

      Excluir
  4. Ai, meu Deus. Surtando aqui. Só estou esperando chegar dos correios. Será minha próxima leitura. Depois da carga emocional terrível que foi o livro d'Os sombras, acho que esse vai dar uma aliviada, pra compensar a outra carga emocional que será o livro do Rhage, não é mesmo? Confesso que a Ward me dá medo.

    Beijos!

    ResponderExcluir