quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Samanta Holtz - Quando o Amor Bater à sua Porta


Ficha técnica: Quando o Amor Bater à sua Porta - você vai deixá-lo entrar?
Autora: Samanta Holtz
Editora Arqueiro
Lançamento: 2016
304 páginas
30 capítulos + epílogo
POV: terceira pessoa
Gênero: Nacional; Chick Lit; Drama; Contemporâneo

Protagonistas: Malu Rocha; Rebeca; Luiz Otávio
Local/ano: Curitiba; São José dos Pinhais, PR; SP/atual

"Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.

Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.

Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.

O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.

Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.

A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego."



Malu é uma escritora brasileira que alçou o tão esperado sucesso. Mas sua vida pessoal não é tão cheia de romance assim como a dos seus personagens. E numa tarde de entrevistas, uma pergunta particularmente a deixa nos cascos:

O que é o amor para Malu Rocha?

Malu mora sozinha, em São José dos Pinhais. Fuma e bebe na mesma proporção. Tem uma assessora um tanto pirada, que vive tendo problemas com seu computador por baixar muitos jogos. Tem um avô que vive num asilo, militar da reserva, e que ainda mantém muitos dos velhos hábitos. Morre de medo de voar e prefere sempre ir aos eventos de carro.
Namorado? Há algum tempo ela não se envolve com ninguém.

Por isso, quando um homem desconhecido bate à sua porta dizendo que tinha perdido um compromisso com ela há alguns dias, e pior, ele não se lembrava quem era e contava com a ajuda dela para descobrir, tudo parecia fantasioso de mais.
Mas alguma coisa na história dele parecia fidedigna. Na dúvida, ela decidiu ajudá-lo. A princípio de longe, mas a cada dia ela se envolvia mais nesse mistério.

Luis Otávio estava perdido, com pouco dinheiro, nenhum documento e um vácuo na mente.
Alguém mencionou que o sotaque dele parecia mais de paulista, o que o levou a pensar que deveria ter vindo de lá. Para voltar à cidade e procurar as raízes, ele precisaria de dinheiro, e Malu ajudou-o contratando-o para fazer pequenos serviços na casa dela.

Essa aproximação faz com que ela conheça detalhes da personalidade dele. A memória dele só não funcionava em relação a ele próprio, mas ele conseguia fazer e ser funcional em várias coisas. E sua voz era muito bonita... Seria ele algum repórter ou locutor de rádio?

Enquanto isso, ela sofria de um dilema bem conhecido de muitos escritores: estava com prazo apertado para entregar um livro, mas não conseguia chegar a um final satisfatório. Por duas vezes o seu editor rejeitou o final do livro dela, o que a estava deixando mais irritada e bloqueada.

Luiz Otávio sugere, então, que ela vá com ele a São Paulo, até uma certa fazenda que teria alguma ligação com a vida dele, para desestressar, e quem sabe lá ela conseguiria escrever o final do livro?

Passam mais tempo juntos, mais descobertas, e o que era para ser apenas uma viagem de negócios - para ela - e reencontro das lembranças - para ele, acaba por se tornar uma descoberta para ambos: a de que quando menos se espera o amor pode bater à sua porta (literal ou figurativamente)...

O livro escrito em terceira pessoa traz muitas surpresas a partir do meio da história.
A protagonista não é perfeita. Na verdade, senti nenhuma conexão com ela (não curto personagens que fumam independente do motivo e mesmo que parem de fazê-lo na história). Mas o enredo leva o leitor a querer descobrir, assim como Malu, qual é a história por trás de Luiz Otávio, e esta sim merece ser lida.

Ritmo moroso no início , mas do meio em diante fica melhor.

Final surpreende.
Stand alone.

"- Não sou pessimista. Sou realista. E penso naquela leitora que não encontrou nem encontrará o seu príncipe encantado. Não tenho o direito de iludi-la com uma mentira. Afinal, toda essa fantasia romântica não serve só para que as pessoas comparem as histórias de ficção com sua própria vida e se sintam frustradas?
- Não... Serve para que tenham esperança." - pag.114.

A autora tem outros trabalhos lançados, mas este é o primeiro livro dela que tenho contato.
4 estrelas.  

Sobre a autora




*LIVRO cedido pela editora, em parceria, em troca de uma resenha de opinião honesta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário