quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Laurann Dohner - Drantos (VLG #1)




Ficha técnica: Drantos
Autora: Laurann Dohner
Editora self
Lançamento original: 22/dezembro/2015
Lançamento BR: ainda não
376 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Romance contemporâneo; Fantasia

Protagonistas: Dustina "Dusti" Ann Dawson; Drantos; Batina Marie Dawson; Kraven; Decker Filmore.
Local/ano: Alaska/atual

"Para a maioria, um acidente de avião significa o fim da vida. Para Dusti Dawson, é apenas o começo...


Dusti e sua irmã Batina sobreviveram ao acidente graças a um par de irmãos que são iguamente ameaçadores e musculosos. Ela ficaria grata... se eles não fossem sequestradores delirantes, que acreditam que o avô de Dusti é alguma criatura mestiça monstruosa assassina. 

Acontece que vampiros, lobisomens e gárgulas existem e eles se cruzaram para formar duas raças híbridas. Drantos, o homem que Dusti não pode parar de cobiçar, é um dos mais perigosos de todos.

VampLycans Drantos e Kraven foram enviados para eliminar uma ameaça ao seu clã. Mas quando essa ameaça são mulheres humanas, sem saberem de sua linhagem, os planos mudam - especialmente depois que Drantos experimenta do sangue de Dusti. Agora, ele vai morrer para protegê-la. Mesmo que isso signifique abandonar tudo o que aprendeu para mantê-la ao seu lado.

Será o desejo que ela sente por Drantos forte o suficiente para suportar o perigo vindo de todos os lados? Ou ela deveria dar um basta e correr na primeira chance que ela tem?

Nota da Autora: VLG significa vampiros, lobisomens, gárgulas... entre outras raças. Vivendo no território intocado do Alasca, estas criaturas vivem e amam ferozmente. Estas são suas histórias.



Voltando às origens de resenhar livros de fantasia (vampiros, lobisomens e afins...)

Dusti e sua irmã advogada criminalista, Batina, estavam viajando para o Alaska para entrarem em contato com seu avô materno Decker Filmore.
Ele não as via há mais de 10 anos e Batina ficara sabendo que ele estava muito doente - terminal - e queria vê-la. Visto que as irmãs haviam passado por muita coisa, principalmente no aspecto financeiro, quando perderam os pais num acidente de carro logo no momento em que Batina entrava na faculdade e ainda tinham que dar conta em não deixar que Dusti fosse levada à adoção por ser menor de idade; Batina achou que já que o avô era rico e só tinha as duas como família, talvez passar um tempo com ele o fizesse pensar em deixar algo para elas no testamento.

Mas a viagem tornou-se um pesadelo. Deu problema no voo e pela comunicação entre os pilotos na cabine - que haviam esquecido o microfone ligado -, não haveria salvação na queda.
Enquanto todos os passageiros entravam em pânico, incluindo as irmãs, dois homens enormes e musculosos se aproximaram do banco delas e deram um jeito de, com seus corpos, protegerem-nas na queda.
Os pilotos morreram, assim como quem estava na parte traseira do avião. O meio conseguiu escapar.

Os passageiros que não se machucaram muito passaram a ajudar a cuidar dos feridos, ver o que podiam salvar em termos de bagagem para uso e se confortarem.
Os dois homens enormes, que logo Bat e Dusti descobriram serem irmãos, procuraram lenha para manter o povo aquecido enquanto esperavam resgate.
Porém, nisso tudo, havia algo estranho. Primeiro, porque um deles havia machucado o rosto na queda - Dusti lembrava bem de ter visto o rosto dele sangrando -, mas miraculosamente logo não havia sequer uma cicatriz. Depois, os dois irmãos estavam atrás das duas irmãs, e isso Dusti havia reparado desde o aeroporto, mas Bat dissera que era nóia dela.

Os homens se chamavam Drantos e Kraven. Eles eram moradores da região e pareciam conhecer bem a área. Eram fortes, bonitos, se davam bem e tinham algo muito grande contra Decker Filmore.
Não que Dusti se importasse com esse último detalhe.
Por alguma razão, ela e o avô nunca se deram, e ele sempre deixou claro que só queria saber de Batina. Mesmo agora, quando disse que estava doente, ele não queria que Bat levasse Dusti com ela. 
Mas Batina não era mulher de se deixar intimidar.

Como advogada criminal, ela defendia todo tipo de corja porque acreditava na máxima "todo mundo é inocente até que se prove o contrário".
Ela cuidava da irmã com toda a atenção porque Dusti sofria de uma anemia rara em que ela precisava periodicamente de injeção de ferro, como se fosse insulina.
As duas já tinham 31 e 33 anos, Dustin não morava mais com a irmã e trabalhava como secretária, mas a união delas também era forte.

Com a convivência naquelas horas na floresta em que estavam presos, Dusti fica sabendo de mais algumas peculiaridades sobre seu avô. Apesar de não gostar do velho, ela achava que Drantos exagerava no que dizia, pintando o avô delas como um assassino frio e desprezível. Só que essa revelação não foi tão bombástica quanto o que ele lhe disse depois: as duas provinham de uma linhagem especial. Seus avós e a mãe delas vinha da fusão entre duas raças consideradas míticas pelos humanos: vampiros e lycans (os lobos).

A mãe delas havia fugido do pai tão logo a mãe morreu; só mais tarde eles descobrem porque Antina havia feito isso. Ela se casou com um humano, Christopher Dawson, e tiveram as duas filhas. Como Antina conseguiu viver tantos anos entre humanos sem mutar-se em lobo de vez em quando, era um mistério para os irmãos.

Para Drantos, a tal doença de Dusti não era doença, mas sim a necessidade de seu corpo em beber sangue. Na mistura genética das irmãs, Dusti ficou com seu lado vampiro mais forte que o lycan, e Batina, o contrário. Mas nenhuma delas tinha presas grandes, garras, mutavam-se. Antina havia conseguido enfraquecer o lado mítico delas com o sangue humano do marido.

Mas a maior descoberta era que a vinda delas ao Alaska não era porque o avô estava morrendo, e sim porque ele tinha planos para Batina, e esses planos dariam início a uma guerra na qual Decker contaria com o apoio do Lord GarLycan, Aveoth, e lutar contra este era querer ser destruído.

A princípio Dusti não acredita em toda aquela história de povo mítico, miscigenação, guerras; mas conforme o tempo passa, ela confirma com os próprios olhos algumas das coisas que Drantos havia lhe contado.
Ela e a irmã acabam sendo separadas, para que tivessem maior êxito em fugirem dos captores do clã de Decker.
Drantos testa a injeção de Dusti, confirmando sua teoria sobre o sangue, mas acaba indo mais fundo ao constatar que ela era sua companheira de vida toda.
Bom, a atração era forte. Que mulher não se sentiria atraída por um homem alto, forte, determinado, cabelos um pouco longos e que a trata com todo cuidado? Mas havia muito mais em jogo.
Drantos era o filho mais velho de Velder e Crayla, chefes de um dos clãs dos vamplycans. Por conta disso era esperado que ele arrumasse uma parceira forte, que pudesse transmutar e lutar como as outras e que lhe desse filhos fortes. Dusti não transmutava, não era tão alta ou forte como as mulheres do clã e, apesar de ter sangue vamplycan nas veias - a avó dela até havia pertencido ao clã de Drantos -, o cheiro dela era muito humano, o que a tornava uma fraca e fazia a imagem e respeito que o povo sentia por Drantos enfraquecer.

Não que Drantos se importasse com isso, mas para ela granjear o respeito do povo dele iria demorar mais do que o esperado.
Até que novos acontecimentos levam Dusti a provar o seu valor; o casal a ter sua primeira briga séria e ao começo de um novo tipo de guerra.



O livro é grandinho e sendo o primeiro da série, está recheado de informações sobre as raças mencionadas.
Havia os vampiros, os lycans e os gárgolas. E havia os VampLycans. Estes, obviamente, eram a mistura de vampiros e lycans, e nasceram quando os vampiros tomaram as fêmeas lycans como amantes - através do poder mental.
Os VampLycans são temidos porque não são alvo fácil através do poder mental porque eles mesmo o tem. Podem transmutar-se em lobos enormes e são mais fortes que o normal.
Os vampiros acabam sendo os vilões da história no quesito como tudo começou.


Há muito tempo, os vampiros tinham um acordo com os humanos: bebiam do sangue deles - sem matá-los - e os humanos eram os guardiões dos vampiros enquanto esses estavam indefesos durante o dia. Mas começou a haver traição por parte dos humanos; foi quando os vampiros fizeram esse mesmo trato com os lycans. A proteção era uma via de mão dupla, até que os vampiros tomaram as fêmeas lycans como amantes e os machos lycans começaram a desaparecer. As mulheres lycans que haviam tido filhos mestiços ou ainda estavam grávidas, fugiram para o Alaska e a comunidade VampLycan começou daí.
Os VampLycans assustam os Lycans puros pelos primeiros possuírem poderes dos vampiros.

Mas também havia os gárgulas, e cuidado com esses porque o poder de luta deles era muito maior.
Além da aparência intimidadora, eles podem camuflar o corpo para parecer rocha; podem endurecer a pele como outros materiais e possuem asas.

Gárgolas e Lycans têm inimigos em comum: os humanos e os vampiros.

Essa salada toda é só no que diz respeito às raças. Mas ainda tem sobre o nascimento das irmãs e o porque o avô precisa de Batina.

Os personagens são interessantes e tem algumas cenas engraçadas.
Dusti e Batina são extremamente diferentes. Enquanto Batina é toda esquentadinha, bate boca por causa de tudo, Dusti é a pacificadora. 
Ambas sofreram na vida na parte financeira, vivendo a pão com manteiga de amendoim por muito tempo, mas também na parte emocional. Confiar em Drantos seria difícil para Dusti não só porque ele estava contando uma história mirabolante demais, mas também porque como um homem daquele tipo poderia estar interessado numa mulher como ela?

O ritmo é bom. Explica muita coisa mas ainda há muito pela frente em relação a por que a mãe delas nunca mencionou nada sobre a família e a linhagem? 
Como este livro é dedicado a um casal e o casal em questão é Drantos com Dusti - o herdeiro ao comando do clã com a irmã mais calma -, pode parecer que a história não cresce. Bom, de qualquer maneira teria de haver as questões levantadas pelo fato de Dusti ter sangue humano e não saber nada sobre o passado deles - o que também aconteceria se fosse com Batina, mesmo ela sendo mais brigona.
Mas não se engane; assim como aconteceu com Drantos, Kraven também se dá conta que a parceira dele é Bat, e isso significa que vai chegar a vez dele de lidar com a desconfiança dela sobre a história.

Sobre o casal não tem clifhanger, mas parte da história da guerra continua no próximo livro.

Reação: Como os homens são do tipo alfa macho vou-te-proteger-com-minha-vida, a reação deles a alguns acontecimentos é previsível. Gostei dos personagens VampLycans, mas confesso que estou mais interessada no GarLycan Lord Aveoth, que nem sei quando a autora lança. Esse apareceu pouco mas deixou boa impressão. Diverte deixando um gostinho de quero mais.
Recomendaçãoprimeiro, você precisa gostar de ler livro com sobrenatural. Depois, saber que nos livros de Lady Dohner a parte erótica é forte.  Sabendo disso tudo, manda ver. Público alvo para 16+.

4,5 estrelas.

a autora

4 comentários:

  1. Eu amei o Drantos e fiquei louca pelos próximos da serie. Achei bem legal o universo criado pela Laurann que é diferente do que conhecemos pela misura de raças. A adaptação ao clã também foi difícil e fiquei augustiada pela Dusti... Que barra ter q provar ser o suficiente pro homem que vc ama mais que tudo. Como sempre amei mais o malvado fodão Aveoth 💖💖 quero muito a historia dele 💖💖

    ResponderExcluir
  2. Gente como faço para comprar os livros ????
    Amo os novas especies e a irmandade da adaga negra......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta série aqui em específico ainda não está disponível no BR. Da autora apenas a série NOVAS ESPÉCIES começou a ser lançado pela Universo dos Livros, assim como a série ADAGA NEGRA, que já se encontra no número 14. Em português, você compra estas duas séries em qualquer grande livraria e pelos sites.
      Agora, se você se refere a comprar as séries em inglês, você pode comprar o impresso até pelo site do Amazon Brasil.
      Selecione a versão em inglês, que já aparece o preço em Reais. O frete leva mais ou menos 1 mês para chegar porque a Amazon Br aproveita frete conjunto, mas o livro chega com certeza. Já comprei muito assim.
      A vantagem de comprar usando o Amazon Br é que você deixa de pagar alguns impostos que tornam o produto mais caro, caso você comrprasse diretamente so Amazon americano.

      Excluir