quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Nichole Chase - Imprudente (Série Royal #2)




Ficha técnica: Imprudente (Recklessly - Suddenly Series #2)
Autora: Nichole Chase
Editora Pandorga
Lançamento original: 25/março/2014
Lançamento BR: 09/dezembro/2015  PRÉ-LANÇAMENTO
POV: primeira pessoa - Cathy
Gênero: Romance Contemporâneo; Chick Lit: New Adult (ou Young-adult Maduro)


Protagonistas: Catherine D'Lynsal e David Rhodes
Local/ano: Liralia/atual

"Catherine passou a vida sendo a princesa perfeita, sempre mantendo a cabeça baixa, as mãos limpas e o mais importante – uma distância segura dos homens. Mesmo assim, os homens estão atrás de uma única coisa e, para Cathy, há muito mais em jogo do que sua cama; ela precisa se preocupar com o futuro de uma nação inteira. Mas do jeito que as coisas andam, Cathy tem medo de que a Rainha Virgem, ou seja ELA!,  seja cobiçada apenas por seu dinheiro. Ela está cansada de esperar o cara perfeito e tem um plano: seduzir o único homem que parece não ligar para nenhum assunto da realeza. O homem que a atrai mais do que qualquer outro...


Quando David chegou no casamento real de sua amiga, a nova Duquesa Samantha Rousseau, ele esperava sentir-se desconfortável fora de seu ambiente natural, mas não estava preparado para ser o alvo da linda irmã mais nova do príncipe Alex. Cathy tem lindos e grandes olhos azuis, ótimo humor e um corpo perfeito, o que torna sua resistência inútil. Mas quando ele descobrir o quão inocente a princesa realmente é, fará ele o papel do cavaleiro de armadura reluzente ou do lobo mau?"


Catherine D'Lynsal, aos 21 anos, estudando História da Arte, está acostumada com protocolos; viveu sua vida toda -  ainda que ainda jovem - sob olhos vorazes esperando que a qualquer momento ela ou alguém de sua família cometa um deslize para ir prontamente à colunas de fofocas. Exatamente por isso ela sempre viveu no mais completo rigor. Não era algo que a família cobrasse, mas ela mesma sabia que precisava viver assim.

Isso tornava difícil ela ter amigos de verdade. E, mais ainda, tornava quase impossível ela ter namorado.
Catherine fazia parte da família real de Liralia.
Seu irmão mais velho, Alex, estava prestes a se casar com a Duquesa Samantha Rousseau. Duquesa há pouco tempo, porque antes disso ela era feliz sendo uma estudante americana, a não ser, é claro, pela doença do homem que a criou e ela considerava como seu verdadeiro pai.

Cathy era a terceira na linhagem de sucessão ao trono. Antes dela havia seu irmão Max, totalmente avesso a aparecer em público desde que sofrera um trauma há 3 anos.
Mas acontece que com o casamento de Alex e Sam, e sua lua-de-mel, Cathy e Max teriam de arcar com as responsabilidades do mais velho.
Cathy também estava responsável pela organização do casamento deles. Sam fez apenas duas exigências, o resto, ela deixou a cargo da cunhada e do protocolo real.

Ela também se encarregou dos assuntos "mulherzices", preparando a cunhada para o grande dia: SPA, depilação, sobrancelhas, massagem.
E na noite seguinte, a despedida de solteira, na propriedade de Samantha, com pouquíssimos e seletos amigos; e uma surpresa para divertir: aula de pole dance.
E é no melhor da festa, quando Cathy é a única que consegue fazer algumas piruetas decentes, e já pra lá de Bagdá com tanta bebida, ela confunde um recém chegado com um stripper.



David, 27 anos,  era amigo de longa data de Samantha, nos Estados Unidos.
Foi ele quem, por ocasião do aparecimento de Alex na vida de Sam, bancou o irmão mais velho e ficou de olho no playboy real (resenha livro #1 - DE REPENTE - CLIQUE AQUI)
Agora, ele estava em Liralia não só por conta do casamento da amiga, como para substitui-la, durante a lua-de-mel, em seu novo projeto: uma Fundação para Reabilitação de Animais.
Ao chegar na casa de Sam antes da data prevista, ele pega toda a bagunça da festa de despedida de solteira e Cathy em suas piruetas. Quando é confundido com um stripper, longe de se ofender, ele entra na dança e tira a camisa. Mas quando Sam fala alto quem ele era e Cathy vê que fez confusão... Babado forte!!

Manhã seguinte, mulherada de ressaca, e mais uma vez Cathy faz algo para ficar sem graça perto de David. Isso já estava virando modinha...

O casamento chega. 
A preocupação maior da família real é como Sam vai se comportar com toda aquela atenção. Todos sabem o quanto ela detesta tudo aquilo, mas ela surpreende estando calma e transbordando felicidades, afinal, mais do que estar casando com um príncipe - de verdade - ela estava casando com o homem que amava e vivia há 2 anos.

Catherine conta com a ajuda de uma Relações Públicas que está com ela desde que começou a ter responsabilidades reais, Selene. Esta é mais velha que a rainha e conhece Cathy como se fosse a própria filha.

No casamento, sem ter um par, e fugindo de parentes distantes que querem fazê-la casar com algum filho da mesma idade dela para "manter a realeza intacta", Cathy vai respirar ar puro. Desse momento de solidão, ela encontra primeiro um garotinho ruivo que reclama da qualidade das músicas porque nenhuma de suas músicas "infantis" estava tocando. E é no meio de uma coreografia infantil - e engraçada - que David a pega. A mãe do garotinho aparece e é ninguém menos que Lady Meredith de Thymer, belíssima. Seu avô é um dos nobres reempossados, um duque.
David tira Cathy para dançar e depois, querendo beber algo diferente, ela o leva até uma das cozinhas do Palácio. Rola cerveja, rola sorvete, rola beijo. E rola quarto dela.

Mas diferente do que ela imaginou que sua noite terminaria, Cathy tem uma decepção...

O casal de nubentes viaja e os muitos compromissos reais acontecem.
Em meio a um deles, Cathy vê sua assistente pessoal ter um ataque cardíaco a seu lado no carro e por pouco ela não morre.
Cathy, então, passa a ter uma nova assistente, mais jovem, da idade dela, cheia de ideias novas de como Cathy deve agir, e isso começa a causar um certo estresse, ao ponto até mesmo de o calado Max ter de intervir.

Entretanto, o lado bom é que apesar do primeiro choque da rejeição que sofrera, Cathy e David começam a se dar bem. Na  verdade, mais do que bem. E o relacionamento pode se desenvolver para algo interessante.
O maior medo dela acontece, aquilo por que ela sempre lutou para se manter impecável: fotos comprometedoras caem na mídia, Cathy é vítima de chantagem, e ela descobre que o inimigo é um lobo em pele de cordeiro...




A pobre menina rica. Linda, de boa família, bem educada, que vive numa redoma de vidro. Sendo observada por milhões diariamente; todos os seus gestos, sua roupa, sua fala, devem ser milimetricamente estudados para não deixar nenhum furo.
Mas isso é impossível.
E Cathy sente falta de diversão, sente falta de ter a mesma cumplicidade que ela vê entre Alex e Sam.

Além das responsabilidades reais (aparecer em inaugurações e eventos com dignatários), Cathy está envolvida numa projeto próprio: uma Fundação de Arte Terapia para crianças especiais.
Quando o relacionamento dela e David começa a se desenvolver, ela fica sabendo que na família dele há a irmã caçula, com 11 anos, Liberty Anne, que é autista. Bem desenvolvida, ela faz várias terapias, mas quando o irmão dela aparece na mídia como sendo o novo par romântico da princesinha de Liralia, os paparazzi não perdoam e vão perseguir a família dele na América. Isso poderia desestabilizar o que quer que eles estivessem construindo. Assim como Sam, David não gostava dos holofotes e estar com Catherine era ser alvo da mídia constante. Pior ainda quando Cathy é atacada e sofre um ataque de pânico.

Mas como um verdadeiro conto de fadas, tudo se encaminha bem.
Ritmo bom. Personagens já apresentados em livro anterior. O livro é romântico e sexy, sem erotismo. Fofo e sem dramas profundos. Sem cliffhanger.
O próximo casal fica alinhavado aqui. Trata-se de Max, o artista da família, interessando-se por alguém totalmente fora dos padrões reais...

5 estrelas.

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário