quarta-feira, 22 de junho de 2016

Kristen Proby - Easy Kisses (Boudreaux #4)



Ficha técnica: Easy Kisses
Autora: Kristen Proby
Editora Ampersand Publishing Inc
Lançamento original: junho/2016
Lançamento BR: ainda não
275 páginas
POV: primeira pessoa - Charly e Simon
Gênero: Romance contemporâneo: Chick Lit

Protagonistas: Charlotte "Charly" Boudreaux; Simon Daniel Danbury; família Boudreaux
Local/ano: NOLA; Montana; Londres; Miami/atual

"Simon Danbury, um internacionalmente procurado palestrante motivacional, ajuda as mulheres em todas as esferas da suas vidas: amor, auto-estima, encontros e habilidades na construção da carreira. Bonito, inteligente e rico, Simon aparentemente tem tudo o que um homem pode desejar. Mas as aparências enganam. Enquanto Simon pode ter as respostas para milhões de mulheres em todo o mundo, quando se trata de sua própria vida amorosa, ele é uma contradição enorme e sexy. Divorciado e convencido de que nunca vai amar de novo, a última coisa que espera é alguém como Charly Boudreaux.

Charly não queria estar neste seminário no meio do nada, mas sua irmã a convenceu a ir. Ela é a única que tem a vida bem resolvida. Carreira satisfatória, família incrível, bela casa e amigos leais. E daí que ela não tenha um namorado? Ela não precisa de um. Se ela aprendeu alguma coisa em seus quase trinta anos, é que os homens são mais problemas do que eles valem. E eles têm o mau hábito de quebrar seu coração em milhões de pedacinhos. Então, ela vai ouvir toda a porcaria de Simon, ir para casa e continuar com sua vida. Exceto que Simon não está realmente falando porcarias, e quando ele sorri para ela, as borboletas são ridículas.

Nunca misturando negócios com prazer, Simon encontra Charly, um ponto brilhante em um universo que foi escuro por muito tempo. Mas será ele capaz de resistir a ela? E por que ele iria querer?"



Continuação da série Boudreaux > Livros #1, #2, #3 e #3,5 já resenhados


Em NOLA não há quem não conheça os Boudreaux. É deles a empresa Bayou Industries, que constrói os melhores barcos da região. Só no prédio eles empregam 500 pessoas e tem mais 300 trabalhando diretamente na construção dos barcos.
Charlotte, ou Charly, como é conhecida, desde pequena sabia que NÃO queria fazer parte desse mundo e seu pai, já falecido, entendeu isso perfeitamente e soube dar-lhe o apoio.

Hoje, Charly é conhecida como a feliz dona do Head Over Heels, uma bem sucedida loja de sapatos.
Tudo que Charly tem, sua casa e seu carro, foram comprados graças ao dinheiro que ganhou de seu trabalho. Desde a época da faculdade que ela não toca em sua parte da empresa da família.

No campo emocional, Charly achava que estava indo bem. Ela não tinha nenhum compromisso e estava feliz por isso. Seu amigo com benefícios, Ryan, aparecia de tempos em tempos e eles "tiravam o atraso"; sem amarras, sem dor de cabeça.

Mas daí que Savannah, ou Van, irmã de Charly, encheu-lhe a paciência para que ela participasse de um desses seminários direcionados à mulher moderna. Duas semanas em Montana ouvindo um palestrante para lá de famoso nessa área, Simon Danbury.
Charly resolveu ceder e no dia da viagem, decidiu passar antes na casa de Ryan para informar-lhe que estaria fora, e recebeu a primeira bordoada. 
Ryan estava no meio de uma discussão com alguém chamado Pamela, que o acusava de ainda estar se relacionando com Charly e que isso deveria acabar. E pelas respostas que Ryan dava parecia que só Charly estava satisfeita com o arranjo deles.

Ok, menos um problema na lista.

Ao chegar em Montana, o local do evento era de tirar o fôlego em matéria de paisagem.





Charly fez amizade com algumas das participantes, mas o ponto alto era O PALESTRANTE.

Imagine passar duas semanas ouvindo um cara com sotaque britânico e a aparência desse cara...



Eu, na certa...




Mas claro que nossa mocinha não. Ele era lindo, era sexy, era bem articulado, mas estava ali a trabalho. Mas olhar não tira pedaço (o que é uma pena...)

No entanto, as olhadelas eram mútuas.

Simon Danbury, britânico, divorciado, era um expert em ajudar mulheres a levantarem sua autoestima.
Ele mesmo já tendo convivido com uma mulher destroçada, achava quase que um dever ajudar outras a não se sentirem assim.
O que começou pequeno, em Londres, tornou-se um sucesso, levando-o a fazer palestrar em outros países e a criar esse programa de imersão. Além dos livros que escreveu e seus videos semanais na internet. 
A procura, obviamente, era grande. E uma das regras de ouro era jamais se envolver com uma cliente. 

No programa, durante a semana eles tinham as palestras, com dinâmicas, mas o fim de semana era livre, e no primeiro deles, Charly acaba por ir fazer trilha com uma de suas novas amigas, Heidi, e encontra Simon e seu assistente Todd e a irmã deste, Shelly.
Conversa daqui, aguinha dali e a atração estava confirmada.


No segundo e último final de semana, os dois sucumbem à atração e ficam juntos.
Entretanto, seria só isso. Um final de semana. Despedida sem troca de telefones. Dificilmente se veriam de novo. Charly era uma garota de Nova Orleans e não pretendia mudar de lugar. Enquanto que Simon morava em Londres, mas vivia viajando pelo mundo com suas palestras. Como conciliar isso?

Separam-se.
Cada um em seu canto pensando no outro e ninguém queria dar o primeiro passo.
Simon logo teria de preparar um novo seminário e cada um era feito num lugar diferente. Por que não montar um em NOLA?

E quem aparece de surpresa na loja de Charly?
ELE!!!



Fácil, né?
Não mesmo. Ou você esqueceu que agora Simon teria de passar pelo crivo da família Boudreaux? E acredite, especialmente os irmãos de Charly - isso sem contar que eles têm a ajuda do professor de Krav Magá e amigo pessoal, Ben - sabem intimidar.

Nesse ínterim, Simon vai descobrir o berço de Charly; que ela estava sozinha por opção e não pela falta dela; que ela é boa com crianças e também nos negócios, e mais do que isso, que apesar de ele ser expert em ajudar mulheres problemáticas, ele ainda tinha muito o que aprender sobre relacionamento de parceria, mas tinha muito a ganhar com essa nova imersão...



"Eu não sou de tentar, eu sou de fazer"


Se fosse só pela descrição do personagem masculino, o livro já ganharia 5 estrelas.
Como assim um palestrante com a cara do Henry Cavill??? É pra acabar com tudo!!

Mas tem a questão da família Boudreaux em si, que, como sempre, é divertida quando se encontra.
Há pelo menos duas cenas em que os irmãos dela aparecem para intimidarem o "inimigo" (porque qualquer cara que se aproxime das irmãs deles é inimigo. Rhys já havia passado por isso com Gabby).

O casal principal não é perfeito. Na verdade, ambos têm assuntos pendentes a encararem; situações mal resolvidas do passado. Charly tinha a teimosia de que nunca deveria usar o nome ou o dinheiro da família como se isso a fizesse ter menos valor; já Simon tinha uma ex-esposa manipuladora e que queria voltar, agora que ele era famoso e mais rico.

Eles se descobrem, se ajudam, se amam e se transformam no casal fofo da temporada.
Ritmo maravilhoso.
Sem cliffhanger do casal.

E já deixa um gancho para o próximo livro que será do irmão mais velho, Beau. O mais engraçado, sua parceira é alguém totalmente zen e numa cidade como NOLA, com fama de esotérica e cheia de fantasmas, nada como uma personagem mística...





Cadê mesmo a editora pra trazer esta série pro Brasil???

Nenhum comentário:

Postar um comentário