segunda-feira, 2 de maio de 2016

Clarissa Wild - Viktor



Ficha técnica: Viktor
Autora: Clarissa Wild
Editora self
Lançamento original: 27/abril/2016
Lançamento BR: ainda não
POV: primeira pessoa - Alexis e Viktor
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; Drama

Protagonistas: Viktor Melikov; Alexis Kidd; Alisha Kidd; Winston; Deangelo
Local/ano: não especificado/atual (+ lembranças de 16 e 10 anos atrás)

"Animal. Monstro. Fera. Isso é o que eles chamam Viktor Melikov, o homem que se esconde nas sombras... Mas até os monstros precisam ser amados. No momento em que ele vê a garota contratada para dançar para ele, tudo deixa de existir. É uma sensação que ele não está familiarizado... e que ele anseia ter mais como nunca antes.

Alexis Kidd vende seu corpo. Não porque ela quer, mas porque ela precisa. Uma garota faz o que precisa para sustentar a família e sobreviver.

Agora ela deve dançar para um homem escondido atrás de um véu.
Mas quando o desejo de dar uma olhada torna-se muito forte... Alexis recebe mais do que ela esperava.
E mais do que Viktor estava disposto a dar."

Inspirado num conto de fadas.





Um cliente. Isso era o que Alexis iria encontrar ao transpassar aqueles muros da casa totalmente distante da cidade.

Alexis era prostituta. Depois de se ver vivendo sozinha na cidade grande com sua irmã caçula, Alisha, ela precisou fazer o que foi preciso para que ambas sobrevivessem.
A princípio começaram com pequenos roubos. Comida. E viviam e dormiam na rua. Mas conforme foi crescendo e desenvolvendo o corpo, as propostas de trocar sexo por dinheiro ou comida começaram a surgir, e ela não hesitou em aproveitar.
Hoje, apesar de não gostar do que faz, Alexis tem consciência de que é isso que coloca comida na mesa e um teto sobre a cabeça delas.

Deangelo, seu cafetão, arrumou um trabalho relativamente fácil dessa vez. O cliente era conhecido por querer apenas ver um strip. Sem toque, sem sexo. E é isso que ela faz.
O dinheiro era bom - ela receberia o que normalmente ganhava em uma semana. Mas havia uma regra: nada de encarar o cliente.

Alexis é recebida por um homem mais velho que a leva para um quarto na qual uma cortina a separava do cliente. A música começa, ela dança, tira a roupa e só vê a silhueta do homem do outro lado.
Ela não era exatamente conhecida por obedecer as regras. Por isso, apesar de não tocar na cortina, ela encarou seja lá quem estivesse do outro lado, e isso, de certa forma, fez com que ele gostasse dela ainda mais.
Antes que ela partisse ele pergunta o nome dela.

Alisha entende o que a irmã precisa fazer, mas não aceita. E acaba por colocar as duas numa grande confusão quando decide invadir a casa desse cliente para roubar-lhe.
Ao ir atrás da irmã, Alexis a encontra amarrada numa cadeira e o homem para quem ela dançou deu-lhe duas alternativas: ou Alisha ficava com ele, ou ele chamaria a polícia.
No intuito de salvar a irmã menor, sua única família, Alexis se oferece para ficar em seu lugar.
Proposta aceita, Alisha é colocada num taxi para partir, enquanto Alexis é encaminhada a um dos quartos de hóspedes.

Daí, o embate dos dois começa...






E para variar quem salva a conexão mal feita deles é Winston, que conta a Alexis um pouco pelo que Viktor passou. Especialmente por conta da máscara que ele usa escondendo seu rosto.

Mais à frente, quando numa discussão ele a expulsa do quarto e ela foge da casa, ficando em perigo, ele vai atrás e a salva.  Com isso torna-se necessário a revelação de alguns pormenores do passado.

Alexis fica sabendo por que ela não poderia voltar para sua casa; por que corria risco de morte e como isso tinha a ver com a máscara que Viktor usava até então.

Ele havia passado por uma prova em que teve seu corpo e rosto, do lado esquerdo, retalhados e ainda tacaram fogo.
Viktor e Alexis tornaram-se cúmplices, amigos e, a seguir, amantes.




O homem que se considerava um monstro, passou a amar e por Alexis ele faria qualquer coisa. E como  o inimigo estava à espreita, Viktor foi obrigado a deixar Alexis partir.


Liberada de viver com ele, Alexis tinha um objetivo em mente: salvar sua irmã. Mas novas revelações fizeram-na tomar um novo rumo na sua vida. Ela precisaria fazer o que jamais pensou que faria e talvez ainda houvesse uma remota chance de uma nova vida à frente...



Depois de todos esses GIFS, acho que não fica difícil saber de qual conto de fadas esse livro foi inspirado, né?

Uma versão moderna de A Bela e a Fera, com um passado nada bonito para ambas as partes.
Há muitos segredos a serem revelados, e por mais estranho que pareça, o encontro de Viktor e Alexis não foi algo premeditado. A coincidência fez com que se encontrassem e Viktor, que sabia de toda a história, acaba se aproveitando para mantê-la segura com ele.

Mas Alexis era um desafio. Ela não gostava de receber ordens ou obedecer regras, e isso fazia com que Viktor ficasse não somente irritado, mas também admirado porque, diferente das mulheres anteriores contratadas, ela não tinha medo dele.

O livro é stand alone; sem cliffhanger, mas o ritmo é muito rápido.
Achei que a autora poderia ter trabalhado mais o lado psicológico dos personagens - em especial o dele, por ser um homem atormentado pelo que passou - e alguns saltos no tempo deixaram certos aspectos sem explicação.
Há cenas engraçadas que até remetem ao clássico feito pela Disney, quando Viktor mostra seu lado raivoso e Alexis o enfrenta. A parte em que ela banca a heroína ficou um pouco forçada, difícil de acreditar.
O livro não é de todo ruim, mas como este conto de fadas é o meu preferido, eu esperava mais dele.

3,5 estrelas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário