sábado, 23 de julho de 2016

Barbara Biazioli - Dom (Irmãos Bastilli #2)




Ficha técnica: Dom
Autora: Barbara Biazioli
Editora self
Lançamento: 22/julho/2016
212 páginas
POV: primeira pessoa - Dom
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; aventura

Protagonistas: Domenico "Dom" Bastilli; Theresa "Tess" Bianco; Paolo Bastilli; Alma Maria Bastilli; Caryn Marshall; Jordan Still
Local/ano: Paris; Gênova/atual

"Não importa o quão alto ela suba, uma montanha ou um prédio praticando parkour, Tess Bianco levará consigo seus problemas. Ela é uma contradição personificada. Meiga e impetuosa, amistosa mas cheia de mistérios. Paris acaba por se tornar a cidade em que ela pode conseguir sua liberdade... ou, quem sabe, tornar-se cativa em uma nova situação...

Porque Dom Bastilli, o caçula do Império Bastilli Barche, aquele viciado em esportes radicais, velocidade e casos sem compromisso, sente-se atraído por essa mulher enigmática desde o primeiro instante em que a encontrou. Se ele fosse esperto, iria manter-se longe. Tess era o caso clássico de ter a placa PERIGO, em letras garrafais, na fronte dela. Mas a atração falou mais alto, e ele não pôde se afastar.

Agora, quando os dois pareciam estar na mesma sintonia, um novo desafio se apresenta frente a eles. Dessa vez, o desafio fora arquietado para ter um desfecho diferente, mas o que acabou por vir foi o amargo sabor da vingança, com a certeza de que a morte aguardava sua vítima na próxima curva."


Continuação da série Irmãos Bastilli > livro #1 >> resenha

Dom é aquele cara boa praça e boa pinta. Como caçula na família Bastilli - sendo 11 anos mais novo que Paolo -, ele foi poupado de muitas coisas que aconteceram no seio familiar. Ele está acostumado a ter seus desejos satisfeitos.

Mas longe de pensar que por conta disso ele é um esnobe. Ele só tem aquele pensamento de que tudo que vem fácil, vai fácil e, por isso, ele não é de se apegar a nada ou ninguém... Especialmente quando esse ninguém se refere às muitas mulheres que ficam atrás dele...





Viciado em adrenalina, ele pratica o parkour (aquele esporte em que as pessoas ficam saltando em muros, postes e escalando prédios); faz montanhismo (o do pior tipo, aquele só com as mãos, com pouco ou nenhum equipamento de segurança) e adora corridas de carros.
Apesar de ser irmão do dono de uma das maiores empresas náuticas de Gênova, Dom não é chegado em corridas de lancha, deixando essa paixão para o irmão, Paolo.

Por causa desse jeito irresponsável dele, Dom provoca as maiores brigas nas reuniões em família, quando acontece o almoço na casa da mamma, no primeiro domingo de cada mês. Ele e Paolo se estranham, Sofia age como a conciliadora.

Paris é a cidade do coração de Dom e é lá que ele conhece a família Marshall.
Cinco irmãos da California que por motivos familiares acabaram desembarcando na cidade luz e fizeram fama com sua oficina. O mais velho dos Marshall, Caryn, é amigo de longa data de Dom e é na casa deles que Dom passa a  maior parte do tempo quando está na cidade.
Vizinha aos Marshall, tem a oficina concorrente - e nem por isso inimiga - da família de Jordan Still. E é através de Jordan que Dom vem a conhecer aquela que faria sua firme convicção de solteirão balançar... Tess Bianco.




Tess chegou há poucos dias da Austrália. Também gosta de esportes radicais e mostra uma habilidade em guiar carros e no videogame que deixam Dom de cabeça para baixo. Mas diferente das outras garotas que se jogam em cima dele, Tess tem motivos fortes para manter certa distância. Não é por falta de interesse, mas porque seu tempo em Paris era dedicado a algo muito mais importante, algo que ela buscava há cinco anos e não poderia ter qualquer distração... E Dom era uma distração alta, atlética e cabeluda.

Quando um cara de família rica e com fama de aventureiro se une a uma garota fantasma que não tem nada a perder, a química é explosiva, mas nesse jogo há uma grande possibilidade de algo dar errado e o destino de um deles ser fatal...



Dom é sinônimo de badboy. Lindo, rico, aventureiro em todos os setores da vida, ele leva a vida da forma mais leviana possível, causando atritos com Paolo.
Namoradas? Nem pensar! Ele tem casos passageiros; mulheres cujos nomes depois de um tempo eram esquecidos. Havia em si uma necessidade de buscar algo e ele pensava que a resposta estava em viver perigosamente.

Entretanto, ele não era mau. Valorizava e amava sua família, e tinha nos Marshall, especialmente em Caryn, a amizade que levaria às últimas consequências.

Quando ele conhece Tess, foi totalmente surpreendido pelo jeito dela, quieta mas com um furacão dentro de si, e, de repente, ele escuta dos lábios dela frases que era ele quem costumava dizer às mulheres. Como era se sentir ignorado?

Por mais que Tess dissesse que eles não deveriam ficar juntos, a química entre eles era perfeita demais para ser desperdiçada.
Mas ele tinha responsabilidades em Gênova e precisaria voltar...caso quisesse continuar vivo.

Em meio àquela tempestade de novos sentimentos, vem a ideia de criar algo que uniria duas de suas necessidades: ser mais responsável junto a empresa e ficar com a mulher que ele se descobre apaixonado. No entanto, da pior forma possível, ele descobre que a vida não iria lhe dar de mão beijada o tão sonhado prêmio.

Teriam eles alguma chance de futuro?



Mais um livro na linha romântica da autora.
Talvez este aqui seja um pouco mais apimentado do que o anterior, mas ainda assim, não é erótico.
Ritmo bom. Personagens secundários mais do que interessantes... E por falar nisso, o que são aqueles irmãos Marshall??? Genteeeeee!! Um copo d'água gelada, por favor!!
Tem uma cena de ação quase no final do livro de deixar os pelos arrepiados e um final sem cliffhanger, deixando uma pulga atrás da orelha em relação ao último dos irmãos, Paolo, que terá sua história contada na próxima semana.
Haja coração!! Paolo já é o queridinho da série entre as leitoras.






Para adquirir o ebook >> AMAZON BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário