terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Release Blitz - Aly Martinez - Fighting Solitude (On the Ropes #3)


(Resenha em PORTUGUÊS - role a tela para o final)


Fighting Solitude is Book Three in the On The Ropes Series by Aly Martinez and is Quarry’s highly anticipated story.

Now Available!
Barnes & Noble: http://bit.ly/1NU89lo


**Each book in the series can be read as a standalone**



Blurb

**Special Pre-order Pricing!**

I was born a fighter. Abandoned by my parents, I spent my life forging my own path—one guided by my fists and paved with pain.
Untouchable in the ring, I destroyed everyone who faced me, but that’s where my victories ended. Outside the ropes, I repeatedly failed the few people who loved me. Including my best friend, Liv James—the one person I’d die to protect.
Even though I didn’t deserve her, Liv never stopped believing in me. Never gave up. Never let go. After all, she understood what I’d lost, because she’d lost it too.
Liv was everything to me, but she was never truly mine.
That was going to change.
I lost my first love, but I refused to lose my soulmate.
Now, I’m on the ropes during the toughest battles of my life.
Fighting to be the man she deserves.
Fighting the solitude of our pasts.
Fighting for her.


REVIEW

The end of the previous book brings a new struggle for life of Page brothers, especially to Quarry.
Preparing to be introduced as a Heavyweight fighter, he gets the worst news of his life.
Quarry fought since birth as premature. Then, with his brothers, he fought to survive the abusive parents, hunger, fear of separation by adoption.
Boxing helped Page brothers in more ways than one.
Through boxing, Quarry met Liv James, a girl with angel's appearance, but she was strong inside that could rival even the great fighters inside the ropes.

But this tragedy that befalls Quarry, he needs more time to rebuild, and he has the help of his best friend Liv.
However, Quarry doesn't know that since her 12 years old, Liv is crazy for him.
What seemed to be an easy road they could be together, turns out to have a huge obstacle; one that death itself prepared for them.

Quarry realizes that some feelings from the past had only been buried, but not completely destroyed, and now, he would have to fight against the silence and the darkness that both frightened Liv to prove to her that they would work together.

But was Liv prepared to face Quarry "the Stone Fist" Page?

Aly Martinez couldn't have finished this trilogy  better.
Tears brought to my eyes for a few moments about the trajectory of the brothers, especially in the final chapters.
The chapters are told by Liv and Q's POV, but there are few surprises...
They deserved every tiny piece of happiness they achieved...

5 STARS!!!




Fighting Silence (Book One) On the Ropes
ONLY $0.99

Fighting Shadows (Book Two) On The Ropes

About the Author


Born and raised in Savannah, Georgia, Aly Martinez is a stay-at-home mom to four crazy kids under the age of five, including a set of twins. Currently living in South Carolina, she passes what little free time she has reading anything and everything she can get her hands on, preferably with a glass of wine at her side.
After some encouragement from her friends, Aly decided to add “Author” to her ever-growing list of job titles. Five books later, she shows no signs of slowing. So grab a glass of Chardonnay, or a bottle if you’re hanging out with Aly, and join her aboard the crazy train she calls life.

 STALK HER: Website | Facebook | Twitter | Goodreads

-------------------------------------------------------------------------------------------------


(Portuguese Review ~~ Resenha em Português)



Sinopse >> Eu nasci um lutador. Abandonado pelos meus pais,  passei a minha vida forjando meu próprio caminho,  guiado por meus punhos e pavimentado com minha dor.
Intocável no ringue, eu destruí todos que me enfrentaram, mas é aí que as minhas vitórias terminam. Fora das quatro cordas, eu falhei repetidamente com as poucas pessoas que me amavam. Incluindo a minha melhor amiga, Liv James - a única pessoa que eu morreria para proteger.

Mesmo que eu não a merecesse, Liv nunca deixou de acreditar em mim. Nunca desistiu. Nunca me abandonou. Afinal de contas, ela entendeu o que eu tinha perdido, porque ela tinha perdido também.
Liv era tudo para mim, mas ela nunca foi realmente minha.
Isso iria mudar.
Eu perdi o meu primeiro amor, mas eu me recusei a perder a minha alma gêmea.
Agora, estou de volta às batalhas mais difíceis da minha vida.
Lutando para ser o homem que ela merece.
Lutando contra a solidão do nosso passado.
Lutando por ela.

Resenha >> Último livro da trilogia On The Ropes, aqui conhecemos a história do caçula, Quarry Page.

Para quem não conhece, os Page são três irmãos: Till, Flint e Quarry.
A vida deles não foi nada fácil.
Filhos de pais abusivos, eles desde novinhos aprenderam que não poderiam contar com os adultos que deveriam ser responsáveis por eles, mas apenas uns com os outros.
Till, o mais velho, trabalhava para manter os irmãos juntos, nada de se separarem pela adoção.
O pai era um escroque viciado, e a mãe só se preocupava com ela, e em manter as unhas feitas. Até que chegou o dia que a mãe se mandou e foi Till quem segurou a barra, se mantendo em vários empregos. Mas o grande sonho dele era ser lutador profissional - o que também o ajudava a canalizar toda a raiva contida.
Para isso, ele teve a ajuda de Slate Andrews, ex-lutador profissional e dono do ginásio On the Ropes, que em troca de trabalho, deixava  Till treinar.

Till tinha uma amiga que conheceu num ap vazio, onde ele costumava se refugiar para fingir que havia um mundo melhor lá fora. Eliza achou o mesmo ap para ir desenhar em paz, já que sua mãe não gostava de vê-la fazendo isso, alimentando o mesmo sonho do pai em ser um artista famoso - mas nunca conseguindo.
Eles cresceram se encontrando nesse "mundo particular". Eram apaixonados um pelo outro mas, sem coragem de se declararem, namoraram outros até que se separaram.
Encontraram-se tempos depois, em outra cidade, quando Eliza morava sozinha num ap, fazendo faculdade, e Till e os irmãos tornaram-se vizinhos dela.
Acabaram tornando-se uma família torta, mas que se amavam.

Till torna-se campeão, mas ele tinha um problema: sofria de um tipo de surdez que poderia atacá-lo a qualquer momento; e isso acontece. Nos exames feitos nos irmãos, ele descobre que o caçula Quarry herdara a mesma patologia.
Mas apesar dos pesares, eles mantêm-se juntos. Till luta contra o silêncio como o campeão que era.

No auge da carreira de lutador de Till, acontece algo drástico que faz com que Flint fique numa cadeira de rodas. Ele não ficaria surdo mas paralítico. Grande sina a dos irmãos Page...

Nesse ínterím, com um filho famoso e rico, Debbie Page, a mãe, aquela mesma que só queria se dar bem, reaparece bancando a mártir e quer tirar vantagem. Para isso, ela ataca onde sabe que terá resultado: tira Quarry dos irmãos.
Mas o novo marido de Debbie, também tinha uma filha, Ash, e esta era bem espertinha.
Ash e Quarry tornam-se amigos e ela é apresentada ao mal-humorado Flint.

Ash não se deixa abater pelo semblante sério de Flint e o faz rir depois de muito tempo.
Mas Ash guardava certos segredos que para Flint eram difíceis de encarar. Mas se ele quisesse mantê-la a seu lado, ele teria de lutar para vencer as sombras que o atormentavam.

Enquanto isso, Quarry vai crescendo.
A vida dos irmãos começa a melhorar com a ascensão da carreira de Till.
Por conta da surdez de Till, todos aprenderam a linguagem de sinais. Inclusive uma nova amiguinha de Quarry, Liv James, filha do chefe de segurança do ex-lutador Slate, Leo James.

Liv morava com o pai e a madrasta - boa como uma mãe -, em Chicago, mas sempre que podia viajava com o pai para Indianapolis onde ficava o ginásio e onde ocorria a maioria das lutas.
Ela e Q se conheceram quando tinham 9 e 10 anos, respectivamente.
Q era o garoto grande, muito maior que sua idade, com cara de bravo, que adorava praguejar e se passar como durão, mas tinha o coração mole. Enquanto que Liv era a de aparência hispânica doce, mas com uma força interior que rivalizava com muitos lutadores no ringue.

Liv viveu os primeiros anos de sua vida com sua mãe biológica, viciada em heroína, que vivia trocando de parceiros e mantinha Liv trancada no quarto, no escuro, com ameaças horríveis caso saísse de lá.
Liv não sabia se tinha mais medo do escuro ou quando tudo ficava em silêncio.

Ninguém sabia desses seus medos, a não ser seus pais, seu conselheiro e Quarry.

Tornaram-se amigos. Mas num determinado acontecimento traumático acabam brigando e ficam 3 anos sem se ver.
Quando Liv fica sabendo através dos jornais que a surdez havia alcançado Quarry, ela esquece sua raiva e viaja até Indianapolis para vê-lo. Lá, ela tem o segundo choque que o envolve: ele tinha uma namorada. 

Mia March era surda desde bebê, quando venceu um tumor no cérebro. Apesar do choque, as duas acabam tornando-se grandes amigas. Só que o tumor de Mia havia voltado e ela não havia contado a ninguém, apenas os pais sabiam. Quando ela morre, tanto Q quanto Liv levam um baque e acabam por se apoiarem para enfrentarem a dor.

Eles eram melhores amigos.
Eles tinham Mia entre eles.
Eles jamais poderiam ficar juntos...


Ainda.


Aly Martinez não poderia ter terminado sua trilogia de forma melhor.
Para quem acompanhou a trajetória desses rapazes, se emociona com cada conquista e sente a dor a cada má notícia. E olha que são muitas...
Mas são 3 guerreiros.

As mocinhas também não ficam atrás. Cada uma delas, do seu jeito, foi importante para o crescimento deles. Aqui todos sofreram, ninguém nasceu em berço esplêndido. E é ótimo acompanhar cada vitória dentro e fora dos ringues.

O ritmo é ótimo. Personagens fortes. Os livros são interligados e é melhor se lidos na ordem, mas cada história de casal tem começo, meio e fim, sem cliffhanger.
Taí uma trilogia interessante para ser publicada no BR.

5 estrelas

Nenhum comentário:

Postar um comentário