sexta-feira, 1 de abril de 2016

K. J. Charles - A Gentleman's Position (Society of Gentlemen #3)



(English review scroll down)


Ficha técnica: A Gentleman's Position
Autora: K. J. Charles
Editora Loveswept
Lançamento original: 05/abril/2016 PRÉ-LANÇAMENTO
Lançamento BR: ainda não
246 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Romance contemporâneo; Homoafetivo

Protagonistas: Lord Richard Vane; David Cyprian
Local/ano: Londres; Yorkshire;Cricklade/1820


"Em meio a seu excêntrico, embora baseado em princípios, grupo de amigos, Lord Richard Vane é o confidente a quem todo mundo depende para um conselho, retidão moral e assistência discreta. No entanto, quando Richard tem um problema, ele busca seu valete, um estrategista de inigualável genialidade e objeto dos desejos mais profundos de Richard. 

Se há uma regra que um cavalheiro deve seguir é nunca flertar com os servos. Mas quando David está perto o suficiente para tocar, as regras de classe colidem com o melhor tipo de instinto animal: desejo avassalador.

Para David Cyprian, roubo e chantagem são um dia normal de trabalho, assim como engraxar sapatos - qualquer coisa para o homem a quem ele é dedicado. Mas a única coisa que ele quer para si mesmo é a única coisa que Richard se recusa a dar: o seu coração. 

Com a tensão entre eles crescendo ao insuportável, o mestre de David, aparentemente incorruptível, o deixou sem escolha. Colocando suas habilidades finamente afiadas de sedução e manipulação para uma boa causa, ele vai convencer Richard a esquecer tudo sobre suas objeções bem-intencionados e ceder à tentação doce e pecaminosa."


Richard Vane era o 2° filho do marquês de Cirencester, título agora ocupado pela filho mais velho, Philip, que já possui 7 filhos, sendo três deles meninos, o que significa que a probabilidade de Richard herdar o título era bem pequena. Mas ele não sentia esse desejo de qualquer forma. Ele se dava bem com seu irmão e sobrinhos, ainda crianças, e mesmo não tendo seguido a vida clerical ou o exército, ele participava ativamente da administração do marquesado do irmão.
Ele era muito rico, belo, bom amigo e justo. Não tolerava que pessoas destratassem empregados, como aconteceu com um primo seu que destratou uma empregada da casa de Richard. Este não só fez o primo desculpar-se com ela, como o expulsou de lá quase a pontapés.

Como bom amigo, Richard também era muito procurado para resolver os "pepinos" dos amigos, em especial daqueles que faziam parte do clube Ricardiano.
Mas para isso, Richard tinha uma arma infalível: seu fiel valete Cyprian.

David Cyprian trabalhava, oficialmente, como o valete de Richard há quatro anos e meio.
Um pouco mais baixo que seu patrão, mas com bastante força física e muita inteligência, ele sempre encontrava uma maneira para ajudar os amigos de Lord Vane.
Sua fama tanto como valete - perfeito em sua atuação - quanto como o faz tudo de Richard, o precedia. E também por isso ele era muito cobiçado por outros cavalheiros que lhe ofereciam somas enormes para que ele aceitasse cuidar do guarda-roupa deles.

Mas além de ser bem pago, Cyprian tinha um motivo a mais para ficar em seu emprego. Ele sentia uma forte atração por seu patrão. Mas ele sabia o seu lugar e nunca fez qualquer movimento em falso.

Quando um fantasma do passado de Richard retorna, David é o porto seguro que aquele precisava.
A mãe de Richard havia escrito uma carta para ele avisando que ela estava morrendo e gostaria de vê-lo. Acontece que por causa de um certo escândalo - abafado - do passado, Richard havia praticamente esquecido que a mãe ainda vivia, e agora ele teria de encará-la.

Partem para Yorkshire e lá, atordoado com a situação que encontra, Richard cai em tentação e se aproxima de David, mas logo lembra-se do risco que estava correndo, isso sem contar que seria muito pior para David já que este era de classe inferior, e com isso ele se detém.
Mas esse mal-estar dá margem a outra situação mais adiante, que dá coragem a Cyprian de se declarar, mas nada sai como ele pensara e depois disso ele parte na calada da noite.

No entanto, havia nuances sobre a partida de Cyprian que causaria uma certa comoção.
Primeiro, Richard não queria perder o valete, e o substituto que ele arrumou nos dias seguintes não chegava aos pés dele. Depois, por ter um cargo de confiança com Richard por tanto tempo e tê-lo ajudado a resolver situações constrangedoras e perigosas para os amigos deste também, Cyprian era detentor de vários segredos. Será que ele seria capaz de chantagear um deles?
E nesse meio tempo, mais uma situação aconteceu que poderia colocar não só um primo de Richard em enrascada feia - cadeia e forca - assim como o próprio Richard e outros amigos. Tudo porque uma carta de amor de outras duas pessoas fora interceptada pelo irmão de um deles e este fazia chantagem com o irmão e seus amigos - o que incluiria Richard - de mudar um certo testemunho que inocentou um baderneiro meses antes. Ou ele entregaria a carta e todos seriam acusados de sodomia.

Apesar de estar em outra cidade, vivendo com sua mãe e padrasto, Cyprian atende o chamado e vem ajudar Richard e os amigos, e devo dizer, o plano dele foi brilhante. A cena é muito bem articulada e até engraçada.
Mas mais ainda, esse retorno de Cyprian, o que seria por pouco tempo, dá oportunidade a Richard de avaliar a sua vida. Um homem de quase 38 anos, que sabia bem o que queria da vida, que não tinha um título para precisar de um herdeiro e que, de certa forma, poderia contar com o apoio do irmão.

  

Como último livro da série, a autora não poderia ter terminado de forma melhor, com o personagem mais carismático que aparece em todos os livros anteriores.
Richard é daquelas pessoas que com certeza marcam. Ele tinha uma boa vida e poderia viver como um dândi, mas prefere ser aquele que é leal às pessoas que ama, sejam da família de sangue ou amigos. Ele ajuda a todos e não menospreza a ninguém pelo seu nascimento não privilegiado.
E antes que pense que sua primeira reação ao rechaçar David Cyprian foi um ato de humilhação ao empregado, foi justamente o contrário.
Mas houve um mal-entendido e mesmo quando ele tentou resolver a situação, por um momento ele se perdeu entre a empatia e o medo de causar um dano ainda maior.

Cyprian também é um personagem fenomenal. Inteligentíssimo,  ele sabia fazer as conexões certas. Por ter um cargo subalterno, mesmo sendo cobiçado por outros cavalheiros, ele tinha livre acesso a andar por paragens que seriam impossiveis a Richard. E com isso descobrir mais segredos que poderiam ser usados como moeda de troca no futuro.
A história de vida dele e da mãe dele também é bem interessante.

Mas mais do que o romance deles em si, que ocorre, a solução dele para resolver o problema da carta interceptada foi soberba. A cena foi uma das mais bem escritas que já li quando se trata de apresentar um plano elaborado, e bem divertida.

Como primeira série de romance de época homoafetiva devo dizer que fui feliz em encontrá-la; em nada me desapontou. Pesquisas muito bem feitas sobre os costumes de época e enredos inteligentes.




*ARC cedido pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Blurb >> Among his eccentric though strictly principled group of friends, Lord Richard Vane is the confidant on whom everyone depends for advice, moral rectitude, and discreet assistance. Yet when Richard has a problem, he turns to his valet, a fixer of unparalleled genius—and the object of Richard’s deepest desires. If there is one rule a gentleman must follow, it is never to dally with servants. But when David is close enough to touch, the rules of class collide with the basest sort of animal instinct: overpowering lust.
 
For David Cyprian, burglary and blackmail are as much in a day’s work as bootblacking—anything for the man he’s devoted to. But the one thing he wants for himself is the one thing Richard refuses to give: his heart. With the tension between them growing to be unbearable, David’s seemingly incorruptible master has left him no choice. Putting his finely honed skills of seduction and manipulation to good use, he will convince Richard to forget all about his well-meaning objections and give in to sweet, sinful temptation.

Review >> As the last book in the series, the author couldn't have ended in a better way, with the most charismatic character who appears in all the previous books.
Richard is one of those people who certainly mark. He had a good life and could live like a dandy, but prefers to be the one who is loyal to the people he loves, it doesn't matter if they were from same blood or just friends. He helps everyone and doesn't belittle anyone for their unprivileged birth.
And before you think that his first reaction to fend off David Cyprian was an act of humiliation to the employee, it was just the opposite.
But there was a misunderstanding and even when he tried to resolve the situation for a moment he was lost between empathy and fear of causing further damage.

Cyprian is also a phenomenal character. Highly intelligent, he knew how to make the right connections. By having a subordinate position, even being coveted by other gentlemen, he had free access to walk where would be impossible to Richard. And with that he discovers more secrets that could be used as bargaining  in the future.
His and his mother's life story is also very interesting.

But more than their romance itself, that happened, his solution to the problem of the intercepted letter was superb. The scene was one of the best written I ever read when we talk about an elaborate and well fun plan.

As the first series of gay romance season I read, I must say that I was happy to find it; nothing disappointed me. Research well made about the customs of the time, good pace and intelligent plots.

Nenhum comentário:

Postar um comentário