quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Stephanie Laurens - Conquistada por um Visconde (As Irmãs Cynster #1)



Ficha técnica: Conquistada por um Visconde (Viscount Breckenridge to the Rescue)
Autora: Stephanie Laurens
Editora Harper Collins Brasil
Lançamento original: 2011
Lançamento BR: 2016
366 páginas
POV: terceira pessoa
Gênero: Romance de época; Chick Lit
Prólogo + 21 capítulos + epílogo

Protagonistas: Lady Heather Cynster e Visconde Breckenridge, Timothy Danvers
Local/ano: Londres, Inglaterra; Knebworth; Vilarejo de Stretton; Gretna Green; Annan; Dumfries; Gribton; Kirkland, Escócia/ 1829

"Londres, 1829. 

Decidida a escolher seu próprio herói, um que a deixe completamente extasiada e pronta para a felicidade conjugal, Heather Cynster declina convites para os bailes conservadores da aristocracia londrina e busca aventuras fora de seu círculo social. Ao ultrapassar as fronteiras de seu mundo seguro e comparecer a um sarau oferecido por uma dama de reputação duvidosa, Heather acaba entrando na cova de leões. Mas seus planos de independência são arruinados quando encontra, no meio do salão, o enervante Visconde Breckenridge. 

Amigo dos Cynster e, principalmente, dos irmãos de Heather, ele a toma pelo braço e a leva até a carruagem. Mas seus esforços são inúteis. A poucos metros de entrar no carro, Heather é interceptada e sequestrada por inimigos ocultos que buscam vingança contra os Cynster. Agora, o arrojado Visconde terá de provar que é realmente o herói que Heather tanto almeja..."



Aos 25 anos, Lady Heather Cynster, considerada uma das princesas Cynster, sabia que seu prazo para encontrar seu "herói" estava terminando.
Desistindo dos salões famosos da Alta Sociedade, onde já conhecia todos os cavalheiros, e nenhum deles lhe apetecia os olhos, ela decide se enveredar por outros lugares. Para isso, ela finge uma dor de cabeça, deixando sua irmã Eliza ir sozinha à festa de Lady Montague, e sai para o salão de Lady Herford, cujas festas eram famosas por acontecimentos mais escandalosos.

O que Heather não contava era encontrar um conhecido, mais ainda que este conhecido fosse tão amigo de seus irmãos e seus seis primos, todos agora casados e felizes, mas temidos na Sociedade. Especialmente o chamado Devil Cynster, Duque de St. Ives.

Timothy Danvers, Visconde Breckenridge, 35 anos, conhecia os Cynster há anos e sabia que arrancariam sua cabeça se descobrissem que ele a viu num dos salões mais infames de Londres e a deixou ficar lá.
Decidido a tirá-la da festa - o que não seria tarefa fácil já que todas as Cynsters, mesmo as não de sangue, eram teimosas -, Breckenridge a escolta até o lado de fora. Mas Heather não o deixa acompanhá-la até a carruagem. E é nesse ponto que, ao longe, Timothy a vê sendo jogada dentro de outra carruagem e a mesma partindo em alta velocidade.

Imediatamente ele toma as rédeas da carruagem dela e segue-a até poder soltar os cavalos e pegar um deles para seguir galopando, enviando o cocheiro para avisar ao pai dela e a Devil.

Os sequestradores de Heather, Fletcher e Cobbins, foram instruídos a dizer a qualquer um ao longo da viagem que eles estavam levando uma protegida fujona ao seu tutor, o que naquela época seria totalmente aceito. Para validar a história, até mesmo tinham uma dama de companhia, Srta. Martha.

Na primeira parada dos sequestradores, numa estalagem, Timothy consegue entrar em contato com Heather para resgatá-la. Mas baseado no que conseguiu extrair dos sequestradores, e não foi muito, Heather fica sabendo que o alvo do sequestro não era ela especificamente, mas qualquer uma das irmãs Cynster. Protetora como era, ela ficou preocupada que isso viesse a acontecer com uma de suas irmãs, Eliza e Angelica, ou ainda as primas, Henrietta e Maria. Querendo descobrir mais sobre seu captor, o porquê de tudo aquilo, já que não parecia que ele a pegara para exigir resgate, ela resolve cooperar com eles, e diz isso a Timothy, que concorda com o plano dela, seguindo-os ao longo do caminho.

De Londres, partem para a Escócia, parando em várias cidades.
O ponto de encontro seria em Gretna Green.
Além da descrição da aparência do captor, ela conseguiu descobrir apenas um suposto nome, "McKinsey", e que era um escocês das Terras Altas.

Em Gretna Green, Timothy consegue fazer com que os dois sequestradores fiquem fora de combate por um tempo, a dama de companhia com medo, foge, e, assim, Timothy e Heather também seguem caminho. Ao invés de voltarem a Londres, preferem seguir viagem até a casa de Richard "Scandal", meio-irmão de Devil, e Catriona, a Senhora do Vale.

Ao longo do caminho, precisando manterem-se escondidos, Timothy e Heather dormem em celeiros ou hospedam-se em casas de colonos, fingindo serem um casal. E com isso, o clima entre eles esquenta.

Ao chegarem à casa de Richard, contam o que houve, enviam cartas a Devil e à família dela, para tranquilizá-los, mas agora precisavam descobrir quem era o tal McKinsey, que quase os alcançara em seu cavalo enorme, Hércules, mas parou de persegui-los ao vê-los entrar no vale que era protegido pela magia da Senhora.

Enquanto se recuperavam da viagem, o assunto vira para a reputação de Heather. Richard pergunta a Timothy e não se surpreende ao ouvir que este iria se casar com ela. O ponto era: Heather o aceitaria facilmente?

"- Se você se casasse comigo teria muito mais sucesso.
- Talvez - ela ergueu o queixo, encarou-o - Mas nem por isso vou me casar com você.
A despeito da tentativa de se controlar, ele sentiu o rosto endurecer.
- Por que não?
- Se você não sabe a resposta, isso é prova de que não devemos nos casar.
- O que é isto? Algum teste secreto?"

Começa a guerra de braços entre eles. De dia, ela o evitava, de noite, um caía nos braços do outro.
Observando tudo ao longe, Catriona e sua mentora Algaria, têm certeza que a Senhora do Vale tem planos para o casal e os fez ir até lá para criar a oportunidade de eles caírem em si que foram feitos um para o outro.

Timothy sofreu uma rejeição anos antes, sendo ridicularizado por uma dama, quando expressou seus sentimentos. Heather queria um conto de fadas. Os dois teriam de aprender a ceder se quisessem seu "felizes para sempre"...



Por carregar o sobrenome Cynster, Heather não só levava a alcunha de ser superprotegida - qualquer homem da família arrancaria a cabeça do engraçadinho que se metesse à besta com ela -, como de ser teimosa.

Ao descobrir que qualquer solteira de sua família corria perigo de ser sequestrada por um desconhecido e ser levada para longe, ela prefere manter-se no cativeiro e descobrir o plano por trás de tudo isso.

Isso não me incomodou tanto.

Mas quando chega na parte em que Timothy aceita todo o plano dela como se fosse a 8ª maravilha do mundo, já achei demais!!

O livro na verdade se passa mais de 50% nessa viagem de sequestro. Só bem mais à frente, Heather aceita ser levada por Timothy e seguem rumo à casa de Richard.
Isso tudo, é claro, é pretexto para ter o rala e rola que vai fazer o casalzinho se apaixonar.
Chegando na casa do primo, logicamente Heather vem com o discurso pronto de "não vou me casar se não for por amor", e Timothy, por sua vez, segue a cartilha do "não posso me declarar porque mulheres são volúveis". Taí a massa de bolo de caixinha.

Até a página 227, tudo muito cansativo. A partir daí, melhora um pouco quando começa o embate do casal rumo ao altar e a família dela assistindo de longe. E a razão que finalmente a faz cair em si para aceitá-lo...


E para piorar, apesar do romance do casal não ter cliffhanger, o final você fica...



Pois é, a dama dos romances de época cheios de mistérios me decepcionou dessa vez.

Capa linda, mas fonte (letras) pequena para a leitura. Não gostei.
2,5 estrelas.

Obs: Normalmente não faço resenha quando dou menos de 3 estrelas. Mas sou uma fã incondicional desta autora. E isso só mostra que até mesmo as grandes divas podem não agradar sempre. Uma pena...

Nenhum comentário:

Postar um comentário