terça-feira, 14 de junho de 2016

Anna Zaires - Claim Me (Capture Me #3 - Spin Off de Twist Me)




Ficha técnica: Claim Me
Autora: Anna Zaires
Editora Mozaika Publications
Lançamento original: 14/junho/2016  LANÇAMENTO
Lançamento BR: ainda não
390 páginas
POV: primeira pessoa - Lucas e Yulia
Gênero: Romance contemporâneo; Dark

Protagonistas: Lucas Kent, Yulia Tzakova; Misha
Local/ano: Colômbia; Venezuela; Ucrânia; Chicago (USA); Suíça/atual (4 anos à frente)

"Ela está em fuga.

A liberdade de Yulia Tzakova vem com um alto preço. Seu ex-captor domina seus sonhos, e sobreviver consome seus momentos de vigília. Ela pode ter escapado, mas  está longe de estar segura.

No sombrio mundo de espiões e traição, nada é o que parece.

Ele está obcecado em tê-la de volta.

A raiva de Lucas Kent não conhece limites. O perigo de seu trabalho ocupa seus dias, mas caçar Yulia é o objetivo de vida dele. Quando ele encontrá-la, ela nunca  mais vai escapar.

Ele vai fazer o que for preciso para mantê-la."


Continuação da série > Livro #1 Capture me >> resenha;  Livro #2 Bind me >> resenha



Mais uma vez avisando, este livro começa exatamente no ponto em que parou o anterior. Portanto, esta resenha pode conter spoilers dos outros livros.

LEIA POR SUA CONTA E RISCO.




Lucas estava a trabalho em Chicago, cuidando da segurança de Julian Esguerra e sua esposa grávida, Nora.
Pouco tempo depois de sua chegada à cidade, não só Rosa, a empregada e acompanhante de Nora, sofre um ataque numa boate, acabando em mortos e eles numa guerra entre mafiosos, como Lucas fica sabendo que Yulia, sua prisioneira na Colômbia, havia fugido.

Na cabeça dele só passava uma certeza: ela fugira para salvar seu amante. E isso só fez com que sua determinação em matar esse homem aumentasse.

Yulia consegue contactar Obenko, seu chefe na organização, e alertá-lo sobre quão perto Julian Esguerra estava em localizá-los. E isso colocava Misha em perigo.
Ela é resgatada para ir até eles, onde sofre um severo interrogatório para terem certeza de que ela não havia se tornado uma agente dupla, trabalhando para o inimigo.

Para Yulia havia duas grandes e fortes razões para fugir da Colômbia.
Não era o motivo óbvio, por ela ter sido levada para lá como cativa, mantida presa nos primeiros dias, sem roupa e usada como objeto sexual de Lucas.
Na verdade, sua fuga era para alertar Obenko porque ele cuidava do irmão caçula dela, Misha. 
Misha morava com a irmã de Obenko e pelas fotos ocasionais que Yulia recebia dele, ele tinha uma vida normal de um garoto de 14 anos, coisa que ela não poderia ter dado a ele quando seus pais morreram, ela ainda uma menina e ele, um bebê, e foram levados para um orfanato.
Além disso, num momento de fraqueza, ela havia confessado a Lucas que o amava e isso atrapalhava tudo.
Lucas não via a ela dessa forma. Ela era sua prisioneira, seu objeto, não uma pessoa a ser amada. E quando ela pediu a ele que poupasse a vida de Misha na ocasião em que fossem atacar a Organização, ele negou-lhe o pedido.

Assim que se livrou do problema em Chicago, Lucas focou sua atenção em encontrar Yulia e quando isso aconteceu, ele fez de tudo para que ela nunca mais saísse do lado dele.

Claro que isso geraria um problema sério com Julian Esguerra.
Yulia havia sido a informante sobre o voo deles na saída da Rússia e por causa dela, o avião deles fora abatido e muitos de seus homens foram mortos. Mas Lucas estava disposto a lutar por ela.
Mas em relação ao passado dela, ainda havia uma coisa que precisava ser resolvida (ou seria melhor dizer "eliminada"?). E quando eles se encontram frente a frente com esse passado, dificilmente não teria um morto no fim da história...



Diferente dos 2 livros anteriores, este é um pouco mais longo.
Acompanhando a história, dá para perceber a evolução do sentimento deles, de captor e vítima para o casal apaixonado que crê não poder ficar junto.

Há muitas cenas de ação, resgate, tiroteio, planos, manipulação. Não é uma leitura para qualquer pessoa. Mas ainda assim, a história prende. Realmente Anna Zaires sabe transformar um tema dark em história de amor.

O final para o casal é bem interessante; inesperado eu diria. Sem cliffhanger.

Há ainda uma cena bônus pelo POV de Julian Esguerra, para matar a saudade do bandido charmoso.

Com a trilogia completa fica muito melhor a leitura. Acompanhar os livros anteriores terminando em cliffhanger é uma tortura.

Para quem gosta do gênero, uma leitura que vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário