segunda-feira, 16 de maio de 2016

{{CURIOSIDADE}} Cortes de Cabelo Masculino

A moda sempre esteve muito mais ligada à figura feminina do que à masculina.
Na nossa cabeça acaba sendo mais fácil idealizar o homem com cabelos curtos ou, talvez até os ombros; com ou sem barba e bigode, e pronto!

Mas na verdade, os homens dos séculos XVII, XVIII e XIX tinham sua parcela de vaidade (haja vista nossa postagem anterior falando sobre as gravatas >> AQUI).

Por isso, diferente do que muitos acreditam, naquela época havia sim diferentes cortes de cabelo masculino.

Vamos conhecer alguns e, assim, poderemos visualizar melhor na próxima vez que lermos algum romance de época...



No século XVII, Louis XIII era careca e, por isso, tornou moda o uso da peruca na Corte Francesa; moda esta que acabou se estendendo a toda Europa. As perucas cinzas, caras  e elaboradas em seus cachos, davam sinal de sabedoria e autoridade àqueles que a usavam.
O cabelo no final do século XVII foi usado longo, principalmente por cavalheiros mais velhos e mais conservadores (imitando a moda das perucas). Este escudeiro de caça da gravura, datada de c.1800, ainda usa o cabelo bastante longo sob o chapéu de aba larga casual.

      Gastón Le Conte de Rouvray
     Pintor George Morlan (1800)


Em 1795, numa tentativa de aumentar a receita, William Pitt aumentou os impostos sobre os produtos que faziam a manutenção das perucas, tornando seu uso impraticável.
Muitos homens protestaram, mas o jeito foi adotar o cabelo natural.
Alguns os usavam mais longos...


Outros adotaram o natural curto, como o estilo "Bedford Crop", em homenagem ao Duque de Bedford que desafiou seus amigos a abandonarem suas perucas.

5° Duque de Bedford



Homens mais elegantes começaram a usar o seu cabelo cortado mais curto. Na maioria das vezes, o cabelo era escovado para a frente. As costeletas apareceram e tornaram-se referência para as próximas décadas.

Mas definitivamente, o que mais influenciou a moda masculina, de um modo geral, foi George Bryan Brummel, ou Beau Brummel. Seu estilo tanto no cabelo, quanto nas roupas e maneirismos, era copiado pela maioria dos cavalheiros ao longo do século XVIII.


Sua toilete diária era examinar minuciosamente seus rosto, com um espelho de dentista, para retirar com a pinça todos os pelos excedentes.
O cabelo era escovado para frente com um volume no topo da cabeça. Esse estilo, chamado de BRUTUS, não nos faz lembrar um certo personagem de Orgulho & Preconceito?



Além do Brutus, outros estilos de penteados, também em referência aos soldados greco-romanos, eram  chamados de CAESAR e TITUS.
Eram cortados curtos atrás, mas na frente mantinham um certo volume quase alcançando os olhos (o que chamamos de franja). No caso do penteado Caesar quase podia-se ver as "folhas do Imperador" desenhadas no cabelo, deixando-o espetado nas laterais.

foto de homem desconhecido
c.1810-20 - estilo Caesar


Mas acredito que um dos cortes que mais faz sucesso entre as leitoras atuais - e nos filmes que retratam homens daquela época-, seja o corte QUERUBIM.
Influenciado pelos românticos, este corte, que lembrava um pouco o estilo Bedford, era mantido um pouco mais longo atrás e nos lados, com volume. Mantinha-se as costeletas, mas o rosto permanecia barbeado, como o rosto de um 'anjo'.






**Gravuras fonte >> Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário