quinta-feira, 21 de julho de 2016

Mia Sheridan - Veneno (Signos do Amor #4)



Ficha técnica: Veneno (Stinger)
Autora: Mia Sheridan
Editora Arqueiro
Lançamento original: 2013
Lançamento BR: 2016
352 páginas
POV: primeira pessoa - Grace e Carson
Gênero: Romance contemporâneo; Chick Lit; Drama

Protagonistas: Grace Hamilton; Carson Stinger
Local/ano: Las Vegas, Nevada; Dayton, Ohio; Utah; Washington, DC/atual (com saltos no tempo que contabilizam até 6 anos à frente)

"Grace Hamilton tem 23 anos e é estudante de direito. Após as dificuldades enfrentadas na infância, ela faz de tudo para não decepcionar o pai, segue todas as regras, é dedicada e cheia de planos. Porém, após viajar para uma conferência de direito em Las Vegas e conhecer Carson Stinger, ela começa a repensar a vida.

Sexy e impulsivo, Carson é um ator que gosta de curtir o momento e nunca se apegou a ninguém. Mas isso muda quando seu caminho cruza com o de Grace, uma universitária certinha e diferente de todas as mulheres que ele já conheceu.
Ao longo de um fim de semana inesquecível, eles superam os próprios preconceitos e se entregam ao desejo. Pela primeira vez na vida, Grace se permite quebrar as regras e Carson se deixa envolver de verdade. Quando se despedem, nenhum dos dois é mais o mesmo, mas ambos têm certeza de que jamais voltarão a se ver.

Contudo, anos depois eles estão de novo frente a frente: ele, apoiando o amigo acusado de homicídio; ela, sendo a promotora encarregada do caso. Mais uma vez a chama da paixão se acende em Carson e Grace e as circunstâncias parecem afastá-los. Se a vida nem sempre pode ser planejada, será que o acaso conseguirá ajudá-los a ficar juntos?"



Mais um volume da série Os Signos do Amor, mas cada exemplar pode ser lido como único

Ter a sua vida milimetricamente planejada para que não houvesse decepção.
A não-decepção no caso seria para o pai que, segundo a concepção de Grace, já havia sofrido o suficiente desde que perdeu o único filho para doença e isso abalou a estrutura do casamento, fazendo com que a esposa pedisse o divórcio.

Com a separação, o pai de Grace teve que cuidar de três filhas, não havia dinheiro sobrando para viagens de férias ou presentes caros, mas eles ainda tinham um ao outro.
Agora, ela estava estudando Direito, em Georgetown, iria terminar a faculdade em breve, arrumar um trabalho num bom escritório e crescer na carreira. A partir daí ela poderia começar a pensar em ter algum relacionamento duradouro.

Tão firme ela estava nessa convicção que Grace nunca poderia imaginar que ao viajar para Las Vegas para participar de uma convenção de alunos de Direito, ela iria topar - literalmente - com aquele que iria abalar suas estruturas e mudar sua vida por completo - literalmente.

Carson Stinger estava em Las Vegas a trabalho.
Oh, não, ele não era nenhum croupiê, garçom ou sequer gerente de hotel/cassino. Ele estava ali também para participar de um evento, mas este era direcionado ao entretenimento adulto.
Se você pensou algo relacionado a sexo, acertou. Carson era ator pornô.

Quando ele esbarra em Grace no lobby do hotel, algo naquela baixinha loura chamou sua atenção. Talvez fosse a cor dos cabelos, seu sorriso num primeiro momento ao olhar para ele (ele sabia o efeito que causava nas mulheres, modéstia à parte), ou talvez pelo jeito petulante com que ela o tratou ao reparar seu nome e o evento no crachá que usava. De qualquer forma, ele não perderia a chance de se aproximar dela novamente.

E essa oportunidade surgiu quando ela havia voltado da piscina. Encontraram-se no bar e ela logo quis mostrar sua ideia sobre o que queria para o futuro, que na certa não correspondia ao que um ator pornô iria querer. E é nessa cena que ela cai do cavalo...

MELHOR CENA EVER DO LIVRO!!!!!

As respostas que ele dá para ela são simplesmente perfeitas, deixando-a completamente aturdida.
Mas o que era ruim poderia piorar, e naquele mesmo dia eles se viram numa situação em que tiveram que se suportar por mais algum tempo, sem escapatória.

Por mais que Grace tivesse planos bem arraigados quanto a seu futuro, ela não poderia negar que

A) Carson era um pedaço de mau caminho;
B) Ele estava sendo muito legal com ela (na verdade ela estava sendo a chata da situação);
C) Ela estava atraída por ele;
D) Que mal teria tirar uma casquinha? Depois do fim de semana, cada um tomaria seu rumo e seria apenas uma boa história pra lembrar/contar.

E lá foi ela, decidida a se arriscar e viver a vida.

Só que esse envolvimento foi uma via de mão dupla. Carson também ficou fascinado por ela e, por alguma razão, eles passaram a ser sinceros e confidenciar coisas um para o outro como nunca fizeram antes com outras pessoas.
O jeito de ser certinha de Grace o deixava abismado. Ela abriu mão de muita coisa para não magoar ou decepcionar os outros, dificilmente pensando em si mesma. Até mesmo na escolha da carreira acabou sendo algo seguro.
Essa era a palavra de ordem para Grace: segurança. E acontece que Carson era exatamente o contrário disso.

A VIDA É SELVAGEM



A realidade bateu na porta e logo Grace achou melhor se despedir dele, antes que ficasse mais difícil.
Entretanto, aquelas 48h fizeram diferença na vida de cada um e quando eles rumaram às suas casas, novos planos foram estabelecidos e executados.

Carson abandonou a carreira e alistou-se na Marinha. Ele não tinha estudo superior ou qualquer outro planejamento caso saísse do ramo em que estava, por isso, alistar-se foi o que lhe pareceu melhor. E dali, ele conseguiu ser treinado como SEAL.

Já Grace manteve os seus estudos, mas ela mudou o foco de ação, desistindo do Direito Corporativo para ser Promotora.
Primeiro, ela trabalha em Washington, depois, consegue uma vaga em Las Vegas. É lá que ela conhece o outro promotor, Alex Klein, e três meses depois de se conhecerem, ficam noivos.

Os anos passam e finalmente Grace é colocada em seu primeiro caso de homicídio. Um ex-SEAL estava sendo acusado de ter matado uma jovem latina e todas as provas apontavam para ele, seria até um caso fácil... Se esse caso não a levasse a reencontrar Carson. 

Mais velhos, mais experientes e com parte de suas metas de vida já alcançadas, eles poderiam finalmente dar asas ao sentimento que começou a brotar anos antes. A questão era se Grace conseguiria se desamarrar de seu jeito metódico de ser e se Carson conseguiria confiar nela para expor um novo segredo em sua vida...


"Perca o controle, querida.
Só por um fim de semana.
Deixe-me no controle.
Vou tomar conta de você, eu prometo"


Beleza não põe mesa, já dizia o velho ditado.
Carson e Grace são a prova viva disso.
Cada um carrega uma história de vida com derrotas, decepções, mortes, e por isso, cada um resolveu levar a vida da maneira que lhe dava a segurança/liberdade necessária.

Para Grace era imprescindível ter tudo planejado, ser a melhor aluna, conseguir um ótimo emprego, cuidar das irmãs e do pai. Ela mesma estava sempre em último plano... se é que estava em algum. Mas ela não reclamava, não sofria de autopiedade. Apenas quando cruzou com Carson e ele tocou na ferida que ela deu-se conta de que havia a possibilidade de realizar seu planejamento mas também levar em conta os seus desejos pessoais.

Carson, por sua vez, nasceu por um acaso. Filho de uma atriz pornô, sua mãe acabou grávida de alguém cujo relacionamento não teve futuro. Ele cresceu em meio àquele universo e quando a mãe, envolvida com seu vício em drogas, acabou indo para uma de suas muitas reabilitações, ele pôde viver num lar, com sua avó, por um tempo. É dessa época as melhores recordações. Mais velho, ele pega o dinheiro que recebera de herança da avó e viaja pela Europa, em busca de liberdade.
E quando ele encontra com Grace, de alguma forma ela consegue dar a ele a mesma sensação de paz, porque ela "brilhava".

Os caminhos deles se separaram por anos, mas voltaram a se encontrar numa situação ruim, mas ainda assim, Carson não perdeu a chance. Ele pode ter mudado de vida por ele mesmo, mas ela foi o gatilho que ele precisava.

E em meio às novas descobertas, eles se permitem amar.

Mia Sheridan tem uma escrita que realmente prende o leitor. O interessante é que à primeira vista o livro parece ser mais um romance água com açúcar, na velha fórmula "casal se apaixona, casal se separa, casal se reencontra, casal tem final feliz". Mas vai além disso. Ela procura trazer temas polêmicos ou, pelo menos, novos.



Achei interessante ela trazer um protagonista ator pornô. Já tinha lido sobre homens "garotos de programa" mas nenhum que fosse ator pornô. E ainda tem o mistério envolvendo a vida atual de Carson (sem spoiler).
Tem também a questão do sofrimento que é perder um filho, como isso pode devastar um casamento porque há a tristeza, a raiva, a culpa. Apesar da autora não ter levantado nenhuma bandeira, achei intrigante o tema embutido na situação: será que é só a mulher que sofre quando se perde um filho só porque foi ela quem o carregou durante os nove meses? Não quero menosprezar a ligação simbiótica mãe-filho exatamente por isso, mas será que o pai, que funciona ali como um expectador, também não sofre igual?
Como eu disse, a autora não entra nessa seara, mas dá para perceber a luta que foi para o pai de Grace se reerguer ao perder um filho e ainda ver sua esposa partir...

Ritmo bom, apesar dos muitos saltos no tempo. Sem cliffhanger.

Ah! E como cada livro é dedicado a um signo do zodíaco, este aqui trata do ESCORPIÃO e suas várias formas. 




*Ebook cedido pela editora, em parceria, em troca de uma resenha de opinião honesta
**Gravuras > fonte > Goodreads

Nenhum comentário:

Postar um comentário