sexta-feira, 11 de março de 2016

Katie McGarry - Nowhere But Here (Thunder Road #1)



Ficha técnica: Nowhere But Here
Autora: Katie McGarry
Editora Harlequin Teen
Lançamento original: 26/maio/2015
Lançamento BR: ainda não
496 páginas
POV: primeira pessoa - Oz e Emily
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; Young-adult

Protagonistas: Emily Jennings (McKinley); Jonathan (Oz); Olivia e Cyrus McKinley; Eli McKinley, Megan Zoe Nader
Local/ano: Florida; Snowflakes, Kentucky/atual

"Emily, 17 anos, gosta de sua vida do jeito que é: pais amorosos, bons amigos, boa escola em um bairro seguro. Claro, ela é curiosa sobre o pai biológico - aquele que escolheu a vida em um clube de motos, o Reino do Terror, do que ser um pai, mas isso não significa que ela queira fazer parte de seu mundo. Mas quando uma visita relutante vira férias de verão estendidas entre os parentes que ela nunca ouviu falar, uma coisa fica clara: nada é o que parece. Não é o clube, não o segredo de seu pai e não é Oz, um cara com os olhos mais azuis que ela já viu - que pode ajudá-la a entender os dois.

Oz quer uma coisa:  se juntar ao Reino do Terror. Eles são os mocinhos. Eles protegem as pessoas. Eles são... família. E enquanto Emily, a filha linda e protegida do mais respeitado membro do clube - estiver na cidade, ele vai provar isso para ela. Então, quando o pai dela lhe pede para mantê-la a salvo de um clube rival com contas a acertar, Oz sabe que é a sua chance dos sonhos. O que ele não contava é que Emily poderia transformar esse sonho de cabeça para baixo.

Ninguém quer que eles fiquem juntos. Mas às vezes a pessoa certa é aquela que você menos espera, e a estrada que mais tememos é a que te leva para casa."


A curiosidade matou o gato. E também levou Emily a um mundo que ela nunca pensou existir.
A vida de Emily era pacata e perfeitamente normal. Escola, amigos, planos para o futuro. mas aos 10 anos ela começou a fazer perguntas sobre seu pai biológico.
Sim, ela sabia que o homem que se casara com sua mãe quando ela tinha 5 anos não era seu pai, mas ela o considerava assim. Ele era bom para elas. Até que um belo dia, um outro homem, alto e tatuado, aparece em sua vida. Eli McKinley era o pai de Emily. Ele fazia parte de um motoclube e esse clube era a vida dele.
Uma vez por ano Eli aparecia na Florida para passar uns dias com a filha.

Quando Emily estava na adolescência, um email chega comunicando a morte de sua avó paterna. Sua mãe, Megan, fica transtornada e quer ir ao enterro, mas ao chegar em Snowflakes, na terra com tantas lembranças, ela passa mal e Emily e o padrasto vão sozinhos.

Chegando lá a surpresa. Não só sua avó não tinha morrido - apesar de estarem num velório de fato -, como ela queria passar um tempo com a neta.

Olivia McKinley era uma mulher de personalidade forte. Havia perdido um filho anos atrás, perdera sua única neta quando anos antes Megan fugiu de Snowflakes.
Havia muitos segredos. Emily não conhecia nada de sua família, e a pedido de Olivia, que estava morrendo de câncer, Emily ficou mais algumas semanas na cidade.

Acontece que havia uma rivalidade entre dois MC, os Reign of Terror e os Riots. E sem que Emily soubesse, ela era o principal motivo disso.
Exatamente por isso, obrigado a deixar que a filha permanecesse na cidade, Eli manda Oz ficar de olho nela.

Oz tinha a mesma idade de Emily e seu maior sonho era fazer parte do clube.
Para ele, Emily era nada mais do que um aborrecimento. Ele conhecia parte do segredo que envolvia ela e sabia que ela significava problema, mas a pedido de Eli, Oz teria de ficar o tempo todo ao lado dela.
Mas assim como Emily não conhecia nada sobre o que era um clube de motos - mas ela tinha uma vaga ideia de que não era boa coisa -, Oz não conhecia o que levara Megan a fugir de Snowflakes e ser considerada uma traidora. E, assim, ambos vão descobrindo.

As revelações são bombásticas, mas naquele momento tanto Emily quanto Oz já estavam envolvidos em emoções novas e não queriam se distanciar. O mundo deles era diferente um do outro, mas eles queriam tentar.
A dúvida era: até que ponto suas famílias estariam dispostas a arriscar outras vidas em nome da relação dos 2 jovens?

 Fonte: ChasingFaerytales.blogspot.com


Dois clubes; dois rivais. Um legal o outro, não. E no meio, uma família destroçada.
Emily não sabia o que lhe aguardava ao chegar naquele velório. Não só por descobrir que sua avó não havia morrido de fato, mas que esta estava em processo, com um câncer avançado, mas que, acima de tudo, queria resgatar a neta que tanto amava.

Os segredos eram muitos. Emily teria de crescer rápido e aprender a lidar com aquela guerra que a cercava.
Oz, que a princípio a achava a causadora de tudo, passa a ser um bom amigo, e mais ainda. Os outros rapazes do clube, Chevy, Razor, e Violet - que teimava em não querer mais fazer parte de tudo aquilo - dividiam com Emily um passado mais feliz. 
A cada nova revelação, Emily se vê tendo que tomar uma decisão, e talvez esta não seja a que vai agradar a maioria.

Um romance adolescente com um tema sério e forte. 
Katie McGarry não apela para a violência ou cenas de sexo, mas a enredos inteligentes.
Narrativa muito bem construída. Personagens que cativam. Bom ritmo.
Só achei que a história - toda a verdade - demorou um pouco para vir à tona. Toda aquela superproteção sobre Emily não a ajudou a crescer; ao contrário, fez com que ela desenvolvesse vários medos ao longo da vida, medos esses que agora ela teria de encarar de qualquer maneira.
E no final, a revelação bombástica...
Sem cliffhanger.

Reação: sempre gosto dos livros dessa autora. É um young-adult que não cansa na leitura.
Recomendação: acima dos 14 anos.

4,5 estrelas

Um comentário:

  1. você sabe se essa seria da Katie também vai ser traduzida para portugues?

    ResponderExcluir